Últimos assuntos
» Os cinco pastores mais rico do Brasil
O Arrebatamento EmptyTer Ago 21, 2018 11:45 pm por Leite de Oliveira

» 666
O Arrebatamento EmptySeg Ago 20, 2018 8:48 pm por Leite de Oliveira

» Pena de morte para bandidos
O Arrebatamento EmptySeg Jun 19, 2017 6:50 am por Isaque palazon

» Os 7 (sete) Espíritos de YHWH
O Arrebatamento EmptyQua Fev 22, 2017 12:16 am por azzi

» Apresente-se aqui
O Arrebatamento EmptyQua Nov 23, 2016 2:40 pm por Paulo Henrique Gasparino

» Viver em Israel - Imigração
O Arrebatamento EmptyDom Nov 20, 2016 1:43 pm por Oziel rodrigues

» Judeus Messiânicos e suas heresias.
O Arrebatamento EmptySex Out 21, 2016 6:59 am por EderTe

» A "Fé Evangélica" é genuinamente bíblica?
O Arrebatamento EmptyTer Out 18, 2016 9:35 pm por Roberto Gavazza

» 2 samuel 24:1 x 1 cronicas 21:1
O Arrebatamento EmptyTer Out 18, 2016 7:17 pm por Roberto Gavazza

» Bnei Noach
O Arrebatamento EmptyTer Out 18, 2016 3:27 pm por Roberto Gavazza

Menu
  Add a Favoritos

  Home Page

  Regras do fórum

  Portal

  Fórum

  Registre-se

  Quem somos

  Normas e Dicas

  Estudos biblico

  Mapa de Israel

  História de Israel

  Aula de Hebraico

  Dicionário biblico

  Biblia em Hebraico


Calendário biblico
Estatísticas
Temos 4255 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de Gibassan

Os nossos membros postaram um total de 16984 mensagens em 1198 assuntos

O Arrebatamento

Ir em baixo

O Arrebatamento Empty O Arrebatamento

Mensagem por alisson carvalho em Sex Nov 23, 2012 2:08 am

O Arrebatamento 3708 !
Gostaria de trazer aos irmãos uma questão que divide opiniões e crenças ao que se diz respeito ao arrebatamento da igreja .
Será antes , no meio , ou depois da Grande Tribulação ?
Para saber a opinião dos irmãos colocarei alguns textos e gostaria de saber se eles falam do mesmo acontecimento ; o arrebatamento da igreja .
Daniel 12.1:” E NAQUELE tempo se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta a favor dos filhos do teu povo, e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo, todo aquele que for achado escrito no livro.
2 E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno.
3 Os que forem sábios, pois, resplandecerão como o fulgor do firmamento; e os que a muitos ensinam a justiça, como as estrelas sempre e eternamente.
4 E tu, Daniel, encerra estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e o conhecimento se multipliccará.
5 Então eu, Daniel, olhei, e eis que estavam em pé outros dois, um deste lado, à beira do rio, e o outro do outro lado, à beira do rio.
6 E ele disse ao homem vestido de linho, que estava sobre as águas do rio: Quando será o fim destas maravilhas?
7 E ouvi o homem vestido de linho, que estava sobre as águas do rio, o qual levantou ao céu a sua mão direita e a sua mão esquerda, e jurou por aquele que vive eternamente que isso seria para um tempo, tempos e metade do tempo, e quando tiverem acabado de espalhar o poder do povo santo, todas estas coisas serão cumpridas.
8 Eu, pois, ouvi, mas não entendi; por isso eu disse: Senhor meu, qual será o fim destas coisas?
9 E ele disse: Vai, Daniel, porque estas palavras estão fechadas e seladas até ao tempo do fim.
10 Muitos serão purificados, e embranquecidos, e provados; mas os ímpios procederão impiamente, e nenhum dos ímpios entenderá, mas os sábios entenderão.
11 E desde o tempo em que o sacrifício contínuo for tirado, e posta a abominação desoladora, haverá mil duzentos e noventa dias.
12 Bem-aventurado o que espera e chega até mil trezentos e trinta e cinco dias. “
13 Tu, porém, vai até ao fim; porque descansarás, e te levantarás na tua herança, no fim dos dias. “

I Coríntios 15.51:” Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados;
52 Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados”.
I Tessalonicenses 4 .16:” Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em o Messias ressuscitarão primeiro.
17 Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.
18 Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.”

Apocalipse 10.5:” E o anjo que vi estar sobre o mar e sobre a terra levantou a sua mão ao céu,
6 E jurou por aquele que vive para todo o sempre, o qual criou o céu e o que nele há, e a terra e o que nela há, e o mar e o que nele há, que não haveria mais demora;
7 Mas nos dias da voz do sétimo anjo, quando tocar a sua trombeta, se cumprirá o segredo de Deus, como anunciou aos profetas, seus servos. “
alisson carvalho
alisson carvalho
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 20

Idade Idade : 40

Cidade Cidade : Muriaé -MG

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 12/11/2010


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Arrebatamento Empty Re: O Arrebatamento

Mensagem por Juliebert em Sab Nov 24, 2012 9:12 pm

Em minha opinião este seria antes da (verdadeira grande tribulação):

Muitos confundem a parte em Mateus 24:22

''E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias.''

Mas sabemos que por diversas vezes as Escrituras nos afirmam sobre o livramento da ''ira futura'':

1 Tessalonicenses 1:10,Apocalipse 3:10,1 Tessalonicenses 5:9,Romanos 5:9
:
''e esperar dos céus a seu Filho, a quem ressuscitou dos mortos: Yeshua, que nos livra da ira que há de vir
1 Tessalonicenses 1:10''

''Visto que você guardou a minha palavra de exortação à perseverança, eu também o guardarei da hora da provação que está para vir sobre todo o mundo, para pôr à prova os que habitam na terra.
Apocalipse 3:10''

''Porque D'us não nos destinou para a ira, mas para recebermos a salvação por meio de nosso Senhor Yeshua o Messias
1 Tessalonicenses 5:9''

''Como agora fomos justificados por seu sangue, muito mais ainda seremos salvos da ira de D'us por meio dele!
Romanos 5:9''


Então quem são os escolhidos a quem a Bíblia afirma?

Estes serão Judeus e aqueles que não se renderam ao Anti-Messias,nem aceitaram sua marca após o arrebatamento,pois as escrituras afirmam:

''Yeshua respondeu: "Cuidado, que ninguém os engane.
Pois muitos virão em meu nome, dizendo: ‘Eu sou o o Messias! ’ e enganarão a muitos.
Vocês ouvirão falar de guerras e rumores de guerras, mas não tenham medo. É necessário que tais coisas aconteçam, mas ainda não é o fim.
Nação se levantará contra nação, e reino contra reino. Haverá fomes e terremotos em vários lugares.
Tudo isso será o início das dores.
Então eles os entregarão para serem perseguidos e condenados à morte, e vocês serão odiados por todas as nações por minha causa.
Naquele tempo muitos ficarão escandalizados, trairão e odiarão uns aos outros,
e numerosos falsos profetas surgirão e enganarão a muitos.
Devido ao aumento da maldade, o amor de muitos esfriará,
mas aquele que perseverar até o fim será salvo.
E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo como testemunho a todas as nações, e então virá o fim ''
Mateus 24:4-14''

Muita coisa já se cumpriu mas ainda é necessário ocorrer uma grande perseguição aos seguidores de o Messias,Entretanto depois disso vemos que a Palavra diz então virá o fim,(aos cristãos) ou seja o arrebatamento,e depois Yeshua começa outro ponto este aos outros que ficarem para grande tribulação,mais especificamente aos Judeus pois cita Israel e o Sábado veja :

''então, os que estiverem na Judéia fujam para os montes.
Mateus 24:16''

''Orem para que a fuga de vocês não aconteça no inverno nem no sábado
Mateus 24:20''


Logo o arrebatamento ocorrerá antes disso.Alguém pode dizer: ‘’isso está errado nosso Senhor permitiu no passado que pessoas fossem mortas,porque não permitiria a nós?’’

Veja bem:

''E vi um anjo que estava no sol, e clamou com grande voz, dizendo a todas as aves que voavam pelo meio do céu: Vinde, e ajuntai-vos à ceia do grande D'us;
Para que comais a carne dos reis, e a carne dos tribunos, e a carne dos fortes, e a carne dos cavalos e dos que sobre eles se assentam; e a carne de todos os homens, livres e servos, pequenos e grandes.
Apocalipse 19:17-18''

''E a besta foi presa, e com ela o falso profeta, que diante dela fizera os sinais, com que enganou os que receberam o sinal da besta, e adoraram a sua imagem. Estes dois foram lançados vivos no lago de fogo que arde com enxofre.
E os demais foram mortos com a espada que saía da boca do que estava assentado sobre o cavalo, e todas as aves se fartaram das suas carnes
Apocalipse 19:20-21''


As pessoas que seguiram a besta foram mortos,antes do milênio;

Porém em Apocalipse 20:7 diz:

''Quando terminarem os mil anos, Satanás será solto da sua prisão
e sairá para enganar as nações que estão nos quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, a fim de reuni-las para a batalha. Seu número é como a areia do mar.
Apocalipse 20:7-8''


Ora, a quem então o Satan irá enganar se seus servos já haviam sido mortos?

''Então um dos anciãos me perguntou: "Quem são estes que estão vestidos de branco, e de onde vieram? "
Respondi: "Senhor, tu o sabes". E ele disse: "Estes são os que vieram da grande tribulação e lavaram as suas vestes e as branquearam no sangue do Cordeiro
Apocalipse 7:13-14''


''Vi tronos em que se assentaram aqueles a quem havia sido dada autoridade para julgar. Vi as almas dos que foram decapitados por causa do testemunho de Yeshua e da palavra de Deus. Eles não tinham adorado a besta nem a sua imagem, e não tinham recebido a sua marca na testa nem nas mãos. Eles ressuscitaram e reinaram com o Messias durante mil anos.
( O restante dos mortos não voltou a viver até se completarem os mil anos. ) Esta é a primeira ressurreição.
Apocalipse 20:4-5''



''Visto que você guardou a minha palavra de exortação à perseverança, eu também o guardarei da hora da provação que está para vir sobre todo o mundo, para pôr à prova os que habitam na terra.
Apocalipse 3:10''


Veja que não seremos nós os provados, e sim aqueles que vieram da tribulação e reinarão nos mil anos.Pois nós teremos nosso corpo glorificado não mais sujeito a pecados nem a concupiscência da carne, logo o Inimigo não seria capaz de tentar-nos,muito menos conseguir-nos como seus seguidores! Pois as escrituras afirmam:

''Ninguém, sendo tentado, diga: De D’us sou tentado; porque D’us não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta.
Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência.
Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte
Tiago 1:13-15''


Resumindo fica claro que: o arrebatamento será um livramento da parte de D’us a seus escolhidos antes da grande tribulação,a qual foi reservada para salvação de judeus e outros,pois como sabemos as promessas de D´us não falham,e ainda há muitas coisas dita pelos antigos profetas que ainda não se cumpriram a respeito do messias e serão cumpridas durante o milênio, como disse Paulo:

''Pois não quero, irmãos, que ignoreis este mistério, para que não sejais sábios em vós mesmos, que o endurecimento veio em parte a Israel, até que haja entrado a plenitude dos gentios;
assim todo o Israel será salvo, como está escrito: Virá de Sião o Libertador, Ele apartará de Jacó a impiedade
Romanos 11:25-26''


Eu sei que muitos são contra ao que acabei de dizer e irão afirmar diversas razoes podendo ate mesmo estar certos,mas fica claro que esta é apenas a visão que aprendi,indo a varias E.B.Ds. Apesar de tudo creio que seja qual hora for devemos sempre estar preparado para este grande momento,e que o mais importante é como está escrito:

‘’Chegai-vos para D’us, e ele se chegará para vós. Lavai, pecadores, as mãos, e, vós de espírito vacilante, purificai os corações
Tiago 4:8’’

Pois de uma coisa temos certeza é dEle quem virá a nossa salvação,sobre tudo não nos esqueçamos do principal:

Porque ainda um pouquinho de tempo, E o que há de vir virá, e não tardará
Hebreus 10:37

Estejamos pronto para este dia!!!

A Paz a Todos!!!
O Arrebatamento 650378


Última edição por Juliebert em Dom Nov 25, 2012 9:41 pm, editado 1 vez(es)
Juliebert
Juliebert
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 41

Idade Idade : 23

Cidade Cidade : Pirenópolis

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 10/11/2012

Religião Religião :
  • Evangélico


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Arrebatamento Empty Re: O Arrebatamento

Mensagem por Convidad em Sab Nov 24, 2012 10:01 pm

O Arrebatamento 3708 para todos!

Juliebert escreveu:
Resumindo fica claro que: o arrebatamento será um livramento da parte de D’us a seus escolhidos antes da grande tribulação,a qual foi reservada para salvação de judeus e outros,pois como sabemos as promessas de D´us não falham,e ainda há muitas coisas dita pelos antigos profetas que ainda não se cumpriram a respeito do messias e serão cumpridas durante o milênio, como disse Paulo...

Olá Juliebert!

Infelizmente, não tem como crer nesta doutrina pré-tribulacionista, até porque ela surgiu no século 19, logo, nem o Messias e nenhum dos Emissários (apóstolos) ensinaram tal coisa.

Questões que postei sobre este tema, em outro tópico:

Sobre esta questão do arrebatamento, se este evento fosse acontecer conforme a maioria cristã alega (antes da Grande Tribulação), por que então temos a Revelação descrita por Yeshua em Mateus 24 e os acontecimentos futuros no livro de Apocalipse?

Se a Igreja não vai estar aqui, por que ela deveria saber sobre o que aconteceria aqui em sua ausência?

Se eu não for passar por um lugar, sabendo que serei resgatado antes de chegar lá, por que eu iria querer saber sobre o que acontecerá neste lugar, se caso eu tiver que passar por ele?

Será que eu deveria saber para temer os acontecimentos naquele lugar e não deixar escapar o resgate?

Será que o medo deve ser o instrumento para que eu possa agir em prol do meu próprio resgate?

Temer os acontecimentos da Grande Tribulação irá me ajudar a ser mais fiel a D'us, a fim de me livrar deles?

Aqui está um estudo sobre o tema:

"1 – INTRODUÇÃO
A doutrina do arrebatamento pré-tribulacionista é uma doutrina cristã tardia que tem ameaçado o verdadeiro entendimento bíblico. Esta doutrina cristã só teve início no século dezenove. O objetivo deste artigo é provar que a doutrina do arrebatamento pré-tribulacionista é:
1 – Uma invenção moderna do Cristianismo que NÃO TEM NENHUMA raiz bíblica nem judaica de qualquer tipo;
2 – Uma doutrina que vai totalmente contra as Escrituras;
3 – Uma doutrina de “paz e segurança” que pode futuramente vir a destruir a fé de muitos.

2 - GLOSSÁRIO DOS TERMOS DESTE ARTIGO
Antes de começarmos, vamos definir alguns termos básicos que usaremos:
ARREBATAMENTO – Este termo se tornou bastante polêmico. No ocultismo, este termo foi usado durante muitos séculos para se referir a levitação. Na Bíblia, a origem do termo está em 1 Tess. 4:17 onde lemos a palavra “ arrebatados” .
NATZAL – Palavra no hebraico que significa “livramento”. Esta palavra tem sido usada nos meios messiânicos numa tentativa de convencê-los sobre a teoria do arrebatamento pré-tribulacionista.
KH’TAF – Palavra aramaica para “ arrebatados” no texto aramaico de 1 Tess. 4:17.
PÓS-TRIBULACIONISMO – É a visão de que o KH’TAF (arrebatamento) é simplesmente parte da segunda vinda do Messias e, portanto ocorrerá no fim da tribulação, isto é, no início do Reino do Milênio.
PRÉ-TRIBULACIONISMO – É a visão de que o arrebatamento seria um evento separado da segunda vinda do Messias e que ocorreria sete anos antes, imediatamente antes da tribulação.
MID-TRIBULACIONISMO – É a visão de que o arrebatamento é um evento separado da segunda vinda do Messias e que ocorreria 3 anos e meio antes, no meio da tribulação, durante o tempo do “sacrilégio terrível” (a revelação do Anti-Messias).
ARREBATAMENTO-PREMATURO – É qualquer visão de que o arrebatamento e a segunda vinda do Messias são eventos separados e que o arrebatamento precederá por um período de tempo a segunda vinda do Messias.
ARREBATAMENTO PARCIAL – É a visão de que apenas uma parte do Corpo do Messias será arrebatada.
PASHAT – O sentido simples, literal de um texto segundo a Midrash Judaica (vide artigo sobre como interpretar as Escrituras como um judeu).

3 – ONDE ESTÁ O PASHAT?
Um dos maiores problemas com a doutrina cristã do arrebatamento pré-tribulacionista é que já de cara fere a Midrash. Segundo a Midrash, que é o sistema mais antigo de interpretação das Escrituras, um texto nunca perde o seu Pashat. Contudo, esta doutrina em particular não tem base de Pashat. Apesar dos pré-tribulacionistas frequentemente alegarem que as suas crenças são baseadas numa leitura simples e literal das Escrituras, o fato é que uma leitura literal das Escrituras é incapaz de produzir uma crença no arrebatamento pré-tribulacionista.

3.1 – SEM BASE BíBLICA
Até mesmo Hal Lindsey, o mais famoso defensor do Pré-tribulacionismo, admite que a sua crença não se baseia no sentido simples e literal das Escrituras. Lindsey admite que ele não consegue “mostrar nenhum versículo que diga claramente que o arrebatamento ocorrerá antes… da tribulação.” (O Arrebatamento por Hal Lindsey pág. 32). Ao invés disto, Lindsey alega que “o pré-tribulacionismo é amplamente baseado em argumentos de inferência e silêncio.” (ibid p. 31)
Se o Pré-tribulacionismo não vem de um entendimento do Pashat das Escrituras, devemos então nos perguntar de onde ele se originou, e porque tanta gente acredita nisto.

4 – O DISPENSASIONALISMO: UMA HERESIA GERA OUTRA
Durante as décadas de 1820 e 1830, um teólogo cristão chamado John Darby (fundador da Irmandade de Plymoth) desenvolveu uma nova teologia sistemática chamada Dispensasionalismo. Esta doutrina desde então tornou-se muito popular no Cristianismo. É fato incontestável que o Dispensasionalismo não existiu até o século dezenove. Não tem nenhuma raíz judaica e não existia nem mesmo no Cristianismo até o século em questão.

5 – A ORIGEM DE UMA GRANDE MENTIRA
Como a maioria dos teólogos do século 19, John Darby era antinomiano, isto é, acreditava que Lei de Moshe (Moisés), ou seja, A Torah do Eterno, tinha desaparecido na cruz. Darby se sentia incomodado com os sérios problemas trazidos por esta doutrina. Darby percebeu que durante os sete anos da última semana profética de Daniel, os sacrifícios estariam sendo feitos no Templo. Como a Lei de Moshe (Moisés) estava CLARAMENTE sendo cumprida durante os sete anos da tribulação, Darby concluiu que a Lei voltaria a ter validade no início da tribulação. Esta linha de raciocínio fez Darby segregar as histórias bíblicas e proféticas em períodos compartimentados.
Darby teorizou que a “idade da Lei” tinha acabado na cruz e que a “ idade da graça” ou “idade da igreja” tinha começado na cruz. Então com a tribulação, a “idade da Lei” volta e a “idade da graça” termina. Isto criou um problema grande para a teoria de Darby. Como poderia a “idade da Lei” retornar se a igreja ainda estaria na terra? Darby achava que na “idade da Lei” o Eterno lidava com Israel e na tribulação o Eterno voltaria a lidar com Israel. Então o que aconteceria com a igreja? Certamente que a igreja não sairia da “idade da graça” pra voltar pra Lei de Moshe (Moisés). Como conseqüência desta linha de raciocínio absurda, Darby adotou a idéia de um arrebatamento pré-tribulacionista que havia se tornado tão popular entre os Irvingitas.
Esta idéia dizia que a Igreja sairia da terra no início da tribulação, deixando Israel pra trás para sofrer na tribulação durante o período da “volta da Lei”. Darby agora tinha um outro problema: se a igreja fosse arrebatada deixando Israel pra trás, o que dizer dos judeus crentes? Eles seriam arrebatados juntamente com a Igreja ou ficariam para trás com Israel? Darby inventou outra solução completamente louca: a dicotomia Igreja/Israel. Esta teoria ensinava que um judeu que se tornava crente no Messias passava a fazer parte da Igreja e não era mais parte de Israel. Como resultado disto, ninguém poderia ser parte tanto da Igreja quanto de Israel. Segundo esta teoria, judeus crentes deixariam de ser judeus e se tornariam parte da Igreja, que ele ensinava conter pessoas que não eram nem judeus nem gentios.
Portanto, as três mentiras que se tornaram pilares do Dispensasionalismo são:
1 – A Lei não seria para hoje;
2 – O arrebatamento pré-tribulacionista;
3 – A dicotomia Igreja/Israel.
Obviamente que judeus nazarenos não podem aceitar nem a número 1 nem a número 3. A número 2 só seria necessária por causa de uma crença na número 1. A número 2 não funciona sem a número 3, que foi criada para resolver os problemas da número 2. Como resultado, o Judaísmo Nazareno é incompatível com o Dispensasionalismo. Dois de seus três pilares fundamentais não são compatíveis com a teologia bíblica original, adotada pelo movimento nazareno. Além disto, o único pilar remanescente não se sustenta sozinho. Quando examinada à luz da Bíblia, toda a estrutura do Dispensasionalismo é destruída.

6 – QUANTAS VINDAS DO MESSIAS?
O Tanach (Primeiro Testamento) aponta claramente para duas vindas do Messias: uma como servo e outra como rei. Contudo, fica evidente que os acreditam no arrebatamento-prematuro vão contra as Escrituras por crerem em três vindas do Messias. Uma vez que o retorno do Messias tem sido entendido por séculos como sendo a “Segunda Vinda do Messias”, os que crêem no arrebatamento-prematuro devem mudar a expressão acima para “Terceira Vinda do Messias” ou insistir, como a maioria faz, de que o arrebatamento-prematuro não é de fato uma vinda do Messias.
Se a teoria do arrebatamento-prematuro fosse verdadeira, então as Escrituras deveriam ensinar sobre um “aparecimento” pré-tribulacionista do Messias que não é uma “vinda do Messias” propriamente dita, seguida de uma “vinda do Messias” após a tribulação. E mais: as Escrituras não poderiam identificar o KH’TAF (arrebatamento) como se referindo à “vinda” do S-nhor”. Não deveríamos também esperar que a vinda pós-tribulacionista do Messias fosse chamada de “aparecimento”.
Agora vamos examinar estas mentiras à luz das Escrituras:
“Conjuro-te diante de Elohim e do Mashiach Yeshua, que há de julgar os vivos e os mortos, pela sua vinda e pelo seu reino” (2 Tim. 4:1)
Aqui vemos claramente que no final da tribulação e no início do Reino teremos a vinda do Messias.
“assim também o Mashiach, oferecendo-se uma só vez para levar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação.” (Yehudim / Hebreus 9:28)
Aqui o texto fala claramente da vinda pós-tribulacionista do Messias. Se o arrebatamento-prematuro estivesse correto, este texto deveria dizer “aparecerá uma terceira vez” .
“Portanto, irmãos, sede pacientes até a vinda de D’us.” (Ya’ akov / Tiago 5:7a)
Este texto nos instrui claramente que a nossa esperança deve ser na vinda do S-nhor, e não em um “aparecimento do S-nhor”.
“Dizemos-vos, pois, isto pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, de modo algum precederemos os que já dormem. Porque o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, à voz do arcanjo, ao som do shofar de Elohim, e os que morreram no Mashiach ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos seremos arrebatados juntamente com eles, nas nuvens, ao encontro do
Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor.” (1 Tess. 4:15-17)
Esta é a passagem que fala do arrebatamento. Mas esta passagem também se refere à “vinda do Senhor” e não de um aparecimento. Vemos portanto que a teoria do arrebatamento-prematuro que crê em “três vindas” ou em “duas vindas e um aparecimento” do Messias é completamente contrária às Escrituras, que falam apenas de duas vindas do Messias.

7 – O LADRÃO DA NOITE
Um dos chavões dos pré-tribulacionistas é a expressão “ladrão da noite” . Os pré-tribulacionistas usam este termo para descrever o arrebatamento-prematuro como um “arrebatamento secreto” no qual a Igreja é removida da terra secretamente. Isto, contudo, é tirar a expressão completamente de seu contexto e usá-la erradamente. A parábola do “ladrão da noite” é uma das diversas parábolas contadas por Yeshua (vide Mt. 24:42-51) e é mencionada em três outros lugares: 1 Tess. 5:2-10, 2 Kefah (Pedro) 3:10, Ap. 3:3 e 16:15). Uma análise verídica desta expressão tal qual é usada nas Escrituras revela justamente o extremo oposto: um arrebatamento pós-tribulacionista.
Primeiramente vamos analisar a parábola em si. Eis o texto de Mt. 24:42:
“Vigiai, pois, porque não sabeis em que dia vem o vosso Senhor; sabei, porém, isto: se o dono da casa soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa. Por isso ficai também vós apercebidos; porque numa hora em que não penseis, virá o Filho do homem.”
Existe um grande número de elementos importantes nesta parábola. Primeiramente devemos perceber que o “ladrão” nesta parábola refere-se ao Messias. Contudo, o ladrão nesta parábola não está “roubando a igreja do mundo” (isto seria absurdo), mas sim o termo ladrão é usado para identificar que o Messias virá num momento inesperado. Em segundo lugar, percebemos claramente que a igreja não estava esperando que Ele viesse naquele momento. E finalmente é extremamente significativo que o ladrão vem num momento posterior, no qual a igreja é esperada e é encontrada dormindo (vide Matitiyahu / Mateus 25).

7.1 – O SONO DA APOSTASIA DA IGREJA
Ao longo das Escrituras, vemos que “dormir” é um eufemismo para apostasia (vide Yeshayahu / Isaías 29:10 e Romanos 11:8). A parábola do ladrão da noite é parte de uma seção das Escrituras que começa em Mt. 24:42 e termina em Mt. 25:13, onde Yeshua ilustra o fato de que o Messias virá mais tarde do que o esperado e pegará a igreja dormindo pois esperava que ele viesse antes. Este tema é primeiramente apresentado por Yeshua no versículo 42. Depois em Mt. 24:43 Yeshua dá a parábola do ladrão da noite. Então no versículo 44 Yeshua reforça o tema. Em Mt. 24:45-51 Yeshua dá a parábola do “servo fiel e prudente” . Nesta parábola o Messias também vem depois do esperado pelo servo (versículos 48 & 50) para encontrar um servo apóstata (versículos 48-49). Finalmente, Yeshua dá a ilustração das “dez virgens” (Mt. 25:1-12) na qual o noivo vem depois do que as virgens esperavam. As virgens (pelo menos algumas delas) são nitidamente crentes, pois cinco delas têm óleo na lâmpada. O noivo vem e encontra as virgens dormindo. Apesar de muitas delas ainda terem óleo nas lâmpadas, elas pensaram que o Messias viria antes e caíram no sono da apostasia.

7.2 – O GRAVÍSSIMO PERIGO DA HERESIA PRÉ-TRIBULACIONISTA
Ao contrário de ensinar um arrebatamento pré-tribulacionista, esta seção das Escrituras nos avisa que muitos da igreja esperarão pelo Messias antes dEle vir (Pré-tribulacionismo) e que quando o Messias na realidade vem após a tribulação, isto é, depois do esperado, eles caem em apostasia. Os pré-tribulacionistas têm sido enganados dentro do Cristianismo de que a Bíblia ensina que o Messias os resgatará da tribulação antes da mesma acontecer. Quando a tribulação chegar e eles perceberem que isto não ocorreu, muitos perderão a fé e acharão que o Eterno desistiu deles, e por isto não foram arrebatados. Ou ainda pior: que as Escrituras mentiram. Ou seja, a decepção deles os fará se desviarem: cairão no sono da apostasia.
Em Apocalipse 3:3 lemos:
“Lembra-te, portanto, do que tens recebido e ouvido, e guarda-o, e arrepende-te. Pois se não vigiares, virei como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei.”
Esta passagem claramente se refere ao texto de Mt. 24:42-44. Aqui o Messias está se referindo à Igreja de Sardis (ou seja, crentes genuínos) e indica que Ele virá em um momento em que a igreja não espera.
A implicação da expressão “se não vigiares…” é a de que o Messias virá após a tribulação, ou seja, depois do esperado e encontrará crentes dormindo/apóstata.

7.3 – O MILÊNIO E A VINDA DO LADRÃO DA NOITE
Em 2 Kefah (Pedro) 3:10 lemos:
“Virá, pois, como ladrão o dia de D’us, no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se dissolverão, e a terra, e as obras que nela há, serão descobertas.”
Aqui, o “dia” em questão refere-se ao dia de 1000 anos do Reino do Milênio (vide 2 Pe. 3:8; Sl. 90:4; Ap. 20:2,7). Este “dia de 1000 anos” começa com a segunda vinda do Messias (Ap. 19:11 – 20:2) e termina com a destruição da terra por fogo (Ap. 20:7-21:1). Aqui a expressão “o dia do Senhor virá como um ladrão” (2 Pe. 3:10) definitivamente se refere à segunda vinda do Messias e ao final da tribulação e ao início dos 1000 anos. Este não é um “ladrão” que virá sorrateiramente e em silêncio. É um “ladrão” que fará os céus se passarem com um “rugido”.
Em Ap. 16:15 lemos:
“Eis que venho como ladrão. Bendito aquele que vigia, e guarda as suas vestes, para que não ande nu, e não se veja a sua nudez.”
Esta passagem ocorre no contexto dos eventos do dia de 1000 anos mencionado acima. Além disto, esta passagem também reflete um ladrão que chega depois do esperado e encontra uma igreja apóstata.

7.4 – O ALERTA DE PAULO: A PROFECIA SOBRE A HERESIA PRÉ-TRIBULACIONISTA
Finalmente em 1 Tess. 5:2-10 lemos:
“porque vós mesmos sabeis perfeitamente que o dia do Senhor virá como vem o ladrão de noite; pois quando estiverem dizendo: Paz e segurança! então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida; e de modo nenhum escaparão. Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que aquele dia, como ladrão, vos surpreenda; porque todos vós sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite nem das trevas; não durmamos, pois, como os demais, antes vigiemos e sejamos sóbrios. Porque os que dormem, dormem de noite, e os que se embriagam, embriagam-se de noite; mas nós, porque somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo-nos da couraça da fé e do amor, e tendo por capacete a esperança da salvação; porque Elohim não nos destinou para a ira, mas para alcançarmos a salvação por nosso Senhor Yeshua HaMashiach, que morreu por nós, para que, quer vigiemos, quer durmamos, vivamos juntamente com ele.”
Agora na leitura desta passagem devemos relembrar a passagem do ladrão da noite, à qual esta passagem claramente faz alusão. Vemos aqui uma profecia sobre o surgimento da heresia do pré-tribulacionismo! Aqui aprendemos que os que apostatarem da fé ficarão entorpecidos pela doutrina da “paz e segurança” e vão cair em apostasia quando o Messias não chegar tão breve quanto o esperado mas ao invés disto vier sobre eles a “repentina destruição” – algo que eles aparentemente acreditavam que iriam “escapar”. Neste ponto eles parecem ter caído no sono da apostasia. Muitos deixarão a fé quando os pré-tribulacionistas ficarem desapontados ao perceberem que entraram na tribulação ao invés de escapar dela em um “arrebatamento pré-tribulacionista”. Mas espere! Veja 1 Tess. 5:1! Esta seção inteira das Escrituras se refere ao momento em que acontecerá o arrebatamento de 1 Tes. 4:16-18. Na realidade, este capítulo muda de 1Tess.4:18 para 5:1 no meio de um parágrafo!

7.5 – O LADRÃO DA NOITE E OS DIAS DE NOACH
A referência à parábola do ladrão da noite em 1 Tess. 4:16-5:10 também é muito importante por outro motivo. Esta referência nos dá um certo contexto para o acontecimento do “ arrebatamento” de 1 Tess. 4:16- 17. A parábola do ladrão da noite em Mt. 24:43 acontece num grande segmento de Matitiyahu / Mateus (Mt. 24:29-25:46) o qual claramente discute a vinda do Messias após a tribulação (Mt. 24:29). O ladrão da noite de Mt. 24:42-44 vem num momento que é como “os dias de Noach (Noé)… antes do dilúvio” (Mt. 24:37-41 com Mt 24:42-51). Lucas também discute este tempo como os dias de Noach / Noé (Mt. 24:37-41 = Lc. 17:26-36). Lucas continua dizendo que aqueles que são “levados” em Mt. 24:37-41 = Lc. 17:26-36 serão consumidos por aves de rapina (vide Lc. 17:37 = Mt. 24:28). Estes homens consumidos por aves de rapina serão aqueles que se levantarão contra Israel e serão destruídos na segunda vinda (vide Ap. 19:11-21, especialmente 19:17,18 e 21).
O momento da vinda do “ladrão” é, portanto a segunda vinda do Messias descrita em Ap. 19:11-21. Uma vez que o momento do evento do “ladrão” em 1 Tess. 5:2-10 é parte do evento de 1 Tess. 4:16-18 (1 Tess 5:1 claramente diz que 1 Tess. 5:2-10 se refere ao momento de 1 Tess. 4:16-18), então o “arrebatamento” de 1 Tess. 4:16-18 é simplesmente parte da vinda do Messias, e após a tribulação, e não antes dela.

8 – IMEDIATAMENTE APÓS O ARREBATAMENTO
Para termos uma boa idéia do que é o KH’TAF (arrebatamento) descrito em 1 Tess. 4:16-17 devemos deixar as Escrituras interpretarem as próprias Escrituras. Este é um conceito na hermenêutica judaica chamado G’ ZARAH SHEVAH (equivalência de expressões). Esta é a segunda das leis de Hillel (vide o segundo artigo da série sobre como interpretar a Bíblia como um judeu). A primeira passagem que devemos comparar é 1 Tess. 4:16-17 com 1 Cor. 15:52.
Agora, 1 Tess. 4:13-17 diz:
“Não queremos, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais como os outros que não têm esperança. Porque, se cremos que Yeshua morreu e ressurgiu, assim também aos que dormem, Elohim, mediante Yeshua, os tornará a trazer juntamente com ele. Dizemos-vos, pois, isto pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, de modo algum precederemos os que já dormem. Porque o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, à voz do arcanjo, ao som do shofar de Elohim, e os que morreram no Mashiach ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos seremos arrebatados juntamente com eles, nas nuvens, ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor.”
Agora comparemos esta passagem com 1 Cor. 15:50-55:
“Mas digo isto, irmãos, que carne e sangue não podem herdar o reino de Elohim; nem a corrupção herda a incorrupção. Eis aqui vos digo um mistério: Nem todos dormiremos mas todos seremos transformados, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som do último shofar; porque o shofar soará, e os mortos serão ressuscitados incorruptíveis, e nós seremos transformados. Porque é necessário que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade e que isto que é mortal se revista da imortalidade. Mas, quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então se cumprirá a palavra que está escrito: Tragada foi a morte na vitória. Onde está, ó morte, o teu ferrão? Onde está, ó She’ol, a tua vitória?”
Certamente estas duas passagens obviamente falam do mesmo evento. A questão é que tipo de contexto 1 Cor. 15:50-55 dá ao arrebatamento de 1 Tess. 4:13-17?
1 – O evento de 1 Cor. 15:50-55 facilita a herança do Reino;
2 – 1 Cor. 15:54b cita Yeshayahu (Isaías) 25:8;
3 – 1 Cor. 15:55 cita Hoshea (Oséias) 13:14.
Yeshayahu (Isaías) 25:8 e Hoshea (Oséias) 13:14 falam claramente do início do Reino. Lidos em conjunto, 1 Cor. 15:50-55 coloca o arrebatamento de 1 Tess. 4:13-17 no contexto do início do Reino do Milênio.

9 – COMPARANDO O ARREBATAMENTO COM A SEGUNDA VINDA
1 Tess. 4:13-18 e 1 Cor. 15:50-55 normalmente são vistos como as passagens do “arrebatamento”. Agora vamos comparar estes com tais versículos com os que são comumente aceitos como versículos da “ segunda vinda”.

9.1 – VERSÍCULOS QUE FALAM DA SEGUNDA VINDA
Alguns dos versículos normalmente aceitos como sendo passagens que se referem à segunda vinda são: Daniel 7:13-14; Mt. 24:29-31; Mc. 13:24-27; Ap. 11:15 e 20:4-6. Nestas passagens é possível imediatamente identificar quatro elementos:
1 – O Messias aparecerá no céu de forma sobrenatural (Dan. 7:13-14; Mt. 24:30; Mc. 13:26);
2 – Haverá uma reunião sobrenatural com Ele nos céus (Mt. 24:29-31; Mc. 13:24-27);
3 – A última (a sétima de sete) trombeta é tocada por um dos sete anjos que estão perante D’us (Ap. 8:2 e 11:15; Mt. 24:31; Is. 27:13);
4 – A (primeira) ressurreição dos justos (Ap. 20:4-6).
9.2 – VERSÍCULOS QUE FALAM DO ARREBATAMENTO
Agora vamos comparar estes quatro elementos com as passagens sobre o arrebatamento em 1 Tess. 4:13-18 e1 Cor. 15:50-55:
1 – O Messias aparecerá no céu de forma sobrenatural (1 Tess. 4:16-17);
2 – Haverá uma reunião sobrenatural com Ele nos céus(1 Tess. 4:17);
3 – A última (a sétima de sete) trombeta é tocada por um dos arcanjos(1 Tess. 4:16; 1 Cor. 15:52);
4 – A (primeira) ressurreição dos justos(1 Tess. 4:16; 1 Cor. 15:52).
Ao comparar estes quatro elementos fica bem evidente que o “arrebatamento” de 1 Tess. 4:13-18 e 1 Cor.15:50-55 é idêntico à segunda vinda do Messias em: Dan. 7:13-14; Mt. 24:29-31; Mc. 13:24-27; Ap. 11:15 e 20:4-6. Esta conclusão também é compartilhada por muitos comentaristas. Por exemplo, o guia da Bíblia de Halley diz o seguinte a respeito de 1 Tess. 4:13-18:
“[O evento de 1 Tess. 4:16-17] é mencionado e referido em diversos momentos em quase todos os livros do Novo Testamento. Os capítulos nos quais é explicado de forma mais plena são Mateus 24, 25; Lucas 31; 1 Tessalonissences 4, 5; 2 Pedro 3” . (o Guia da Bíblia de Halley pág. 626 sobre 1 Tess. 4:13-18) (vide também os comentários de Halley sobre Mt. 24:31 na pág. 447) E também no seu livro MESSIAS: Um Ponto de Vista Rabínico e Escriturístico, o autor judeu messiânico Burt Yellin escreve a respeito de 1 Tess. 4:16: ‘Em 1 Tessalonissences 4:16, Paulo nos fala a respeito do retorno do Messias: “Porque o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, à voz do arcanjo, ao som do shofar de Elohim, e os que morreram no Mashiach ressuscitarão primeiro.” Quando lemos isto juntamente com Apocalipse 11:15-17 vemos que esta ressurreição ocorrerá no tocar da sétima trombeta.’ (pág. 99)

10 – PROBLEMAS CRONOLÓGICOS DO PRÉ-TRIBULACIONISMO
Se considerássemos as passagens do arrebatamento de 1 Tess. 4:13-17 e 2 Cor. 15:50-55 como sendo um evento separado das passagens da “segunda vinda” de Dan. 7:13-14; Mt. 24:29-31; Mc. 13:24-27; Ap. 11:15 e 20:4-6, como o fazem os pré-tribulacionistas, teríamos grandes problemas cronológicos.
1 – Tal cronologia teria a primeira trombeta de Ap. 11:15 e Mt. 24:31 sendo tocada depois da “última trombeta” de 1 Tess. 4:16 e 1 Cor. 15:52.
2 – Tal cronologia também significaria que a ressurreição geral dos justos em 1 Tess. 4:16 e 1 Cor. 15:52 aconteceria antes da “primeira ressurreição” de Ap. 20:4-6).
3 – O evento do KH’TAF (arrebatamento) é claramente algo que Mt. 24:29 diz ocorrer “imediatamente após a tribulação daqueles dias… ”

11 -O PASHAT E O ERRO DE LINDSEY
Hal Lindsey, um dos maiores apologistas do arrebatamento pré-tribulacionista alega: A verdade é que nem um pós, mid, ou pré-tribulacionista pode indicar um versículo isolado que claramente diz que o arrebatamento ocorrerá antes, no meio da, ou depois da tribulação. (O Arrebatamento por Hal Lindsey p.32)
Concordamos com Lindsey que nenhum versículo sequer indica que o arrebatamento ocorreria antes da Tribulação. Contudo, Lindsey está claramente enganado quando diz que nenhuma visão pode apresentar um versículo sequer. Este artigo já demonstrou claramente que as Escrituras ensinam um KH’TAF (arrebatamento) pós-tribulacionista. Os seguintes versículos isolados indicam CLARAMENTE que o Arrebatamento ocorrerá após a tribulação:
“Porque David não subiu aos céus, mas ele próprio declara: Disse D’us ao meu Senhor: Assenta-te à minha direita, até que eu ponha os teus inimigos por escabelo de teus pés.” (Atos 2:34-35 – citando Sl. 110:1) (veja também Heb. 1:13; Mt. 22:44; Mc. 12:36)
Esta passagem indica claramente que o Messias permanecerá à direita do Pai até que os seus inimigos sejam feitos seu escabelo no Reino do Milênio. Esta passagem claramente ensina que o arrebatamento não ocorrerá até após a tribulação, no início do Reino do Milênio.
“E envie Ele o Mashiach, que já dantes vos foi indicado, Yeshua, ao qual convém que o céu receba até os tempos da restauração de todas as coisas, das quais Elohim falou pela boca dos seus santos profetas, desde o princípio.” (Atos 3:20-21 – veja também Ap. 10:7 e 11:15) Esta passagem também ensina que o Messias ficará no céu até a vinda do Reino.
“Ora, quanto à vinda de nosso Senhor Yeshua HaMashiach e à nossa reunião com ele, rogamo-vos, irmãos, que não vos movais facilmente do vosso modo de pensar, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola como enviada de nós, como se o dia do Senhor estivesse já perto. Ninguém de modo algum vos engane; porque isto não sucederá sem que venha primeiro a apostasia e seja revelado o homem do pecado, o filho da perdição, o Adversário que é exaltado sobre tudo e se chama de deus e é objeto de adoração, de sorte que se assenta no santuário de Elohim, apresentando-se como Elohim.” (2 Tess. 2:1-4)
Esta passagem claramente ensina que o arrebatamento NÃO PODE OCORRER ANTES da revelação do anti-messias, o que só ocorrerá no meio do período da tribulação de sete anos (vide Mt. 24:15; Mc. 13:14 e Dan. 9:27)

12 – PASSAGENS NORMALMENTE MAL-COMPREENDIDAS
Sem poder encontrar suporte para a sua teoria de um arrebatamento pré-tribulacionista no Pashat (sentido simples/literal) de qualquer passagem das Escrituras, os pré-tribulacionistas tentam usar interpretações Remez (sentido implícito) e Drash (sentido alegórico). Tal como Lindsey admite em seu livro O ARREBATAMENTO, ao dizer: “ o pré-tribulacionismo é amplamente baseado em argumentos de inferência e silêncio.” (p. 31)

12.1 – O ARGUMENTO DA IRA VINDOURA
Os pré-tribulacionistas tentam argumentar que a igreja não passará pela tribulação, o que eles dizem dar indícios de um arrebatamento pré-tribulacionista. Os pré-tribulacionistas argumentam que a tribulação é a “ira de D’us” e que a igreja não sofrerá a “ira de D’us” (Rom. 5:9; 1 Tess. 1:10 e 5:9-10; Jo 5:24). Ao usar este argumento, os pré-tribulacionistas ignoram o fato de que o anti-messias, uma das maiores figuras da tribulação, é a ira do demônio (Ap. 12:12; 13:2). Eles também ignoram o fato de que o Messias nos salvará desta ira ao destruir o anti-messias em sua segunda vinda. Além disto, ignoram ainda o fato de que pelo contexto, a ira da qual o Messias nos salva é através da justificação em seu sangue para que possamos ser salvos (Rom. 5:9). Aqui, claramente a ira é o Lago de Fogo, e não a tribulação. (Jo. 5:24 usa a palavra “condenação” mas o mesmo argumento também se aplica.)

12.2 – O ARGUMENTO DE LUCAS 21:36
Este argumento foi usado primeiramente da inventora do arrebatamento-prematuro, uma menina de 15 anos, que distorceu este versículo em sua discussão com Darby. O versículo diz “… em todo o tempo, orando, para que possais escapar de todas estas coisas que hão de acontecer, e estar em pé na presença do Filho do homem.”
Mesmo que partíssemos do pressuposto de que “todas estas coisas” se referisse à tribulação, ainda assim teríamos erros. Primeiramente, se o pré-tribulacionismo fosse correto, não seria necessário orarmos para escaparmos destas coisas. Em segundo lugar, a passagem simplesmente diz “escapar” e não “ser tirado da terra”, e muito provavelmente refere-se à sobrevivência. Porém, na realidade, “escapar de todas estas coisas” é simplesmente escapar dos pecados que poderiam fazer alguém estar em apostasia na ocasião da segunda vinda (vide como Lucas 21:34-36 fala claramente disto) e não da tribulação.

12.3 – O ARGUMENTO DE APOCALIPSE 3:10
Os pré-tribulacionistas apontam para Ap. 3:10:
“Porquanto guardaste a palavra da minha perseverança, também eu te guardarei da hora da provação que há de vir sobre o mundo inteiro, para pôr à prova os que habitam sobre a terra.”
Contudo, a palavra “guardar” não significa “remover da terra”.
Muito pelo contrário, a própria escolha desta palavra indica uma sobrevivência auxiliada/facilitada/garantida pelo Eterno.

12.4 – A RUACH HAKODESH REMOVIDA DO CAMINHO?
Este argumento também foi usado pela menina de 15 anos que inventou o arrebatamento-prematuro. Este argumento insere idéias no texto, ao invés de extraí-las do texto. Neste caso, os pré-tribulacionistas supõe que o “ um” em 2 Tess. 2:7 é a Ruach HaKodesh (Espírito Santo). Ora, isto é uma pura suposição em todos os aspectos! Por esta leitura maluca, o anti-messias seria revelado (2 Tess. 2:8) e a tribulação começaria após a igreja (com a Ruach HaKodesh dentro dela) ser removida em um arrebatamento pré-tribulacionista. A inventora do arrebatamento-prévio propôs esta idéia após ter uma esquisita “visão” na qual ela recebeu uma “revelação” (exatamente como acontece com todas as grandes seitas), de que “e então será revelado esse iníquo” vem imediatamente após “estarão dois numa cama; um será tomado, e o outro será deixado…” (Lc.17:34; Mt. 24:40-41). A inventora do arrebatamento-prévio ensinava que um arrebatamento-parcial ocorreria com quem estivesse “cheio do Espírito Santo”. Ela falsamente identificou o “tomado” de Lc. 17:34-35 e Mt. 24:40-41 com o “tomado” de 2 Tess. 2:7.
O grande absurdo disto está no fato de que aqueles que são “tomados” em Lc. 17:34-35 e Mt. 24:40- 41 não tem nada de “cheios do Espírito Santo” como alega a falsa profetisa, muito pelo contrário! São comparados aos que foram “tomados” pelo dilúvio nos dias de Noach / Noé (Mt. 24:39). O problema é que as pessoas não continuam a ler o texto de Mt. 24, caso contrário veriam que esta passagem indica que os que serão “tomados”, o serão pela ira, como foi no dilúvio. Ou seja, são os iníquos que serão “tomados” e não a igreja. Seus corpos alimentarão as aves de rapina (Lc. 17:37) na segunda vinda do Messias (Ap. 19:17-18,21).
Apesar do impedimento ser de alguma forma removido em 2 Tess. 2:7, não há absolutamente NADA que aponte para a remoção da Ruach HaKodesh (Espírito Santo).

12.5 – O ARGUMENTO DE APOCALIPSE 4:1
Ao não conseguirem provar seus argumentos com uma leitura literal das Escrituras, os pré-tribulacionistas tentam basear seus argumentos puramente em alegorias. Neste argumento, os pré-tribulacionistas dizem que Yochanan (João) representa a igreja e que ele está sendo “arrebatado” antes da descrição da tribulação. Além de completamente absurda, esta alegoria não tem a menor base textual.

12.6 -O ARGUMENTO DE CHENOCH
Este argumento também é pura alegoria. É um argumento que diz que Chenoch (Enoque) foi transladado antes do dilúvio. Os pré-tribulacionistas dizem que Chenoch (Enoque) = a igreja e o dilúvio = a tribulação. Porém tanto a Bíblia quanto o próprio livro de Chenoch (Enoque) identificam que o dilúvio representa o Dia do Julgamento e os dias que antecedem ao dilúvio (os chamados dias de Noach / Noé) representam a tribulação. Além disto, este argumento tem outro problema: Eliyahu (Elias) também foi transladado, só que DEPOIS de sobreviver um período de tribulação (2 Re. 2:9-11) dos quais 3 anos e meio são muitas vezes usados em analogia ao segundo período da tribulação de 7 anos.

12.7 -COSTUMES JUDAICOS
Alguns acadêmicos messiânicos têm lutado para tentar encontrar evidências de um arrebatamento pré-tribulacionista alegorica e supostamente presente em costumes judaicos. Um deles envolve Rosh HaShannah e o Yom Kippur, outro ainda o casamento judaico. Estas são fracas tentativas de encontrar uma alegoria para algo que não tem NENHUM suporte no Pashat (sentido literal) da interpretação de qualquer passagem, o que não pode acontecer segundo o próprio Judaísmo. É bem claro que este conceito não é um conceito que tem raízes judaicas, tendo sido inventado no Cristianismo do século 19."


Anonymous
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Arrebatamento Empty Shalom pra todos !

Mensagem por alisson carvalho em Dom Nov 25, 2012 1:20 am

O Arrebatamento 3708 pra todos!
Mas sabemos que por diversas vezes as Escrituras nos afirmam sobre o livramento da ''ira futura'':

1 Tessalonicenses 1:10,Apocalipse 3:10,1 Tessalonicenses 5:9,Romanos 5:9


Prazer Juliebert !

Tenho aprendido um pouco diferente do irmão e gostaria de lhe expressar sobre os textos citados acima .
Concordo com o estudo que meu irmão Randfal postou e acho muito coerente ,afinal, não tem sentido arrebatar os ramos e deixar a raíz ,a oliveira(ramos que não são naturais a igreja gentílica e a oliveira é Israel ,porque fomos enxertados nessa oliveira através do Messias .Rm11).

No primeiro texto !Ts 1.10 ,vemos S'haul falando da salvação da ira iminente através do aparecimento de Yeshua desde os céus .
Mas a ira de D'us não é para os justos , os salvos, e sim para os ímpios como a Bíblia descreve .
A ira de D'us não será derramada sobre os justos na Grande tribulação e não podemos chamar as mortes que ocorrerão na época da Grande Tribulação provocadas pelas perseguições aos crentes pelos ímpios como "ira de D'us".

Em Apocalipse 3.10 , Yeshua está dizendo que D'us estará "guardando " e não 'tirando ' como já foi dito no estudo.
Se o Eterno está guardando , não se pode temer .
Mas faço uma pergunta : O que seria "tempo de provação "(estou citando texto usando a Bíblia Judaica Completa). Seria a idolatria que virá sobre a humanidade , ou está falando aqui para "os que dizem ser judeus e não são"para os colocar á prova ?

1 Ts5.9-Volto a repetir a ira de D'us não é para os ímpios ?
Veja o verso 8 "Pelo fato de pertencermos ao dia , permaneçamos sóbrios , revestindo-nos da confiança e do amor como uma couraça e colocando a esperança de sermos libertos como elmo".

Rm 5.9Esse verso comprova o que falei antes ;"Portanto , pelo fato de sermos considerados justos mediante o sangue da morte decorrente do sacrifício , quanto mais seremos libertados da ira do Juízo de D'us , por meio dele !"
O sacrifício do Filho de D'us nos protegerá da Ira de D'us que será derramada sobre os ímpios !

E creio eu que Yeshua está alertando a Igreja sobre seu papel na Grande Tribulação quando Ele chama a atenção delas nas cartas as igreja para suas práticas erradas ,isso é um pensamento meu !
Que o Eterno abençoe você e todos no Messias Yeshua !
alisson carvalho
alisson carvalho
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 20

Idade Idade : 40

Cidade Cidade : Muriaé -MG

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 12/11/2010


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Arrebatamento Empty Re: O Arrebatamento

Mensagem por Juliebert em Dom Nov 25, 2012 9:37 pm

Realmente são sabias palavras que possuem certo sentido!!!

Mas vejamos bem:

A palavra Arrebatamento significa - Tirar com violência, arrastar, levar impetuosamente, raptar. Latim: (de + raptare), Grego: “parousia” – presença, visita, chegada rápida.

Não creio que ''raptar'' seja somente um livramento,há um propósito para que o apóstolo usasse justamente essa palavra que tem como principal significado ''arrancar com força'' como O ETERNO guardaria os seus escolhidos arrancando-os? Creio que caso Paulo quisesse se referir a uma simples proteção usaria o termo ''προστασία'' que se refere a proteção,mas ao contrario disso usou ''έκσταση'' arrebatar.

Quanto ao dia do senhor as escrituras deixam bem claro:

''Ai daqueles que desejam o dia do SENHOR! Para que quereis vós este dia do SENHOR? Será de trevas e não de luz.''

Como se pode comparar o dia do encontro com o Messias a um dia de trevas, e ainda afirmar contra aqueles que anseiam esse dia?

Ao contrario disso as escrituras afirmam que devemos aguardar e desejar o momento de nos encontramos com o nosso Senhor:

''E esperar dos céus a seu Filho, a quem ressuscitou dentre os mortos, a saber, Yeshua, que nos livra da ira futura
1 Tessalonicenses 1:10''

''temos bom ânimo, digo, e antes queremos estar ausentes do corpo e presentes com o Senhor
2 Coríntios 5:8''

Estaria Paulo errado em desejar o momento de estar com o Messias?

Sobre a igreja hoje estar esperando a vinda isso não podemos afirmar com certeza,pois a cada dia muitos se desviam da fé e alegam "desde pequenos ouvir essas coisas,mas nada acontece'' Vemos a apostasia crescendo de forma avassaladora a cada dia mais e mais pessoas abandonam o verdadeiro evangelho ''para dar ouvidos a demônios'',''para sustentar os prazeres da carne'' '' perderem o amor a verdade'' e muitas outras coisas.
Como está escrito:"Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’, entrará no Reino dos céus, mas apenas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus'' muitos alegam seguir a o Messias mas não estão preparados para o seu dia,não levam uma vida correta diante de D'us,esses nos o consideramos como as virgens loucas (eram virgens ''seguiam a Yeshua'' mas não estavam prontas!

Creio que a grande tribulação é retratada na Bíblia para o auxilio daqueles que ficarem seja Gentio ou Judeu que se renderem ao ensino de o Messias será como uma bússola a eles!

Sobre essa doutrina ser criada no século 19 não posso concordar já que desde os escritos de paulo e varios outros:

''1ª
Tessalonicenses 1:10, obeserve que aqui afirma que aguardamos dos céus
a Yeshua(não o Anti o Messias), que nos livra DA IRA FUTURA, a colocação é
DA IRA, e não NA IRA, portanto subiremos antes DA. Apocalipse 3:10,
afirma que Yeshua nos guardará DA HORA, e não NA HORA, mas uma vez
afirma que seremos tirados antes da terra, veja atentamente 2ª
Tessalonicenses 2:7-10, aqui diz que o Anti o Messias, só se manifestará
depois da retirada do Espirito Santo e da igreja da terra..Lêia
atentamente Apocalipse 12:12, durante a grande tribulação a colocação
é: pelo que alegrai-vos os que habitam nos céus(igreja arrebatada), mas
ai dos que habitam na terra, jamais o noivo vai deixar sua noiva para
sofrer estes ais''.

'' A bíblia é
clara quando fala que Yeshua voltará até as nuvens dos céus para buscar
sua igreja - 1ª Tessalonicenses 4:16,17, será invisível ao mundo, pois
será num abrir e fechar de olhos - 1ª Corintios 15:51,52, e que depoios
da grande aflição, ou tyribulação, ele Voltará para livrar os judeus,
veja Mateus 24:29-31, veja que aqui não há ressurreição de mortos, como
no arrebatamente haverá... ''

fonte: http:adbrasil.ning.com/profiles/blogs/pre-tribulacionismo


''Ocasionalmente o Novo Testamento usa harpazo com o sentido de "roubar", "arrastar" ou "carregar para longe" (Mateus 12.29; João 10.12). Também pode ser usada com o sentido de "levar embora com uso de força" (João 6.15; 10.28-29; Atos 23.10; Judas 23)''


1) Um acontecimento iminente é aquele que está sempre "pairando acima de alguém, constantemente prestes a vir sobre ou a alcançar alguém; próximo quanto à sua ocorrência" (The Oxford English Dictionary, 1901, V. 66). Assim, a iminência traz consigo o sentido de que algo pode acontecer a qualquer momento. Outras coisas podemacontecer antes do evento iminente, mas nada precisa acontecer antes que ele aconteça. Se alguma coisa precisa acontecer antes de determinado evento ocorrer, tal evento não é iminente. Em outras palavras, a necessidade de que algo ocorra antes destrói o conceito de iminência.
2) Uma vez que é impossível saber exatamente quando ocorrerá um evento iminente, não se pode contar com a passagem de determinado período de tempo antes que tal evento iminente ocorra. À luz disso, é preciso estar sempre preparado para que ele aconteça a qualquer momento.
3) Não se pode legitimamente estabelecer direta ou implicitamente uma data para sua ocorrência. Assim que alguém marca uma data para um evento iminente, destrói o conceito de iminência, porque ao fazer isso afirma que um determinado intervalo de tempo deve transcorrer antes que tal evento ocorra. Uma data específica para um evento é contrária ao conceito de que tal evento possa ocorrer a qualquer momento.
4) É impossível dizer legitimamente que um evento iminente vai acontecer em breve. A expressão "em breve" implica que tal evento precisa ocorrer "dentro de um tempo pequeno (depois de um ponto específico designado ou implícito)". Em termos de contraste, um evento iminente pode ocorrer dentro de um pequeno intervalo de tempo, mas não precisa fazê-lo para ser iminente. Espero que você perceba, agora, que "iminente" não é igual a "em breve".[3]
O fato de que Yeshua o Messias pode voltar a qualquer momento, mesmo que não necessariamente em breve, e sem a necessidade de qualquer sinal anterior à Sua vinda, requer o tipo de iminência ensinado pela posição pré-tribulacionista e é um forte apoio ao pré-tribulacionismo.
Que passagens do Novo Testamento ensinam essa verdade? Os versículos que afirmam a volta de o Messias a qualquer momento, sem aviso prévio, e aqueles que instruem os crentes a esperar e aguardar a vinda do Senhor ensinam a doutrina da iminência.
Observem-se as seguintes passagens do Novo Testamento:
• 1 Coríntios 1.7 – "...aguardando vós a revelação de nosso Senhor Yeshua o Messias".
• 1 Coríntios 16.22 – "Maranata!"
• Filipenses 3.20 – "Pois a nossa pátria está nos céus, de onde também aguardamos o Salvador, o Senhor Yeshua o Messias".
• Filipenses 4.5 – "Perto está o Senhor".
• 1 Tessalonicenses 1.10 – "e para aguardardes dos céus o Seu Filho...".
• 1 Tessalonicenses 4.15-18 – "Ora, ainda vos declaramos, por palavra do Senhor, isto: nós, os vivos, os que ficarmos até à vinda do Senhor, de modo algum precederemos os que dormem. Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de D’us, descerá dos céus, e os mortos em o Messias ressuscitarão primeiro; depois nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor. Consolai-vos, pois, uns aos outros com estas palavras".
• 1 Tessalonicenses 5.6 – "Assim, pois, não durmamos como os demais; pelo contrário, vigiemos e sejamos sóbrios".
• 1 Timóteo 6.14 – "que guardes o mandato imaculado, irrepreensível, até à manifestação de nosso Senhor Yeshua o Messias".
• Tito 2.13 – "aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande D’us e Salvador o Messias Yeshua".
• Hebreus 9.28 – "assim também o Messias, tendo-se oferecido uma vez para sempre para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o aguardam para a salvação".
• Tiago 5.7-9 – "Sede, pois, irmãos, pacientes, até a vinda do Senhor... pois a vinda do Senhor está próxima... Eis que o Juiz está às portas".
• 1 Pedro 1.13 – "Por isso,... sede sóbrios e esperai inteiramente na graça que vos está sendo trazida na revelação de Yeshua o Messias".
• Judas 21 – "guardai-vos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Yeshua o Messias, para a vida eterna".
• Apocalipse 3.11; 22.7, 12, 20 – "Eis que venho sem demora!"
• Apocalipse 22.17, 20 – "O Espírito e a Noiva dizem: Vem. Aquele que ouve diga: Vem.
Aquele que dá testemunho destas cousas diz: Certamente venho sem demora. Amém. Vem, Senhor Yeshua!"
Ao considerarmos as passagens mencionadas acima, observamos que o Messias pode voltar a qualquer momento, que o Arrebatamento é de fato iminente. Somente o pré-tribulacionismo pode dar um sentido pleno, literal, a tal acontecimento iminente. Outras posições sobre o Arrebatamento precisam redefinir iminência de maneira mais elástica do que indica o Novo Testamento. O Dr. John Walvoord declara: "A exortação a que aguardemos a ‘manifestação da glória’ de o Messias para os Seus (Tito 2.13) perde seu significado se a Tribulação tiver que ocorrer antes. Fosse esse o caso, os crentes deveriam observar os sinais."[4] Se a posição pré-tribulacionista sobre a iminência não for aceita, então haverá sentido em procurar identificar os eventos relacionados à Tribulação (i.e., o Anticristo, as duas testemunhas, etc.) e não em esperar o próprio o Messias. O Novo Testamento, todavia, como demonstrado acima, uniformemente instrui a Igreja a olhar para a volta de o Messias, ao passo que os santos da Tribulação são exortados a observar os sinais
A Igreja primitiva tinha uma saudação especial que os crentes só usavam entre si, conforme registrado em 1 Coríntios 16.22: a palavra "Maranata!" Esta palavra é constituída de três termos aramaicos: Mar ("Senhor"), ana ("nosso"), e tha ("vem"), significando, assim, "Vem, nosso Senhor!" Como outras passagens do Novo Testamento, "Maranata" só faz sentido se uma vinda iminente, ou seja, a qualquer momento, for pressuposta. Isso também serve de apoio à posição pré-tribulacionista.

http:chamada.com.br/mensagens/verdade_arrebatamento.html


De qualquer forma estejamos sempre pronto para a manifestação de nosso Senhor,seja quando for!!

A Paz
O Arrebatamento 650378
Juliebert
Juliebert
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 41

Idade Idade : 23

Cidade Cidade : Pirenópolis

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 10/11/2012

Religião Religião :
  • Evangélico


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Arrebatamento Empty Re: O Arrebatamento

Mensagem por Convidad em Seg Nov 26, 2012 2:12 am

O Arrebatamento 3708 para todos!

Juliebert escreveu:
Sobre essa doutrina ser criada no século 19 não posso concordar já que desde os escritos de paulo e varios outros:

''1ª
Tessalonicenses 1:10, obeserve que aqui afirma que aguardamos dos céus
a Yeshua(não o Anti o Messias), que nos livra DA IRA FUTURA, a colocação é
DA IRA, e não NA IRA, portanto subiremos antes DA. Apocalipse 3:10,
afirma que Yeshua nos guardará DA HORA, e não NA HORA, mas uma vez
afirma que seremos tirados antes da terra, veja atentamente 2ª
Tessalonicenses 2:7-10, aqui diz que o Anti o Messias, só se manifestará
depois da retirada do Espirito Santo e da igreja da terra..Lêia
atentamente Apocalipse 12:12, durante a grande tribulação a colocação
é: pelo que alegrai-vos os que habitam nos céus(igreja arrebatada), mas
ai dos que habitam na terra, jamais o noivo vai deixar sua noiva para
sofrer estes ais''.

'' A bíblia é
clara quando fala que Yeshua voltará até as nuvens dos céus para buscar
sua igreja - 1ª Tessalonicenses 4:16,17, será invisível ao mundo, pois
será num abrir e fechar de olhos - 1ª Corintios 15:51,52, e que depoios
da grande aflição, ou tyribulação, ele Voltará para livrar os judeus,
veja Mateus 24:29-31, veja que aqui não há ressurreição de mortos, como
no arrebatamente haverá... ''
Olá Juliebert:

Você está seguindo a cartilha cristã, o que é um erro grave, pois ela indiretamente se coloca acima da Revelação das Escrituras.

Comprovação histórica:
"O conceito de arrebatamento está presente em algumas interpretações de escatologia cristã, inclusive o dispensacionalismo, criadas a partir do século XIX, cujo pontapé inicial foi dado pelo ministro anglicano John Nelson Darby. É uma interpretação de vários livros bíblicos, como por exemplo o Apocalipse, livro da revelação dada ao apóstolo São João sobre o futuro da humanidade. Trata-se de um momento no qual Yeshua resgataria os salvos para a Nova Jerusalém, deixando na Terra os demais seres humanos que não o aceitaram como salvador.
De acordo com a maioria das pessoas que advogam essa tese, após o arrebatamento, haverá um grande caos na terra durante 7 anos (3 anos e meio de falsa paz e 3 anos e meio de guerras), com o governo do Anti-o Messias (líder político mundial), do Falso Profeta (líder religioso ecumênico) e da Besta (O deus da religião do futuro). Esse período é chamado de Grande Tribulação. Após os sete anos Yeshua voltaria novamente junto com os salvos para reinar no nosso planeta por mil anos. Após o milênio irá acontecer o juízo final e a construção do "novo céu" e da "nova Terra".
Segundo algumas interpretações de certas passagens bíblicas - tais como Primeira Epístola aos Tessalonicenses 4, 13-17, 1 Corintios 15, 51-52 e Mateus 24, 40-41 - alguns textos bíblicos apresentam esta doutrina como uma realidade que impulsiona a fé e a esperança de um futuro sem dores, tristeza e morte. Essa seria a grande verdade, pois todos os cristãos têm uma esperança bendita da manifestação da glória de Deus Tt 2, 13."
http://pt.wikipedia.org/wiki/Arrebatamento


Vamos analisar, à luz das Escrituras, estes termos que você postou, segundo a cartilha cristã:

"Tessalonicenses 1:10, obeserve que aqui afirma que aguardamos dos céus
a Yeshua(não o Anti o Messias), que nos livra DA IRA FUTURA, a colocação é
DA IRA, e não NA IRA.."
Aqui, Sha'ul (Paulo) fala que Yeshua LIVRA, e não QUE LIVRARÁ, logo, o verbo está no PRESENTE, e não NO FUTURO.
No original, no lugar do termo "futura", está IMINENTE = Que ameaça acontecer em breve.
Isto é, a IRA poderia acontecer a qualquer momento, segundo o entendimento de Sha'ul.
Os justos eram livres desta ira antes mesmo dela surgir, por que?
Porque os justos não necessitarão de um arrebatamento para serem livres da ira iminente, logo, o arrebatamento será um evento destinado para a reunião de Yeshua com a Sua Igreja, nos ares.
Não há nenhum texto nas Escrituras que comprove um arrebatamento como sendo um livramento da Grande Tribulação.
"...portanto subiremos antes DA"

Por favor, nos mostre onde nas Escrituras diz que subiremos antes DA IRA.
"Apocalipse 3:10,
afirma que Yeshua nos guardará DA HORA, e não NA HORA, mas uma vez
afirma que seremos tirados antes da terra..."
Esta interpretação carece de exegese textual e do termo usado no original.
O termo usado no lugar de "HORA" é "TEMPO" = PERÍODO.
Yeshua diz que este "TEMPO" será O TEMPO DA PROVAÇÃO, para pôr à prova os que habitam na terra, logo, esta PROVAÇÃO não virá sobre os justos.
E se não virá sobre os justos, eles serão GUARDADOS deste tempo, mas não serão ausentes dele.
"veja atentamente 2ª
Tessalonicenses 2:7-10, aqui diz que o Anti o Messias, só se manifestará
depois da retirada do Espirito Santo e da igreja da terra.."
De onde veio esta interpretação?
Onde está escrito que aquilo a que Sha'ul se refere é o Espírito Santo?
Sha'ul estava se recordando da Revelação no livro do profeta Daniel, capítulos 7 ao 11, quando ele trata da vinda do anti-messias.
E Sha'ul diz sobre "o que" e não sobre "quem" detém a aparição do anti-messias, portanto, não é o Espírito de D'us.
De que ele estaria falando então?
O pano de fundo da explicação de Sha'ul é a Revelação do livro de Daniel.
Ele diz “a seu devido tempo se manifeste”; ou seja que o anti-messias, este homem iníquo, este filho da perdição, tem um tempo devido; ou seja, não pode vir antes de seu tempo, porque o Senhor em Daniel mostrou a ordem dos tempos:
Ele deu um tempo à Babilônia. Enquanto isso Babilônia estava em pé não podia vir Medo-Pérsia;
Quando foi tirada Babilônia veio Medo-Pérsia.
Quando estava Medo-Pérsia, não podia vir Grécia, mas quando foi tirada Medo-Pérsia, então o anjo lhe disse: Agora vou pelejar com o príncipe da Pérsia, mas logo vai vir o da Grécia; não podia vir o de Grécia porque estava o da Pérsia.
Quando foi tirado o império persa, então se manifestou o império grego.
Enquanto estava o império Grego em seu devido tempo, não podia vir o império Romano porque estava o tempo da Grécia.
Quando se acabou o tempo da Grécia veio Roma, e agora Sha'ul está escrevendo em Atenas, no império Romano; mas ele não pode dizer às claras que o império Romano vai cair, porque depois vem os dez chifres que vão dar o poder ao anti-messias.

Em forma oral ele podia dizer: Não vos recordeis do que vos ensinei a respeito de Daniel? Mas agora diz: mas vós sabeis o que agora o detém, porque agora está o império romano; enquanto está Roma não pode vir o anticristo, mas quando a seu devido tempo se manifeste, quando isto que o detém seja tirado do meio, porque a esta besta que é como de ferro, lhe vão sair dez chifres e vai sair um chifre pequeno que vai se fazer grande, mas ele não pode sair antes que se termine o tempo da besta de ferro, que é Roma.
Quando este for tirado do meio, quando cair o império Romano, então se manifestará aquele iníquo; não é o Espírito Santo que detém o anti-messias; Diz: se lhe deu autoridade para atuar 42 meses e fazer guerra contra os santos; ou seja, que os santos estarão sendo perseguidos pelo anti-messias.
Quando Roma for tirada do governo, então se manifestará aquele iníquo, ele dominará no lugar de Roma.

E como Roma atua hoje?
Roma ainda é um império?
Roma ainda domina?

Sim, porém não da mesma forma que era nos tempos de Sha'ul = o domínio e o império romano atuam em caráter religioso, que tem enorme influência em todos os seguimentos da sociedade, principalmente o político-sócio-econômico.
"Apocalipse 12:12, durante a grande tribulação a colocação
é: pelo que alegrai-vos os que habitam nos céus(igreja arrebatada), mas
ai dos que habitam na terra, jamais o noivo vai deixar sua noiva para
sofrer estes ais''.
"Colocação"??? O texto não fala da igreja, mas dos seres celestiais que habitam o céu - os anjos de D'us, até porque a igreja não vai "morar no céu", isto é um ensino oriundo do paganismo.
'' A bíblia é
clara quando fala que Yeshua voltará até as nuvens dos céus para buscar
sua igreja - 1ª Tessalonicenses 4:16,17, será invisível ao mundo, pois
será num abrir e fechar de olhos - 1ª Corintios 15:51,52, e que depoios
da grande aflição, ou tyribulação, ele Voltará para livrar os judeus,
veja Mateus 24:29-31, veja que aqui não há ressurreição de mortos, como
no arrebatamento haverá... ''
A Bíblia se torna clara, dependendo da interpretação.
Juliebert, ao invés de você se prender numa cartilha de teologia cristã, procure se prender nas Escrituras!
Preste atenção no que Yeshua disse em Mateus 24:29-31:

"E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas.
Então, aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem; e todas as tribos da terra se lamentarão e verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.
E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus."


E só porque Yeshua não mencionou a Ressurreição, ela não acontecerá neste contexto?
Preste atenção no contexto: Yeshua disse "E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus...."
Sha'ul também disse em 1 Coríntios 15:52: "...num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados."
E em 1 Ts 4:16: "Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de D'us; e os que morreram no Messias ressuscitarão primeiro;"
Trata-se de um mesmo evento narrado de formas diferentes, é fácil de entender isto.

Logo continuarei a expor sobre o restante que você postou... O Arrebatamento 650378
Anonymous
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Arrebatamento Empty Re: O Arrebatamento

Mensagem por alisson carvalho em Ter Nov 27, 2012 12:28 am

O Arrebatamento 3708 !

Gostaria de acrescentar algumas observações sobre alguns versos :
A passagem de 1 Ts 1.10 está também ligada a 2 Ts 2.1-5
Em 1 Ts 1.10 , fala da salvação da ira do Juízo de D'us .
Já em 2 Ts 2.1-3 nos fala:"Entretanto , em relação á vinda de nosso Senhor , Yeshua , o Messias , e á reunião para o encontro com ele ,nós lhes pedimos , irmãos ,que não se deixem abalar em pensamento nem se tornem extremamente ansiosos por causa de um espírito,ou uma mensagem transmitida ,ou uma carta supostamente escrita por nós , com a afirmação de que o dia do Senhor já chegou .
Não deixem que ninguém os engane de nenhum modo .
Porque o dia não vira antes da apos-tasia e de ter sido revelado o homem que se separa da Torah ,o destinado a perdição .

Na passagem de 2Ts2.1-3 fica claro o tempo do arrebatamento :"Porque o dia não vira antes da apos-tasia e de ter sido revelado o homem que se separa da Torah ,o destinado a perdição ".

Haverá a revelação do antimessias e não somente "sua chegada "a esse mundo .

Outra passagem que gostaria de comentar para o comentário dos irmãos é a passagem de 1 Cor 15.52.
Claro que está se referindo ao arrebatamento mas os irmãos notaram que Sh'aul não cita nenhuma palavra referindo a reunião , arrebatamento , elevação aos céus nem encontro com o Messias nos céus ?
Me parece que Sh'aul estava falando aos Coríntios a respeito do mistério da transformação dos vivos , pois os mortos ele já havia explicado o que iria acontecer e ele havia dito "que a carne e o sangue não tem parte no Reino de Deus ... "
Então para os vivos teria que haver o mistério da transformação dos vivos .
E na minha opinião , é essa transformação que será "num piscar de olhos ".

Depois estaremos falando sobre a ressurreição em 1Cor 15 e Ap 20.
alisson carvalho
alisson carvalho
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 20

Idade Idade : 40

Cidade Cidade : Muriaé -MG

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 12/11/2010


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Arrebatamento Empty Re: O Arrebatamento

Mensagem por Juliebert em Dom Dez 16, 2012 10:24 pm

Oi pessoal voltei;

Desculpe a demora é que não tenho tido muito tempo (trabalhando muito)
e aqui na minha cidade tem chovido bastante e a energia acaba a todo instante,aqui o cachorro não pode fazer xixi no poste que a energia já acaba :) e com a chuva então não dá trégua. Mas vamos lá esta já é a 3 vez que começo a escrever tomara que não acabe de novo!!!

Realmente cometi um erro ao dizer que O Espirito Santo seria removido da terra,pois caso isso ocorresse nenhuma vida se salvaria na tribulação,eu retirei esse texto de um site e não prestei muita atenção!

Sobre morar no céu como já havia afirmado não creio que moraremos ali,mas creio que seremos levados por um momento até que se cumpra o período da tribulação,depois retornaremos com o Messias nos ares para dar inicio ao Milênio.

Quanto ao texto de Mateus 24 como aprendi este se refere a segunda vinda de Yeshua não ao arrebatamento pois no arrebatamento o Messias não virá a terra,a Bíblia deixa bem claro que será um encontro nos ares.
Já na segunda vinda ELE se manifestara com poder e grande gloria.

Sobre o texto de o arrebatamento de Mateus 24 concordo contigo que possa ser apenas uma reunião nos ares,mas não é o mesmo arrebatamento de Tessalonicenses.

Sobre Roma na visão em que sei ela é a famosa grande prostituta retratada em Apocalipse e estará atuando mesmo no reino do Anti-o Messias até ser derrotada como está previsto!

Bem estou com o tempo corrido as demais coisas irei falar em uma outra oportunidade!!!

Mas tenho uma duvida gostaria de uma resposta convincente:

Sabemos que até hoje os Judeus aguardam a chegada do Messias,Gostaria de saber se não há um risco de eles confundirem o Anti-o Messias com este,já que o falso-o Messias irá promover uma falsa paz a todos e enganará a muitos.O texto da mulher e o Dragão em apocalipse fala sobre a proteção da mulher a qual cremos que seja (Israel) mas como eles conseguirão discernir o iníquo?

A Paz a todos !!!!!!!!!!!



Juliebert
Juliebert
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 41

Idade Idade : 23

Cidade Cidade : Pirenópolis

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 10/11/2012

Religião Religião :
  • Evangélico


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Arrebatamento Empty Re: O Arrebatamento

Mensagem por Convidad em Seg Dez 17, 2012 1:08 am

O Arrebatamento 3708 para todos!

Juliebert escreveu:
Sabemos que até hoje os Judeus aguardam a chegada do Messias,Gostaria de saber se não há um risco de eles confundirem o Anti-o Messias com este,já que o falso-o Messias irá promover uma falsa paz a todos e enganará a muitos.O texto da mulher e o Dragão em apocalipse fala sobre a proteção da mulher a qual cremos que seja (Israel) mas como eles conseguirão discernir o iníquo?

A Paz a todos !!!!!!!!!!!
Olá Juliebert!

Parece que para vc também "os judeus" ainda aguardam a vinda do Messias...mas existem milhares de judeus que crêem que Yeshua é o Messias!
Então, não são "os judeus", e sim muitos dos judeus que ainda aguardam o Messias, e estes outros milhares de judeus aguardam o retorno do Messias Yeshua assim como nós, os gentios.

Não sei se haverá confusão entre os judeus que ainda não creram em Yeshua, mas eu creio no que diz a Escritura em Romanos 11:26-29: "E, assim, todo o Israel será salvo, como está escrito: De Sião virá o Libertador, e desviará de Jacó as impiedades.
E este será o meu concerto com eles, quando eu tirar os seus pecados.
Assim que, quanto ao evangelho, são inimigos por causa de vós; mas, quanto à eleição, amados por causa dos pais.
Porque os dons e a vocação de D'us são sem arrependimento."


O Arrebatamento 3708, e que D'us te ilumine, no Messias!
Anonymous
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Arrebatamento Empty Re: O Arrebatamento

Mensagem por Juliebert em Seg Dez 17, 2012 4:00 pm

Gostaria de pedir perdão por generalizar o termo "Judeu'' acima O Arrebatamento 6567
Não foi minha intenção ofender eu me referia aos outros que não creem na pessoa de Yeshua!

Foi mal !!! Desculpa ae não prestei atenção!

Aprecio muito o judaísmo messiânico,nada contra,alias tenho mais a favor!
Não é atoa que vim parar aqui!

O Arrebatamento 979583

Fique na paz!

Juliebert
Juliebert
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 41

Idade Idade : 23

Cidade Cidade : Pirenópolis

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 10/11/2012

Religião Religião :
  • Evangélico


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Arrebatamento Empty Re: O Arrebatamento

Mensagem por Xan Berg em Seg Dez 17, 2012 5:54 pm

O Arrebatamento 3708 Juliebert

Na realidade não existirá o implante de uma paz mundial antes da vinda do verdadeiro messias, e a grande tribulação também não assolará o mundo inteiro, como a maioria das pessoas pensam. A base para o que tenho escrito está em Mateus 24:36-39 que diz:

Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai. E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem.

O contexto geral do capitulo revela os principais acontecimentos que ocorrerão em tal época, ou seja, alem das festas e momentos de alegria também teremos rumores de guerras, guerras, terremotos, traição, falsos lideres religiosos, aproveitadores, falsos messias, esfriamento do amor que gera o egoismo, violencia, etc. Concluimos que estamos vivendo no cenário descrito em Mateus 24.

O Arrebatamento 86723
Xan Berg
Xan Berg
Administrador
Administrador

Mensagens Mensagens : 2636

Idade Idade : 42

Cidade Cidade : Israel

País País : Israel

Inscrição Inscrição : 18/12/2008

Religião Religião :
  • Judeu messiânico


http://www.torahweb.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

O Arrebatamento Empty Re: O Arrebatamento

Mensagem por Juliebert em Seg Dez 17, 2012 11:09 pm

Caro Xan;

Creio que houve um engano,pois as escrituras afirmam claramente sobre isto,veja bem:

''Porque virá como um laço sobre todos os que habitam na face de toda a terra.
Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem.
Lucas 21:35-36''


A Bíblia diz certo que a tribulação virá sobre toda terra;
E sobre já estarmos vivendo a parte em Mateus 24 acho que ainda faltam alguns sinais,pois como está escrito:

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.
Mateus 24:9


''Quando, pois, virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo; quem lê, atenda;
Mateus 24:15''

''Esse rei fará com muitos povos um acordo que durará sete anos; mas, quando passar metade desse tempo, ele acabará com os sacrifícios de animais e as ofertas de cereais no Templo. “O grande terror” será colocado no lugar mais alto do Templo e ali ficará até que aquele que fez isso seja destruído, conforme D'us resolveu.''
Daniel 9:27 (NTLH)

''Depois se levantará em seu lugar um homem vil, ao qual não tinham dado a dignidade real; mas ele virá caladamente, e tomará o reino com engano.
Daniel 11:21''
(este é o mesmo do trecho citado anteriormente)

''E, depois do concerto com ele, usará de engano; e subirá, e se tornará forte com pouca gente.
Daniel 11:23''

''E estarão ao lado dele forças que profanarão o santuário, isto é, a fortaleza, e tirarão o holocausto contínuo, estabelecendo a abominação desoladora.
Daniel 11:31''

"O rei fará o que bem entender. Ele se exaltará e se engrandecerá acima de todos os deuses e dirá coisas jamais ouvidas contra o D'us dos deuses. Ele terá sucesso até que o tempo da ira se complete, pois o que foi decidido irá acontecer.
Ele não terá consideração pelos deuses dos seus antepassados nem pelo deus preferido das mulheres, nem por deus algum, mas se exaltará acima deles todos
Daniel 11:36-37

Isto tudo ainda não aconteceu,sobre não houver paz enquanto a chegada do verdadeiro messias,o texto em tessalonicenses esclarece:

Quando disserem: "Paz e segurança", então, de repente, a destruição virá sobre eles, como dores à mulher grávida; e de modo nenhum escaparão.
1 Tessalonicenses 5:3

Realmente não haverá uma verdadeira paz mas uma falsa que há de enganar a muitos,devido os grandes feitos do anti-o Messias e o falso acordo que durará 3 anos e 1/2 ou metade da semana:

''Uma das cabeças da besta parecia ter sofrido um ferimento mortal, mas o ferimento mortal foi curado. Todo o mundo ficou maravilhado e seguiu a besta.
Adoraram o dragão, que tinha dado autoridade à besta, e também adoraram a besta, dizendo: "Quem é como a besta? Quem pode guerrear contra ela? "
À besta foi dada uma boca para falar palavras arrogantes e blasfemas, e lhe foi autoridade para agir durante quarenta e dois meses.
Ela abriu a boca para blasfemar contra D'us e amaldiçoar o seu nome e o seu tabernáculo, os que habitam no céu.
Foi-lhe dado poder para guerrear contra os santos e vencê-los. Foi-lhe dada autoridade sobre toda tribo, povo, língua e nação.
Todos os habitantes da terra adorarão a besta, a saber, todos aqueles que não tiveram seus nomes escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a criação do mundo. ''
Apocalipse 13:3-8

''Exercia toda a autoridade da primeira besta, em nome dela, e fazia a terra e seus habitantes adorarem a primeira besta, cujo ferimento mortal havia sido curado.
E realizava grandes sinais, chegando a fazer descer fogo do céu à terra, à vista dos homens.
Por causa dos sinais que lhe foi permitido realizar em nome da primeira besta, ela enganou os habitantes da terra. Ordenou-lhes que fizessem uma imagem em honra da besta que fora ferida pela espada e contudo revivera.
Foi-lhe dado poder para dar fôlego à imagem da primeira besta, de modo que ela podia falar e fazer que fossem mortos todos os que se recusassem a adorar a imagem.
Apocalipse 13:12-15''

Além de todos estes eventos o mais importante que virá antes da tribulação será o arrebatamento da igreja de o Messias,este decisivamente marcará o inicio dela e no seu termino ocorrerá de fato a segunda vinda do o Messias,Por fim deixo o versículo citado anteriormente:

''Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem.
Lucas 21:35-36''





A Paz !!!!!

O Arrebatamento 650378


Juliebert
Juliebert
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 41

Idade Idade : 23

Cidade Cidade : Pirenópolis

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 10/11/2012

Religião Religião :
  • Evangélico


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Arrebatamento Empty Re: O Arrebatamento

Mensagem por Shalom em Dom Jan 27, 2013 6:09 pm

"Além de todos estes eventos o mais importante que virá antes da tribulação será o arrebatamento da igreja de o Messias,este decisivamente marcará o inicio dela e no seu termino ocorrerá de fato a segunda vinda do o Messias,Por fim deixo o versículo citado anteriormente:"

Da onde você tirou que a tribulação só ocorrerá depois do arrebatamento?

Apocalipse 9-10
"E foi-lhes dito que não fizessem dano à erva da terra, nem a verdura alguma, nem a árvore alguma, mas somente aos homens que não têm nas suas testas o sinal de Deus."

Durante a perseguição haverá "crentes sinceros", tanto que terão o "sinal de Deus" em suas testas.

Tem muitos seuidores de Yeshua morrendo até o dia de hoje por pregar o evangelho, tenho minhas duvidas em relação nessas interpretões do arrebatamento.

"Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á." Mateus 16:25
Contraria muito do que Yeshua fala.

Entendo que a tribulação acontece justamente aqui:
"E foram dadas a cada um compridas vestes brancas e foi-lhes dito que repousassem ainda um pouco de tempo, até que também se completasse o número de seus conservos e seus irmãos, que haviam de ser mortos como eles foram.
E, havendo aberto o sexto selo, olhei, e eis que houve um grande tremor de terra; e o sol tornou-se negro como saco de cilício, e a lua tornou-se como sangue;"

Creio que se realmente fosse acontecer o arrebatamento, no apocalipse seria descrito também com mais detalhes.

Citaram o termo veio em breve, ao que parece é mal traduzido. O termo correto ao que parece que é VENHO SEM ATRASO. Ou seja, Yeshua virá no tempo correto, nem antes, nem depois.
Shalom
Shalom
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 36

Cidade Cidade : São Paulo

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 10/03/2012


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Arrebatamento Empty Re: O Arrebatamento

Mensagem por Convidad em Seg Jan 28, 2013 11:43 pm

O Arrebatamento 3708 para todos!

Juliebert escreveu:
O fato de que Yeshua o Messias pode voltar a qualquer momento, mesmo que não necessariamente em breve, e sem a necessidade de qualquer sinal anterior à Sua vinda, requer o tipo de iminência ensinado pela posição pré-tribulacionista e é um forte apoio ao pré-tribulacionismo.
Olá Juliebert!
Você usou vários textos para afirmar que o arrebatamento pode acontecer a qualquer momento, algo iminente...
Mas vamos analisar as palavras de Yeshua em Mateus 24:
"E orai para que a vossa fuga não aconteça no inverno nem no sábado, porque haverá, então, grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco haverá jamais.
E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas, por causa dos escolhidos, serão abreviados aqueles dias."


Quem são estes escolhidos?
Judeus ou gentios?
Com certeza, Yeshua fala da Igreja = judeus e gentios crentes, juntos.
Logo, vemos que haverá um período muito ruim antes do arrebatamento, e este é o sinal para que a Igreja fique sóbria.
E por que os textos foram escritos daquela forma?
Porque a revelação dada aos apóstolos foi de acordo com a plenitude do tempo, algo que só D'us conhece, algo que foge do nosso entendimento: Salmos 90:4: "Porque mil anos são aos teus olhos como o dia de ontem que passou, e como a vigília da noite."
2 Pedro 3:8: "Mas, amados, não ignoreis uma coisa: que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos, como um dia."

Em Hebreus 1:1 está escrito: "Havendo D'us, antigamente, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos, nestes últimos dias, pelo Filho,"

Como assim "nestes últimos dias"???
O escritor aos Hebreus já estava vivendo estes "últimos dias"???
Que "últimos dias" seriam estes???
Qual a causa destes escritos???

Não foi revelado a eles quando começaria o período que antecederia o arrebatamento, este é o período chamado de "últimos dias", e como as Escrituras permaneceriam por séculos revelando as coisas de D'us aos homens, a Igreja deveria estar ciente de que os dias maus, as perseguições e as investidas do reino das trevas poderiam ser um sinal do tempo que antecederia o arrebatamento.
As Escrituras também são para todas as épocas, dependendo do que está sendo revelado a nós, em qualquer tempo.
O Arrebatamento 650378
Anonymous
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Arrebatamento Empty Re: O Arrebatamento

Mensagem por Convidad em Qua Fev 27, 2013 6:31 pm

Não haverá mais nela criança que viva poucos dias, nem velho que não cumpra os seus dias; aquele que morrer com cem anos, será tido por jovem; o pecador que não conseguir alcançar cem anos será considerado amaldiçoado.

Xan, isso aqui eh para os salvos em Yeshua, ou para aquelas pessoas q irao viver no periodo do reino milenar?
Anonymous
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Arrebatamento Empty Re: O Arrebatamento

Mensagem por Xan Berg em Sab Mar 02, 2013 9:54 am

O Arrebatamento 3708 Wander!

Este texto refere-se aos pecadores (não salvos) que restaram das nações, que se levantaram contra Israel na batalha do Armagedon, e que viverão no período milenar.

Posteriormente estas pessoas serão enganadas por satan, quando ele for solto de sua prisão milenar, e se levantarão contra o reino de Yeshua e Jerusalém ocasionando o juizo final.
Xan Berg
Xan Berg
Administrador
Administrador

Mensagens Mensagens : 2636

Idade Idade : 42

Cidade Cidade : Israel

País País : Israel

Inscrição Inscrição : 18/12/2008

Religião Religião :
  • Judeu messiânico


http://www.torahweb.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

O Arrebatamento Empty Re: O Arrebatamento

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum