Últimos assuntos
» 666
Seg Jun 26, 2017 9:58 pm por Gessimiel

» Pena de morte para bandidos
Seg Jun 19, 2017 6:50 am por Isaque palazon

» Os 7 (sete) Espíritos de YHWH
Qua Fev 22, 2017 12:16 am por azzi

» Apresente-se aqui
Qua Nov 23, 2016 2:40 pm por Paulo Henrique Gasparino

» Viver em Israel - Imigração
Dom Nov 20, 2016 1:43 pm por Oziel rodrigues

» Judeus Messiânicos e suas heresias.
Sex Out 21, 2016 6:59 am por EderTe

» A "Fé Evangélica" é genuinamente bíblica?
Ter Out 18, 2016 9:35 pm por Roberto Gavazza

» 2 samuel 24:1 x 1 cronicas 21:1
Ter Out 18, 2016 7:17 pm por Roberto Gavazza

» Bnei Noach
Ter Out 18, 2016 3:27 pm por Roberto Gavazza

» Decifrando o Apocalipse
Ter Out 11, 2016 11:05 pm por Gessimiel

Menu
  Add a Favoritos

  Home Page

  Regras do fórum

  Portal

  Fórum

  Registre-se

  Quem somos

  Normas e Dicas

  Estudos biblico

  Mapa de Israel

  História de Israel

  Aula de Hebraico

  Dicionário biblico

  Biblia em Hebraico


Calendário biblico
Estatísticas
Temos 4255 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de Gibassan

Os nossos membros postaram um total de 16978 mensagens em 1199 assuntos

O anti-semitismo de Lutero

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O anti-semitismo de Lutero

Mensagem por Convidad em Seg Abr 08, 2013 2:58 am

para todos!

Martinho Lutero, o percursor da Reforma Protestante de 1517, apesar de sua grande contribuição para a igreja cristã, ele se enveredou pelo caminho sórdido do anti-semitismo.
E muitos cristãos ainda desconhecem este lado de Lutero, mas agora isto está sendo divulgado, para que haja um melhor entendimento sobre a história eclesiástica.

Compartilhei esta imagem com um amigo meu, evangélico, e leiam o comentário dele:


"Queria ler todo o texto, para entender em qual contexto ele disse isto...mas é claro, quem postou isto na Net, nunca vai mostrar o texto todo, então fujo das polêmicas porquê elas não levam a lugar nenhum, não defendo a igreja, porquê a igreja foi constituida por C risto, ou seja: C risto a defende, o que importa é que dentro delas: pessoas são curadas, demônios são expulsos, enfermos são curados, e pessoas são salvas...se ele errou, é ele com Deus, eu me preocupo em não errar daqui pra frente...sendo assim, judeus crucificaram J esus, não aceitaram a salvação, e se desviaram dos caminhos do Senhor, e ainda pregam que J esus não era o messias! Então quem está mais errado? Nós com Lutero, ou os Judeus que não o aceitaram! Mas a todos que o aceitarem deu_lhes o poder de serem feitos filhos de Deus! Deus te abençoe!"

E então, eu tive que lhe enviar um esclarecimento, dizendo assim:

" irmão! Tudo bem?

Olha, eu li o seu comentário, e ele é digno de um esclarecimento, para que haja um melhor entendimento, ok!

Por favor, leia com atenção:

Estas palavras de Lutero fazem parte de seu livro denominado "Os Judeus e Suas Mentiras" (http://pt.wikipedia.org/wiki/Sobre_os_Judeus_e_Suas_Mentiras), algo que ele escreveu depois da Reforma.
Isto é um fato verídico, qualquer um pode pesquisar e constatar, mas a questão não envolve polêmicas, e sim o fato em si que deve ser analisado e julgado, pois pior é continuarmos no engano.

Outra coisa, se temos que viver em unidade, como Yeshua mesmo orou em João 17, então temos que defender os interesses da Igreja sim, principalmente se eles foram atingidos e prejudicados por fatos como este de Lutero.
O Reino de D'us não se limita apenas em curas, milagres, expulsão de demônios e salvação, isto seria diminuir o propósito do Reino, que é muito maior do que estas coisas, pois elas apenas fazem parte dele, mas não são o fim, e sim o meio pelo qual pode se alcançar algo muito maior.
Esta visão de curas, milagres, expulsão de demônios e salvação é muito limitada, e negligencia a plenitude da missão de Yeshua, como se Ele fosse limitado à alguma religião.

Voltando ao caso de Lutero, a minha preocupação vai muito além do que um erro pessoal, ela envolve as atitudes que foram motivadas por este erro, as consequências maléficas, inspiradas por tais palavras, pois Lutero era alguém que influenciava, ou não?
Afinal, alguns dos chamados "pais da igreja" (Justino Mártir, Marcião, Orígenes, Eusébio, São Jerônimo, Crisóstomo, Agostinho, Tomás de Aquino), também cometeram o mesmo tipo de erro = ANTI-SEMITISMO, e eles também eram influentes, sendo que um deles, muito famoso chamado João Calvino, ordenou que um judeu crente chamado Miguel Servetos, fosse queimado em praça pública...
Hoje, quantos são os que seguem a doutrina de Calvino?
Quantos são os que mais valorizam a sua doutrina, do que a doutrina bíblica?
Nós não nos baseamos na incredulidade dos judeus que foram incrédulos, mas nos baseamos na fidelidade dos judeus que foram fiéis.
Ou todos foram incrédulos?

Não podemos pegar a infidelidade dos que foram incrédulos e discriminarmos o restante, isto é injustiça.
Assim também, não podemos nos basear nos erros cometidos pelos "pais da igreja", mas devemos nos basear naquilo que eles fizeram e ensinaram de bom.
Não podemos pegar os erros destes homens e discriminarmos a igreja, isto também é injustiça.
Agora, eu sei que os erros deles trouxeram grandes prejuízos, porém a incredulidade dos judeus trouxe a salvação aos gentios, e salvação não é prejuízo, é bênção.
E por que será que, antes de cometerem estes erros, os "pais da igreja" não procuraram saber sobre o que o cristianismo fez contra os judeus?
Por que será que eles prosseguiram na mesma ideia dos papas do vaticano?
Hoje é muito fácil acusar os judeus de incredulidade, sendo que a verdade que muitos ainda não enxergam é que o maior motivo da incredulidade deles hoje é justamente aquilo que o cristianismo fez contra eles e contra a fé deles, quando esta religião separou a igreja de Israel por meio de concílios e decretos papais.
Existe em BH, no bairro Ouro Preto, uma das maiores provas históricas do que o cristianismo fez contra os judeus: o Museu da História da Inquisição, está lá para qualquer um ver.
O que os "pais da igreja" fizeram e ensinaram de bom, em favor do Reino de D'us, temos que agradecer a D'us, reconhecendo o bom legado deles e a fidelidade dos judeus que foram instrumentos de D'us para que estes homens tivessem o conhecimento Divino.

O que eu prefiro?
A fidelidade dos judeus, ou o bom legado dos "pais da igreja"?
Neste caso, não há preferência, mas há prioridade, que é dos judeus.

O que eu prefiro?
A incredulidade dos judeus, ou os erros dos "pais da igreja"?
Sem dúvida, prefiro a incredulidade dos judeus...
Porque esta incredulidade deles já trouxe prejuízos para a Igreja no 1º século, mas ela se manteve firme por causa da fidelidade dos que foram fiéis, tanto judeus como gentios.
Mas hoje, estes judeus incrédulos não trazem nenhum prejuízo para a igreja.
Já os erros dos "pais da igreja", foram baseados no que o cristianismo fez, não só contra os judeus incrédulos, mas também contra os judeus crentes, sendo que tais erros continuam a trazer prejuízos para a igreja até hoje.
Os únicos que sofrem com a incredulidade dos judeus são os próprios judeus crentes, aqueles que creem em Yeshua como sendo o Messias, estes irmãos é que sofrem nos dias de hoje.

Se a igreja pensa em "evangelizar" estes judeus incrédulos, estando ela ainda "presa" dentro do círculo criado pelo cristianismo, ela estará fadada ao fracasso, pois se a Fé vem pelo ouvir, e ouvir a Palavra de D'us, a bagagem histórica e doutrinária do cristianismo é o "tampão" nos ouvidos deles, que conhecem muito mais sobre estas coisas do que a maioria dos cristãos.
E muito maior é o prejuízo causado pelo cristianismo do que a incredulidade dos judeus.
Ora, as Escrituras dizem que a incredulidade deles fez parte do propósito da Redenção do Messias e da chegada da salvação aos gentios, então, eu não posso ficar usando isto como argumento para defender erros no cristianismo que devem ser divulgados, pois os frutos destes erros permanecem até hoje na igreja trazendo prejuízos.

O que eu prefiro?
Estar com Lutero, ou com os judeus que não receberam a Yeshua?
Apesar da incredulidade deles, eu ainda prefiro estar com eles!
Não por causa da incredulidade, mas por causa das palavras de Paulo: "São israelitas. Pertence-lhes a adoção e também a glória, as alianças, a legislação, o culto e as promessas; deles são os patriarcas, e também deles descende o o Messias, segundo a carne, o qual é sobre todos, Deus bendito para todo o sempre. Amém!" (Romanos 9:4,5).
E também: "E, se a sua queda é a riqueza do mundo, e a sua diminuição, a riqueza dos gentios, quanto mais a sua plenitude!" (Romanos 11:12);
"Porque, se a sua rejeição é a reconciliação do mundo, qual será a sua admissão, senão a vida dentre os mortos?" (Romanos 11:15).
A incredulidade deles trouxe mais benefício pra mim do que o bom legado de Lutero, e de todos os "pais da igreja"!

Fica aqui este pequeno esclarecimento, pois eu quero é defender a Verdade acima de tudo!

Que o Eterno te ilumine, no Messias!"

Os evangélicos precisam conhecer mais sobre a história do cristianismo...
avatar
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O anti-semitismo de Lutero

Mensagem por ulisseshen em Seg Abr 08, 2013 3:16 am

Shalon Adonai, Baruch Hashem, otimo esclarecimento, essa semana que passou estava eu lendo sobre esse livro "Judes e suas mentiras" e confesso que a algo ali escrito que é totalmente contraria e Palavra de Deus, tipo :" Eles (os judeus) não são mais o povo de Deus.." e também a parte que você citou irmão Ran, que esta de total conflito com a realidade das Escrituras Sagradas, Deus continue de iluminando em o nome de Yeshua o Messias
avatar
ulisseshen
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 26

Cidade Cidade : São Paulo

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 15/02/2013

Religião Religião :
  • Evangélico


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O anti-semitismo de Lutero

Mensagem por marcus_psy em Seg Jul 04, 2016 6:08 pm

irmãos.
Pois é isso mesmo, meus caros. Há alguns meses comecei a entender que a verdade não está no cristianismo, muito pelo contrário, está bem distante dele. A verdade pertence aos judeus, e ainda está com eles. Nós é que fomos enxertados, e não o contrário. Me causou um arrependimento e até indignação pois nós, ocidentais que fomos cristãos, somos doutrinados desde o começo, até nas nossas bíblias com suas traduções tendenciosas, nos levam a ter uma certa antipatia e para alguns até raiva de judeu. Hoje é o contrário na minha vida: estou ficando enojado de ouvir falar de cristianismo, estudos feitos por cristãos e até mesmo comentários carregados do engano cristão aqui mesmo neste forum. Pra mim isso é quase uma tortura. Hipocrisia sem fim. Blasfemam as escrituras, desmentem a Santa Palavra do Altíssimo, se contradizem e ainda incitam ao ódio. Acham que podem enganar o Pai? A mão Dele pesará sobre essas pessoas que fazem isso com consciência do que estão fazendo.

marcus_psy
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 12

Cidade Cidade : Natal

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 03/03/2016

Religião Religião :
  • Evangélico
  • Judeu messiânico


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ante semitismo de Lutero

Mensagem por José Mendes em Sab Jul 09, 2016 11:02 pm

marcus_psy escreveu: irmãos.
Pois é isso mesmo, meus caros. Há alguns meses comecei a entender que a verdade não está no cristianismo, muito pelo contrário, está bem distante dele. A verdade pertence aos judeus, e ainda está com eles. Nós é que fomos enxertados, e não o contrário. Me causou um arrependimento e até indignação pois nós, ocidentais que fomos cristãos, somos doutrinados desde o começo, até nas nossas bíblias com suas traduções tendenciosas, nos levam a ter uma certa antipatia e para alguns até raiva de judeu. Hoje é o contrário na minha vida: estou ficando enojado de ouvir falar de cristianismo, estudos feitos por cristãos e até mesmo comentários carregados do engano cristão aqui mesmo neste forum. Pra mim isso é quase uma tortura. Hipocrisia sem fim. Blasfemam as escrituras, desmentem a Santa Palavra do Altíssimo, se contradizem e ainda incitam ao ódio. Acham que podem enganar o Pai? A mão Dele pesará sobre essas pessoas que fazem isso com consciência do que estão fazendo.


A Paz.
Eu li a respeito nalgumas páginas desse livro de Lutero, e, exatamente essa parte onde ele revela esse ódio pelos semitas.
É muito interessante nós tomarmos conhecimento desse outro lado de Lutero, para que não saiamos por aí dizendo coisas erradas.

José Mendes
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 2

Cidade Cidade : Palmas

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 09/07/2016

Religião Religião :
  • Evangélico


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O anti-semitismo de Lutero

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum