Últimos assuntos
» Os cinco pastores mais rico do Brasil
Ter Ago 21, 2018 11:45 pm por Leite de Oliveira

» 666
Seg Ago 20, 2018 8:48 pm por Leite de Oliveira

» Pena de morte para bandidos
Seg Jun 19, 2017 6:50 am por Isaque palazon

» Os 7 (sete) Espíritos de YHWH
Qua Fev 22, 2017 12:16 am por azzi

» Apresente-se aqui
Qua Nov 23, 2016 2:40 pm por Paulo Henrique Gasparino

» Viver em Israel - Imigração
Dom Nov 20, 2016 1:43 pm por Oziel rodrigues

» Judeus Messiânicos e suas heresias.
Sex Out 21, 2016 6:59 am por EderTe

» A "Fé Evangélica" é genuinamente bíblica?
Ter Out 18, 2016 9:35 pm por Roberto Gavazza

» 2 samuel 24:1 x 1 cronicas 21:1
Ter Out 18, 2016 7:17 pm por Roberto Gavazza

» Bnei Noach
Ter Out 18, 2016 3:27 pm por Roberto Gavazza

Menu
  Add a Favoritos

  Home Page

  Regras do fórum

  Portal

  Fórum

  Registre-se

  Quem somos

  Normas e Dicas

  Estudos biblico

  Mapa de Israel

  História de Israel

  Aula de Hebraico

  Dicionário biblico

  Biblia em Hebraico


Calendário biblico
Estatísticas
Temos 4255 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de Gibassan

Os nossos membros postaram um total de 16985 mensagens em 1199 assuntos

A Composição de D'us

Página 4 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: A Composição de D'us

Mensagem por Convidad em Sex Out 26, 2012 12:33 am

para todos!

Jefté escreveu:
Eu estudo as Escrituras...
E você? não faz o mesmo?
Acaso as letras que eu leio, você também não as lê???
Obs.:::::: Nas letras que eu leio (e que também você lê) não existe este dogma (romanismo, reforma, Constantino etc. etc. etc.); isso na verdade, só é visto por algumas facções religiosas ... mas não consta no texto... mas apenas no "pré-conceito" de alguns para com o texto...!!!

Amigo, qualquer um sabe que o seu entendimento veio de Roma, e o pior cego é aquele que não quer enxergar!
Não interessa o que você pensa, nem a forma a qual você usa para entender o texto, muito menos se a tradução que você lê está de acordo com os originais ou não, a tua visão é ROMANA, pois é a real interpretação é que interessa, e isto, em muitos aspectos, Roma e o cristianismo ignoram.
As letras podem ser iguais, mas as interpretações são diferentes, independente de onde vieram, e eu prefiro ficar com aquilo que é original, sem contaminação.


Jefté escreveu:
Porém, eu lhe digo, irmão: Pense e creio o homem como bem lhe apraza; quando eu leio a Escritura; eu a leio e creio - e não comungo com o ser humano, e muito menos com o conceito e preconceito dele.
E leio a Escritura como Palavra de Deus - e como tal, a creio como se me diz - sem dar-lha menosprezo, ou descaracterizá-la.
Mas me diga: Quem lhe disse que esta profecia é apenas titulos???
Foi o profeta Isaías???
Ou foi também o Constantino (que viveu no 4º século depois de o Messias???
Foi a Palavra de Deus que lhe disse que essa profecia são só títulos???
- Não foi!
Então foi quem???
Será que foi falta de fé - no que o texto diz???


Você lê e crê de acordo com Roma, independente de onde você tirou suas conclusões!
Não importa se você não sabe nada sobre os concílios romanos, não importa se você nunca foi católico, não interessa se você jamais fez teologia, se você tem ou não preconceito, se você é ou não anti-semita, estas coisas são irrelevantes...o que importa é a tua interpretação dos textos, que segue a linha papal de Roma e pronto!

E pelo o que vejo, DE NOVO, você diz que lê e pensa, mas parece que você só lê:
Os títulos atribuídos a Yeshua, descritos em Isaías 9:6, fazem parte da profecia, e ninguém aqui disse que a profecias são só títulos, ACORDA CAMARADA!

Como você não conhece as profecias do Tanach, na língua e no contexto orignal, vou te ajudar:
A profecia descrita em Isaías 9:6 trata de 2 coisas: a vinda do Mashiach em carne e do Seu Reino Milenar, quando Ele governará Israel e as nações.
"Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu" = O Mashiach em carne, o Filho do Homem;
"...e o principado está sobre os seus ombros;" = 'principado' quer dizer 'governo';
"...e o seu nome será Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz." = estes títulos serão visíveis Nele, em Seu Reino Milenar, e Ele será chamado pelos mesmos.


Jefté escreveu:
Não, Randfal
Yeshua declarou várias vezes: Eu e o Pai somos um!
Será que Ele não é crido quando dizia e diz a verdade???
Portanto, não são DOIS DEUSES - São UM!

Eu leio o seu texto, dizendo: são dois deuses...
E leio o que Yeshua disse: Eu e o Pai somos um!
Em quem você acha que eu devo crer???
Não preciso nem de continuar, não é????



Não precisa, e nem deve continuar com esta sua conclusão pífia, superficial e efêmera!
Vou te ajudar, novamente:
Você já leu a Oração Sacerdotal de Yeshua, em João 17?
Verso 11: "E eu já não estou mais no mundo; mas eles estão no mundo, e eu vou para ti. Pai santo, guarda em teu nome aqueles que me deste, para que sejam um, assim como nós."
Leu???
Yeshua intercedeu ao Pai, pedindo que os discípulos fossem UM, da mesma forma que Ele e o Pai são UM!
Como os discípulos podem ser UM???
O próprio Yeshua nos revela o que significa ser UM:
Versos do 21 ao 23: "...para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu, em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste.
E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um.
Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me enviaste a mim e que tens amado a eles como me tens amado a mim."


O que é "ser UM", neste contexto de Yeshua, o Pai e os discípulos?
"Ser UM" significa "UNIDADE DE PROPÓSITO", e jamais é ser uma só essência, isto é coisa da teologia de Roma.


Jefté escreveu:
Engraçado, parece que aqui não é somente um título???
Aqui parece que Deus é Deus mesmo!
Por que será que quando se trata do Filho - passa a ser qualquer coisa, menos a verdade????
Disse São Paulo aos hebreus:
"Mas, do Filho, diz: Ó Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos; Cetro de eqüidade é o cetro do teu reino." (Heb. 1:8)



O seu grande problema, que não é só seu, é atribuir ao Messias uma posição que as Escrituras jamais atribuíram ou atribuem.
A sua teologia retira e usa textos das Escrituras, totalmente fora do contexto original, para adaptá-los em suas doutrinas.
A sua teologia sempre menosprezou os Escritos do Tanach, inclusive a língua original pela qual eles foram escritos.
Você não sabe nada sobre o "SHEMA", e quer argumentar na defesa de uma heresia chamada "trindade".
Devarim 6:4: "Sh'ma, Yisrael! ADONAI Elohêinu, ADONAI Echad!" = OUVE, ÓH ISRAEL, O SENHOR NOSSO D'US É UM!

SENHOR = ADONAI = YHWH (O nome de D'us);
Quando você diz: "nosso D'us", ou "meu D'us" em relação a ADONAI = O ETERNO, você está reconhecendo a ÚNICA Divindade sobre a sua vida, reconhecendo-o como "Aquele que é o que se torna a ser" = Shemot 3:14, Aquele que é UM;
Porém, este termo "D'us" em relação a ADONAI é um título, e não um nome.
Também em relação a Yeshua, que NÃO É ADONAI, o termo "D'us" = Elohim, é um título, por causa da Divindade que Ele possui, pois Yeshua é DIVINO.

Mas, se os dois têm o mesmo título, e se os dois são Divinos, como entender isto???
O que a teologia romana não reconheceu e que está claro nas Escrituras, é a HIERARQUIA entre o Pai e o Filho, é a submissão do Filho em relação ao Pai!

Não são dois deuses, nem são um só = ADONAI, mas são pessoas distintas: "Em verdade, em verdade, digo-vos que o Filho por si mesmo não pode fazer coisa alguma, se não vir fazer o Pai; porque tudo o que o Pai faz o Filho faz igualmente.
Porque o Pai ama o Filho e lhe mostra tudo o que faz; e Ele lhe mostrará maiores obras do que estas para que vos maravilheis. Porque, assim como o Pai ressuscita os mortos e os vivifica, assim também o Filho vivifica aqueles que quer.
E também o Pai a ninguém julga, mas deu ao Filho todo o juízo"
(João 5:19-22);

“...vou e volto para junto de vós. Se me amásseis, alegrar-vos-íeis de que eu vá para o Pai, pois O PAI É MAIOR DO QUE EU.” (João 14:28).

Este é um dos muitos motivos que revelam que Yeshua NÃO É ADONAI, NÃO É O ALTÍSSIMO.

Observe o que Yeshua disse sobre este título = "D'us": "Os judeus responderam, dizendo-lhe: Não te apedrejamos por alguma obra boa, mas pela blasfêmia, porque, sendo tu homem, te fazes Deus a ti mesmo.
Respondeu-lhes Yeshua: Não está escrito na vossa lei: Eu disse: sois deuses?
Pois, se a lei chamou deuses àqueles a quem a palavra de Deus foi dirigida (e a Escritura não pode ser anulada), àquele a quem o Pai santificou e enviou ao mundo, vós dizeis: Blasfemas, porque disse: Sou Filho de Deus?"
(João 10:33-36).


Jefté escreveu:
Randfal
Como eu sei?
Diz o texto bíblico:
"Mas, na verdade, habitaria Deus na terra? Eis que os céus, e até o céu dos céus, não te poderiam conter, quanto menos esta casa que eu tenho edificado." (I Reis 8:27 - II Cr. 6:18)
Vede, irmão; nenhum criação, nem mesmo o "céu ou céu dos céus" o podem conter!!!
No entanto: o simples "menino que nos nasceu" e o filho que se nos deus" que os homens dizem ter recebido (por profecia) apenas títulos" - e também intitulado Filho de Deus, nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade" - você é capaz de compreender isso?? e não negar?
Pois eu compreendo e creio!
Por que então, há muitos querendo desqualificar ???

Por isso mesmo disse Yeshua: "Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam;" (Jo. 5:39)

Você lê, lê, lê, mas não faz um mínimo esforço para tentar entender!
Já te apresentei o conceito de plenitude a qual Sha'ul nos revela, se você não quis entender é problema seu...
E você não se baseia nas Escrituras para testificar do Messias, mas se baseia em Roma, basta ler suas explicações.


Jefté escreveu:
Isso é um preconceito seu!
Pois as Escrituras afirmam:
A Deus tudo é possível!
Também dizem:
Tudo é possível ao que crê.

Mas... Disse certo discípulo a Yeshua:
"Disse-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta."
"Disse-lhe Yeshua: Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai?" (Jo. 14:8-9)

""""Por que será que Yeshua não disse a ele: Não é possível, Felipe! O Pai não pode ser visto! Quem sabe um dia você possa vê-Lo, se você guardar toda a torá??? """"""
( veja bem: Ele não disse isso! )
Ele disse: "ESTOU A TANTO TEMPO CONVOSCO E NÃO ME TENDES CONHECIDO"
Meu caro Randfal; não vai ser você que vai me anular esta palavra, não é???
Se quiser anulá-la, será somente p/ si - e não p/ mim!
Você crê em Yeshua???
Então pergunte-o, como fez Felipe!
Embora ele já o tenha respondido; mas parece que a resposta dele não lhe bastou...
uma pena!

Por enquanto é só para não estender muito...

É sempre assim: quando apresentamos um conceito baseado no contexto original, diferente do conceito romano, os adeptos da teologia cristã taxam de "heresia, preconceito, loucura, doutrina alienígena", etc.

"""""Por que será que Yeshua não disse a ele: Não é possível, Felipe! O Pai não pode ser visto! Quem sabe um dia você possa vê-Lo, se você guardar toda a torá??? """""""

PORQUE FELIPE SABIA QUE NA TORAH, CONSTAVA O FATO DE QUE NINGUÉM JAMAIS VIU A D'US!
Não precisasva que Yeshua dissesse isto a ele, pois ele já sabia disto, por isto ele pediu: MOSTRA-NOS O PAI!
E já que ninguém pode ver o Pai, Yeshua trouxe a imagem do Pai Nele de uma forma que Filipe e os outros podiam compreender quem é o Pai!

Jefté, faça um favor a você mesmo, VAI ESTUDAR CORRETAMENTE AS ESCRITURAS!
Aproveita e estuda também sobre a história do cristianismo...pois você, dizendo sobre o concílio de Nicéia, afirmou o seguinte: "Imagina os cristãos que creram e receberam Yeshua e já tinham sua fé e morriam por ela e nela - e agora pela ordem dum imperador romano (Constantino) iam eles abandonar sua fé e adulterar o próprio manuscrito por causa do suposto concílio e sua decisão ???" = http://www.torahweb.net/t1340-crer-nas-palavras-do-messias






avatar
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: A Composição de D'us

Mensagem por Convidad em Sex Out 26, 2012 11:46 pm

Shabat para todos!

Jefté escreveu:
Olá Randfal

Não entendi:
Primeiro você diz que Isaias 9:6 sobre as profecias sobre o Messias, você diz que são títulos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Depois você vem dizendo isso:
Os títulos atribuídos a Yeshua, descritos em Isaías 9:6, fazem parte da profecia, e ninguém aqui disse que a profecias são só títulos, ACORDA CAMARADA!


Afinal, pra quem servem as palavras ???
Apenas para jogar?

Camarada, se você não sabe ler, vai estudar novamente, volta pra escola...
ONDE EU DISSE QUE A PROFECIA EM ISAÍAS 9:6 SÃO TÍTULOS???
Isto é analfabetismo funcional de sua parte!

Vou postar aqui, de novo, o que escrevi (e vê se lê direito, desta vez):

"Infelizmente, você estuda e entende as Escrituras segundo a Reforma, que ainda é atrelada em Roma.
Preste atenção no texto: "...se chamará o seu nome:...", isto, no contexto descontaminado de Roma, significa TÍTULOS. Você vê só um nome no texto?"


ESTÁ AQUI ALGUMA REFERÊNCIA SOBRE A PROFECIA SER TÍTULOS???
Eu fiz referência ao que a sua teologia diz sobre os títulos que fazem parte da profecia, por isso você usou o texto para defender sua doutrina de Roma, você usou Isaías 9:6 porque ele é muito usado pelos trinitarianos, inclusive os da ICAR, tudo por causa dos títulos mencionados na profecia, em especial "DEUS FORTE".

Eu tive que vir dizendo mesmo, pois você dificulta o debate com esta sua falta de tentar entender o que nós escrevemos, perdemos tempo com coisas tão simples de se entender por causa disto.

Jefté escreveu:
Você, irmão, quer mesmo entender a fundo a Deus?!?!?!
Creio que isso não é possível a nenhuma criatura...
Proponho então um enigma: Como pode Deus não ter qualquer princípio ou início de existência???
Vê que não é só com relação a Trindade que Deus é incompreensível; mas também quanto a sua eternidade e poder.

Eu quero entender a D'us, de acordo com a Revelação da Sua Palavra, devidamente traduzida e interpretada, e sob a Revelação do Seu Espírito, não segundo as teologias.
E este enigma, vai perguntando aí, perdendo o seu tempo...qualquer "zé-abóbora" sabe que D'us é incompreensível, por isso Yeshua é o ÚNICO que nos faz compreender a D'us, de modo que possamos suportar.


Jefté escreveu:
Randfal
Já que você discorda da afirmação acima, o melhor então seria eu perguntar a você mesmo - já que os cristãos de outrora não mais aqui estão:

Randfal - você apostataria da sua fé (devido decisão de Concílio) adulterando os manuscritos verdadeiros (que você possuísse) em prol das decisões e editos dos homens, e negaria a verdade de Deus ????

Aguardo se possível a resposta...
E medite: porque talvez ela sirva de base p/ a minha resposta a você mesmo!
Paz!

Ninguém deve apostatar da Fé por motivo nenhum, inclusive por causa das decisões dos concílios, pois a Fé não surge em função dos concílios, mas os concílios surgiram em função da Fé.
Ninguém deve apoiar a sua Fé nas coisas que foram decididas nestes concílios (Roma), mas estudar sobre estas coisas e prová-las às luz das Escrituras devidamente traduzidas e interpretadas.
Se alguém vem a apostatar da Fé quando descobre os muitos erros que existem nestas decisões, é porque a sua Fé se paltava justamente nelas, e não em D'us.


A minha Fé na teologia de Roma (a qual você segue), eu a perdi já faz tempo.
Isto porque D'us me deu a chance de aprender sobre as Suas Escrituras longe da contaminação romana.
Ninguém deve apostatar da Fé por causa do que aconteceu nos concílios romanos, mas ela deve ser APERFEIÇOADA quando a Verdade é revelada diante da pessoa, como está acontecendo com você aqui, no TorahWeb.

Fé em D'us é uma coisa, porém Fé na teologia é outra...você se engana ao crer que esta teologia cristã era ensinada no primeiro século pelos apóstolos, e que estas traduções que temos hoje estão de acordo com os originais.

A Fé em D'us nos leva ao Caminho certo, no faz conhecer a Verdade segundo D'us diz, e não segundo a teologia diz.
Quem nega a Fé em D'us por causa de concílios romanos, na verdade a sua Fé pode estar na teologia.
Quem tem Fé em D'us, está sempre em busca da Verdade, e não se contenta com doutrinas de homens estabelecida por concílos, foi o que eu fiz.





avatar
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Composição de D'us

Mensagem por MichelSá em Sab Out 27, 2012 6:44 am

Irmãos,

Vamos abrir nossos olhos!!!

Em Apocalipse um convite profético é endereçado a nós para que nós saíssemos da Babilônia para que não comunguemos com seus pecados e incorrêssemos em suas pragas!!!

A idolatria não será tolerada. Yeshua é o Mashiach... Lembremos que uma das "figuras" do Mashiach no Tanach foi a estátua de serpente de bronze que Adonai ordenou que Moshê levantasse no deserto para que quem olhasse para ela fosse curado da picada das serpentes do deserto. Mas a idolatria àquela estátua não era lícito, era apenas para ser olhada para que o veneno de picadas não tivesse efeito.

Analogicamente, para que nossa alma enferma seja curada, foi preciso que Yeshua fosse esmagado, e como foi profetizado pelo profeta Yeshayahu, pelas suas pisaduras nós seríamos sarados. O Mashiach tinha que ser esmagado para que nós fôssemos salvos. Ele é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, como disse Yochanan, o batista.

Mas não esqueçamos que a estátua de serpente após algum tempo passou a ser idolatrada e recebeu até nome pelos filhos de Israel, Neustã. Então o rei Ezequias, que fez o que era reto aos olhos de Adonai segundo diz o Tanach, mandou que a estátua de serpente, junto com todas as outras que estavam em Israel, fossem derrubadas e destruídas. Perverteram a função da estátua de serpente e ela por isso foi derrubada.

Pois então, façamos a mesma coisa e sigamos o exemplo do rei Ezequias. Derrubemos o ídolo que foi levantado por Roma, uma perversão da verdadeira imagem de Yeshua.

Adonai é UM. Yeshua é o Mashiach (Bendito seja Ele que veio em nome de Adonai!!!)

Sai dela povo meu, saiam de Bavel... Ela será destruída e todos que estiverem nela... Esse é o convite...

Abraço a todos...


MichelSá
Moderador
Moderador

Mensagens Mensagens : 23

Cidade Cidade : Recife

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 13/10/2012

Religião Religião :
  • Judeu messiânico


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Composição de D'us

Mensagem por Convidad em Sab Out 27, 2012 4:07 pm

Shabat para todos!

MichelSá escreveu:
Irmãos,

Vamos abrir nossos olhos!!!

Em Apocalipse um convite profético é endereçado a nós para que nós saíssemos da Babilônia para que não comunguemos com seus pecados e incorrêssemos em suas pragas!!!

Irmão, você está falando comigo?
Por acaso, você é um dos que chamam a Igreja evangélica de "babilônia"?
Que ensina que o nome "J esus" faz parte de um deus do paganismo?
Que aceita a circuncisão do gentio?

Se for, por favor, assista a esta palestra:

avatar
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: A Composição de D'us

Mensagem por Convidad em Sab Out 27, 2012 9:52 pm

Shabat para todos!

Jefté escreveu:
Olá Randfal

Parece que você não é de muita paciência...

Mas, aqui vão mais algumas das inúmeras pérolas que sustêm minha fé; agora do Novo Testamento (vamos ver qual é a desculpa e o que a sua teologia vai dizer agora, porque parece que a sua teologia é que faz e desfaz tudo), pois o que acontece é que, para cada versículo da palavra de Deus apresentado mostrando claramente a o Messias como Deus Bendito - os homens vêm c/ as suas negativas p/ descaracterizá-lo :::

O problema é que eu já tive paciência demais com pessoas que expressam idéias similares às suas, e esta paciência está cada vez mais se esgotando...

Eu não sigo teologia, eu sigo as Escrituras devidamente traduzidas e interpretadas em seu contexto geral original, longe da teologia cristã romana, esta é a grande diferença entre nós, no que diz respeito à Fé.

Então vamos analisar os textos que você e o trinitarianismo romano usam para defender o Messias como sendo a 2ª pessoa da trindade:

Primeiro temos que ressaltar uma coisa: Yeshua, o Messias, é chamado de "Deus", não porque Ele é ADONAI, ou uma pessoa da tal trindade, mas porque Ele é DIVINO, um ser gerado antes de todas as coisas = UNIGÊNITO (João 1:14; João 1:18; João 3:16; João 3:18; 1 João 4:9), único gerado do tipo = O PRIMOGÊNITO DE D'US, O PRINCÍPIO DE TODA A CRIAÇÃO (Colossenses 1:15; Apocalipse 3:14).

Já te adianto: Nos manuscritos gregos, todas as vezes que as pessoas se prostravam a Yeshua, o termo usado foi “proscuneo”, que era a saudação usual feita às pessoas importantes e reis, prostrando-se diante deles como sinal de honra e respeito.
Quanto ao ato exclusivo de adoração, existe um termo específico em grego que é “sebomai”, e ele só é usado com relação ao Eterno.
Assim, embora o Filho de Elohim deva ser engrandecido por nós e possa receber dos homens e dos seres espirituais honra e louvor e glória, só o Eterno, bendito seja Ele, pode receber adoração e culto.
Elohim, isto é, D'us é título e não nome... Yeshua é Elohim, porém ele não é D'us ou o Eterno ou ainda o Criador de todas as coisas, muito embora ele, Yeshua tenha sido o instrumento, que o Eterno usou, pelo qual todas as coisas vieram a existir.


Vamos aos textos:

"Dos quais são os pais, e dos quais é o Messias segundo a carne, o qual é sobre todos, Deus bendito eternamente. Amém." (Rom. 9:5)

Sha'ul diz que Yeshua é Elohim Bendito, isto é, Ele é Deus no sentido de ser Divino, o Filho de D'us. Este título é atribuído a Yeshua.
Yeshua não pode ser D'us assim como é o Eterno, porque seriam 2 deuses, sendo assim, ADONAI é D'us no sentido de ser a própria Divindade, e Yeshua é Deus porque é Divino.



"Mas, do Filho, diz: Ó Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos; Cetro de eqüidade é o cetro do teu reino." (Heb. 1:8)

Yeshua é Elohim, mas Ele não é o Eterno, pois Ele chama o Eterno de seu D'us. (Apocalipse 3:12).
Todavia como Elohim (DIVINO) deve ser honrado, glorificado, amado, louvado e reverenciado. E com isso não estamos diminuindo ao Eterno, antes pelo contrário, estamos sim o glorificando. Porque assim é a vontade do Eterno, até que todas as coisas fiquem sujeitas a Yeshua. Na realidade podemos orar aos dois ao mesmo tempo, pois um glorifica ao outro. Eles são UM ou UNÂNIMES no sentido em que toda vontade do Eterno se manifesta no Filho, pois existe uma concordância de propósitos, isto é, o Filho glorifica ao Eterno e o Eterno glorifica ao Filho.


"SIMÃO Pedro, servo e apóstolo de Yeshua o Messias, aos que conosco alcançaram fé igualmente preciosa pela justiça do nosso Deus e Salvador Yeshua o Messias:" (II Ped. 1:1)

Yeshua é o nosso Elohim, e o Eterno é o nosso D'us e o D'us também de Yeshua.
E Ele, Yeshua, nunca contradisse isso.

“... por isso DEUS (Elohim/Divino/Yeshua), o Eloheykha, o teu D'us (יהוה/Eterno) te ungiu com óleo de alegria mais do que aos teus companheiros”. (Tehilim, Salmo 45: 6,7 ou versos 7 e 8 no Tanach - Hebreus 1: 9 - Apocalipse 3:12).

É evidente que existe uma hierarquia, pois o Eterno gerou a Yeshua numa determinada era da eternidade, antes que houvesse qualquer coisa criada, seja física ou metafísica, até mesmo os anjos. (Mishlei, Provérbios 30:4 – Yochanan, João 1:1-3,10,14,18; 17:1-8).

"E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Yeshua o Messias. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna." (I Jo. 5:20)

Vamos à interpretação real de 1 João 5:20: "E sabemos que já o Filho de Elohim é vindo, e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Yeshua HaMashiach. Este é o verdadeiro Elohim e a vida eterna."

O termo "Elohim" nas Escrituras quando se refere ao Eterno significa que Ele é o Criador de todas as coisas. É um título oferecido a D'us, um plural majestático de "Deus" em hebraico (todos os poderes, potestades, forças e autoridades, pertencem a esse único ser que é YHWH).
"No princípio criou YHWH (D'US) os céus e a terra." (Bereshit, Gênesis 1:1): O Eterno emanou o Seu poder através da Palavra (Yeshua) para criar todas as coisas. Um único poder usado para criar tudo. Porém, para cada criação um tipo de ação, dando-nos a idéia de "poderes".
Yeshua também é chamado de Elohim: "No princípio era o VERBO e o VERBO estava com Elohim (D'us, o Eterno, Criador de todas as coisas) e o VERBO era Elohim (Divino, da mesma essência (DNA) do Eterno).
Ele (VERBO) estava no princípio com Elohim (D'us, o Eterno".
(João 1:1,2. Também em Hebreus 1:9; Apocalipse 21:7). Mas neste caso de 1 João 5:20 o "verdadeiro Elohim e a vida eterna" refere-se ao Pai, o Eterno, pois também juízes, anjos e deuses são chamados de "elohim" nas Escrituras.
Por isto, Ele É O VERDADEIRO ELOHIM (de Gênesis a Apocalipse), enquanto Yeshua "era Elohim" (Divino).
Ele é aplicado ao Messias por causa da Sua unidade com o Pai, sendo Aquele que cooperou na criação, pois ELE É DIVINO, REALIZA COISAS ESTANDO NO PAI PARA GLORIFICÁ-LO, E O PAI REALIZA COISAS ATRAVÉS DO FILHO PARA GLORIFICÁ-LO. O PAI É GLORIFICADO NO FILHO E O FILHO É GLORIFICADO NO PAI: "Tendo ele, pois, saído, disse Yeshua: Agora é glorificado o Filho do homem, e Elohim é glorificado nele. Se Elohim é glorificado nele, também Elohim o glorificará em si mesmo, e logo o há de glorificar." (João 13:31,32).
O Pai não deu a Sua glória ao Filho, pois o Filho FOI GERADO TENDO A GLÓRIA DO PAI NELE.
Yeshua disse: "E, agora, glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com AQUELA GLÓRIA QUE TINHA CONTIGO antes que o mundo existisse. E eu dei-lhes A GLÓRIA QUE A MIM ME DESTE, para que sejam um, como nós somos um. Pai, aqueles que me deste quero que, onde eu estiver, também eles estejam comigo, para que vejam a MINHA GLÓRIA QUE ME DESTE; porque tu me hás amado antes da criação do mundo." (João 17).
O que o apóstolo João, inspirado pelo Espírito do Santo, quis dizer com estas palavras de 1 João 5:20?
1- Yeshua (o Filho) veio e nos fez entender como conhecer o verdadeiro (o Pai - Mateus 11:27);

2- Estamos no Pai, isto significa, no Messias Yeshua, pois se não estivermos no Messias não estamos no Pai. Yeshua nos liga diretamente ao Eterno, SOMENTE ELE pode fazer isto, SOMENTE ATRAVÉS DELE, recebemos o Espírito do Eterno;

3- Este, (o Pai) no qual estamos através do Filho, este É O VERDADEIRO ELOHIM E A VIDA ETERNA. Existem outros que são chamados de Elohim, até mesmo o próprio Yeshua, porém SÓ O UM (O Pai-YHWH) É O VERDADEIRO, VERDADEIRO PARA SER ADORADO, PARA QUE O BUSQUEMOS, CLAMEMOS A ELE, PARA ALCANÇARMOS A VIDA ETERNA, TUDO ATRAVÉS DO SEU FILHO.


"Porque se introduziram alguns, que já antes estavam escritos para este mesmo juízo, homens ímpios, que convertem em dissolução a graça de Deus, e negam a Deus, único dominador e Senhor nosso, Yeshua o Messias." (Jd. 4)

OPA! Nos originais não está assim não!
Y'hudah 4: "Pois certos indivíduos, que já haviam sido sentenciados muito tempo atrás para esta condenação, infiltraram-se no meio de vocês - pessoas ímpias que pervertem a Graça Divina ao transformá-la em licença para a devassidão e renegam nosso Único Mestre e Senhor, Yeshua, o Messias."

Engraçado, que não é só este texto que o poder papal adulterou para defender a herética doutrina da trindade:

I João 5:7 e 8 aparece assim no original:
7. oti treis eisin oi martirountes
8. to pneuma kai to udwr kai to`` aima kai`` oi`` treis eis en eisin
“Hoti treis eisin hoi martirountes”, “to pneuma kái to hidor kaito haima, kai hoi treis eis heneisin”.

Sua tradução literal seria:
“Porque três são os que testificam: o espírito, a água e o sangue e os três para um são”.

Algumas traduções da Bíblia trazem um acréscimo a este texto, que tem sido denominado – "as três testemunhas celestiais", por aparecer da seguinte maneira: "no céu: o Pai, a Palavra e Espírito Santo; e estes três são um. E três são os que testificam na terra”.
Por isso a Almeida antiga rezava assim: "Porque três são os que testificam [no céu o Pai, a Palavra e o Espírito Santo; e estes três são um. E três são os que testificam na terra] – o espírito, e a água e o sangue; e estes três concordam num".
Traduções modernas fiéis ao original não consignam as palavras, que aparecem entre parênteses na citação acima.

Embora esta declaração sobre as "três testemunhas celestiais" esteja em plena harmonia sem a teologia bíblica sobre a Trindade, ela não deve ser usada para prová-la, pelas razões que acabam de ser expostas.
Os comentaristas são unânimes em afirmar que João não escreveu a passagem em apreço, mas que teve sua origem na anotação ou nota marginal que um copista fizera no texto que estava copiando. Um outro copista achando-as inspiradoras e oportunas ele as introduziu num manuscrito posterior.
Nada melhor para condenar (o uso dessa passagem em defesa da Trindade) e concluir este estudo do que as sintéticas palavras de Vincent ao comentar I João 5:7-8:
"Estas palavras são rejeitadas pelo veredicto geral de autoridade da Crítica Textual".

Mateus 28:19

A expressão "em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo" não foram mencionadas em todas as citações de Matityáhu 28:19 nos escritos de Eusébio ANTERIORES AO CONCÍLIO CRISTÃO DE NICÉIA (325 d.E.C.) sob a supervisão do imperador Constantino.
O texto de Matityáhu (Mateus) 28:19 antes do referido Concílio era o seguinte: "Por esta razão, prossigam na jornada fazendo discípulos de todas as nações, imergindo-os em meu nome".
Ademais, Eusébio foi pressionado pelo bispo cristão Atanásio (que teve participação no Concílio de Nicéia) a fazer a "inserção" Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, e, caso não a fizesse, seria exilado para a Espanha conforme as palavras que ouvi do Rabino Joseph Shulam quando indaguei o mesmo sobre Matityáhu (Mateus) 28:19.
Portanto, Yeshua, sob este argumento supracitado, não fez menção a "em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo", tratando-se, pois de um acréscimo.
Infelizmente, este fato não é do conhecimento de todos.

COMO PODE UMA DOUTRINA, QUE É DEFENDIDA COMO SENDO BÍBLICA, SER NECESSÁRIA DE ADULTERAÇÃO NOS TEXTOS ORIGINAIS PARA SE SUSTER??????

ENCICLOPEDIA BRITÂNICA, 11a Edição, Vol.3 Pg 365-366, "A fórmula batismal foi mudada do nome de Yeshua o Messias para as palavras Pai, Filho e Espírito Santo pela Igreja Católica no 2º Século. " Volume 3 pag.82 "Sempre nas fontes antigas menciona que o batismo era em Nome de Yeshua o Messias."

ENCICLOPEDIA DA RELIGIÃO - CANNEY, pg 53 -- "A religião primitiva sempre batizava em Nome do Senhor Yeshua até o desenvolvimento de doutrina da trindade no 2° Século."

ENCICLOPÉDIA CATÓLICA DE 1913, Vol. 2, pg 365, “Aqui o Católico reconhece que o batismo foi mudado pela Igreja Católica”.

ENCICLOPÉDIA DA RELIGIÃO - HASTINGS, Vol. 2 pg 377-378-389. "O batismo cristão era administrado usando o nome de Yeshua. O uso da fórmula trinitariana de nenhuma forma foi sugerida pela história da igreja primitiva; o batismo foi sempre em NOME do Senhor Yeshua até o tempo do mártir Justino quando a fórmula da trindade foi usada”. Na página Hastings comentando Atos 3:28, diz: "NOME é o antigo sinônimo de pessoa. Pagamento foi sempre feito em nome de alguma pessoa, referindo-se a propriedade. Portanto alguém batizado em nome de Yeshua torna-se sua propriedade pessoal”. Nova Enciclopédia Internacional, Vol. 22 pg 477, "O termo ‘trindade’ se originou com Tertuliano, padre da Igreja Católica Romana”.

O que realmente faz e desfaz tudo é a Palavra de D'us, a verdadeira, sem as influências em suas traduções, sem as influências tendenciosas em suas interpretações.
Não somos nós, os homens, que temos negativas para descaracterizar a Yeshua, mas cremos na Revelação de D'us para nós, sem o legado papal de Roma.
Esta Revelação mostra Yeshua como Ele é, e não como os homens que separaram a Igreja de Israel, que criaram uma religião chamada "cristianismo", que espalharam a semente do anti-semitismo, que foram verdadeiros inquisidores e perseguidores dos fiéis, ditaram quem é Yeshua.
Isto sem falar sobre as outras atrocidades que eles fizeram em relação à sã doutrina, misturando paganismo com as Verdades de D'us = sincretismo.

Você, Jefté, quer ficar nesta "barca furada"? Faça bom proveito, depois, não vá dizer que ninguém te alertou...

avatar
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: A Composição de D'us

Mensagem por Convidad em Dom Out 28, 2012 3:14 am

para todos!

Jefté:

É uma total perda de tempo debater com você...
Por ausência de argumentos sólidos e insistência em usar a frágil teologia cristã, você cai no ridículo de dizer que usamos desculpas.

Você é assim, porque fica só na superfície das Escrituras, se acomodou nela...e sabemos que muitos ensinos ficam mesmo nesta superfície, porém as coisas mais complicadas de se entender, estão na profundidade delas.
Você é um dos sujeitos mais acomodados que já deparei na rede, tão acomodado que nem sequer faz o mínimo esforço para tentar entender certas coisas.

Essa teologia que você usa e crê, eu já usei, já cri e já ministrei na Igreja, ela é uma velha conhecida minha, não há nada de novo, de especial no que você escreve, são coisas do "arco da velha".

Continue crendo no que está escrito, usando a interpretação que você quiser, continue na sua zona de conforto, pois é fácil ler e crer, difícil é ler, meditar, inferir, pesquisar e orar.
O seu grande problema também é que você não sabe quem é Yeshua, não conhece verdadeiramente a Sua missão, o Seu chamado, o Seu legado profético, não sabe de onde Ele veio, o contexto e a época em que Ele viveu, enfim, só fica na leitura do que Ele declarou e pronto, já é o suficiente.

Por isso, as Escrituras já advertem: "Pelo que, amados, aguardando estas coisas, procurai que dele sejais achados imaculados e irrepreensíveis em paz e tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor, como também o nosso amado irmão Sha'ul vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada, falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição.

Vós, portanto, amados, sabendo isto de antemão, guardai-vos de que, pelo engano dos homens abomináveis, sejais juntamente arrebatados e descaiais da vossa firmeza; antes, crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador Yeshua HaMashiach.
A ele seja dada a glória, assim agora como no dia da eternidade. Amém!"
(2 Kefa 3:14-18);


"E, sendo ele consumado, veio a ser a causa de eterna salvação para todos os que lhe obedecem, chamado por D'us sumo sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque.

Do qual muito temos que dizer, de difícil interpretação, porquanto vos fizestes negligentes para ouvir.

Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de D'us; e vos haveis feito tais que necessitais de leite e não de sólido mantimento.
Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino.

Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal.

Pelo que, deixando os rudimentos da doutrina do Messias, prossigamos até a perfeição, não lançando de novo o fundamento do arrependimento de obras mortas e de fé em D'us, e da doutrina dos batismos, e da imposição das mãos, e da ressurreição dos mortos, e do juízo eterno.
E isso faremos, se D'us o permitir.
(Hebreus 5:9-14; 6:1-3).

Vai "jeftezinho", continua só no "leite"...

avatar
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Composição de D'us

Mensagem por MichelSá em Dom Out 28, 2012 7:13 am

Irmão Randfal,

Tudo bem? Você escreveu uma coisa pra mim e eu fiquei sem entender nada... Fala como se estivéssemos em lados opostos... O que eu escrevi anteriormente foi para o irmão Jefté...

Randfal, discordamos em outros assuntos em outros tópicos no fórum (falo da separação entre os judeus e gentios que você acha que ainda existe, e que eu discordo), mas no tocante ao conceito da divindade e papel de Yeshua no plano do Eterno, me parace que nós concordamos...

Yeshua é o Mashiach, não é igual ao Eterno... Yeshua é diferente do Eterno, que é o único e verdadeiro Deus, que é digno de adoração... Os argumentos que eu costumo usar quando explico isso para outroas pessoas são exatamente os mesmos que você...

Repito, Yeshua não é Deus... Yeshua é o Mashiach... O Eterno é Deus... SÓ O ETERNO É DEUS!!!

Veja, não sei se você percebeu, mas a minha fala é igual a sua!!!

Estamos do mesmo lado...

Quando falo de "Babilônia", não estou falando de Igreja A, B ou C, estou falando das idéias que Babilônia introduziu no "Corpo do Messias", você me entendeu??? Idéias como Trindade, Teologia da Substituição, Anulação da Torah, Yeshua ser como o Eterno... Etc...

Eu defendo as mesmas coisas que você!!!

Leia direito o que eu escrevo homem de Deus!!!

Por fim, tenha mais paciência com o irmão Jefté... Você parece mais que tá numa briga, não é isso homem de Deus... Temos que ensinar uns aos outros com LONGANIMIDADE... Tá lembrado... Então, relaxa homem!!!

Nós todos nascemos na Babilônia... Não é fácil sair dela... Também não é fácil tirar ela de dentro da gente... Lembre-se que o povo de Israel quando saiu do Egito carregou dentro de si muitos costumes dos egípcios pelo que o Eterno fez eles peregrinarem 40 anos no deserto até que os malditos costumes fossem exterminados para que eles pudessem entrar em Canaã... E veja, quantos que puderam entrar naquela terra??? Quantos morreram no meio do caminho??? Pois se não foi fácil para o povo de Israel (que viram o mar se abrir no meio, que viram a coluna de fogo que os guiava, que viram o maná cair do céu, que viram as pessoas falando em 70 línguas diferentes do nada quando Moshe recebeu a Torah...), mais difícil será para nós que não vemos nada com nossos olhos!!! Somos alimentados apenas pela nossa emunah (fé)... Isso é muito difícil!!! Por isso alguns nos chamam de loucos fundamentalistas e ignorantes em acreditar nas coisas que acreditamos!!!

Você já tem essa revelação como eu também a tenho... Mas nós não vamos conseguir enfiar isso goela-a-baixo nos outros... Lembre-se que Yeshua disse antes de sua ascenção aos céus que, depois que ele se fosse, era Ruach HaKodesh que trataria de nos ensinar tudo... A nossa parte é transmitir o que sabemos, mas só Ruach HaKodesh é que tem o lápis que escreve nas tábuas do nosso coração... Pois então... Calma, o Jefté vai chegar lá também...

Abração pra todos!!!

MichelSá
Moderador
Moderador

Mensagens Mensagens : 23

Cidade Cidade : Recife

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 13/10/2012

Religião Religião :
  • Judeu messiânico


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Composição de D'us

Mensagem por Convidad em Dom Out 28, 2012 3:00 pm

para todos!

MichelSá escreveu
Irmão Randfal,

Tudo bem? Você escreveu uma coisa pra mim e eu fiquei sem entender nada... Fala como se estivéssemos em lados opostos... O que eu escrevi anteriormente foi para o irmão Jefté...

Olá irmão MichelSá!

Veja bem, eu te fiz uma pergunta por causa do que você escreveu:
Irmãos,

Vamos abrir nossos olhos!!!

Você usou o termo no plural: IRMÃOS, por isso eu te questionei...

Leia direito o que eu escrevo homem de Deus!!!

Eu leio sim, mas já que conheço alguns que se comportam conforme a descrição que te apresentei = chamam a Igreja evangélica de "babilônia";
Ensinam que o nome "J esus" faz parte de um deus do paganismo;
Aceitam a circuncisão do gentio, o tipo da sua fala me fez te questionar sobre estas coisas, não se ofenda por favor, e me perdoe se te aborreci.


Por fim, tenha mais paciência com o irmão Jefté... Você parece mais que tá numa briga, não é isso homem de Deus... Temos que ensinar uns aos outros com LONGANIMIDADE... Tá lembrado... Então, relaxa homem!!!

Não se preocupe com isso não, já que você é novo aqui no fórum...já tive longos e extensos debates com o Jefté, já fui longânimo demais, não só eu, mas o irmão Xan e o irmão Diego também, pode conferir.
Uma vez tive até que editar algumas de suas palavras por fazerem alusão ao anti-semitismo, então, se você se deparar com debates discorrendo desta forma, não se alarme, é porque a coisa começou muito bem, e veio "esquentando" ao longo do tempo.
Algumas pessoas merecem ouvir certas coisas, escritas de certos modos, inclusive eu mesmo!

Às vezes, gosto de fazer minhas as palavras do irmão Xan:
Faço minhas as palavras do irmão Xan:
"Existem pessoas que simplismente utilizam este espaço como um passa-tempo e utilizam as Escrituras de forma torcida só para "dar conversa" e se esquecem que um dia terão que prestar contas ao Altíssimo pela confusão que fazem". http://www.torahweb.net/t1301p100-o-fim-da-lei-e-o-messias

MichelSá escreveu:
Você já tem essa revelação como eu também a tenho... Mas nós não vamos conseguir enfiar isso goela-a-baixo nos outros... Lembre-se que Yeshua disse antes de sua ascenção aos céus que, depois que ele se fosse, era Ruach HaKodesh que trataria de nos ensinar tudo... A nossa parte é transmitir o que sabemos, mas só Ruach HaKodesh é que tem o lápis que escreve nas tábuas do nosso coração... Pois então... Calma, o Jefté vai chegar lá também...

Abração pra todos!!!

Não fiquei nervoso com o Jefté, mas confesso que já me aborreci com ele...
Este modo de tratá-lo aqui no fórum é em contrapartida referente às coisas que ele escreve.
Gosto também de me referir ao irmão Sharing, que tem a mesma visão do Jefté, mas escreve com sensatez, e em nenhum momento houve a necessidade de editar nada do que ele postou.

Concordo com você, temos que transmitir as Verdades de HaShem, porém não podemos tolerar certas declarações.
Uma vez postei o seguinte:

"Quero deixar claro que tenho um imenso prazer em responder muitas das questões que leio neste fórum, e também em outros.

Mas infelizmente há pessoas que, como eu já disse antes: "não sei por que ao invés destes irmãos lerem antes e depois tentarem entender, eles dizem o que nunca afirmamos.
Agora, o problema é que, nem o que a gente escreve eles tentam entender (mesmo com várias explicações), quanto mais o que está escrito na Bíblia!".

Creio que este irmãos não se preocupam em aprender, e sim contrariar os outros, usando artifícios e argumentos ilógicos e incoerentes.
Discordar é um direito nosso, mas com coerência.

Existem certos temas que já foram abordados várias vezes, já foram esclarecidos várias vezes, e mesmo assim alguns insistem em trazer o que já foi explicado inúmeras vezes para outro tipo de tópico.
Como se a resposta que déssemos fosse algo invisível, é como se nunca tivéssemos tratado destes temas outras vezes com as mesmas pessoas.

Repito de novo:
Mais uma vez a gente escreve, escreve, e aparece aqueles que não fazem o mínimo esforço para tentarem entender o que escrevemos, e ainda citam coisas que nunca dissemos"
E acrescento: por não tentarem entender o que escrevemos, estes interpretam intencionalmente o que citamos para afirmarem o que nunca dissemos, e continuarem em suas investidas para insistirem em contrariar os outros."
http://www.torahweb.net/t1301p100-o-fim-da-lei-e-o-messias

Que o Eterno te ilumine, no Messias!
avatar
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: A Composição de D'us

Mensagem por Convidad em Seg Out 29, 2012 9:57 pm

para todos!

Um breve resumo histórico:



























avatar
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: A Composição de D'us

Mensagem por Convidad em Ter Out 30, 2012 3:50 pm

para todos!


É muito fácil para um ignorante sair catando textos nas Escrituras para usá-los na defesa de sua crença.
Mas, como já diziam os estudiosos: "texto, sem contexto, é pretexto para heresia".

É muito fácil citar textos isolados e afirmar "está escrito", quando o verdadeiro discípulo de Yeshua dever buscar o entendimento por completo, e não as "migalhas" que a teologia cristã oferece.
Estes textos acima já foram aqui no fórum detalhadamente explicados, em harmonia com o contexto bíblico geral e com a tradução original, e aí vem o "rei do repeteco", de novo, repetindo os mesmos textos para defender a mesma doutrina de Roma = TEOLOGIA DA SUBSTITUIÇÃO.
Poderia eu postar aqui vários textos que retiram estes acima dos grilhões da interpretação romana e coloca-os em seu devido lugar, em harmonia com a Revelação.

Mas isto já foi feito, este tipo de comportamento romano já refutamos aqui muitas vezes, para a Glória de D'us.
Infelizmente, tem gente que quer continuar em Roma....

Para os que se interessam pela Verdade, leiam http://www.torahweb.net/t104-a-teologia-da-substituicao?highlight=substitui%C3%A7%C3%A3o

http://www.torahweb.net/t1345-as-incoerencias-da-teologia-crista?change_version=prosilver&highlight=A+Teologia+da+Substitui%C3%A7%C3%A3o
avatar
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: A Composição de D'us

Mensagem por Convidad em Qua Out 31, 2012 2:33 am

para todos!

Cremos que todos os que creem nas Escrituras, sabem que ela não se contradiz.
O que se contradizem são as interpretações que adaptam os textos às suas doutrinas.
Não podemos ignorar os textos que os indoutos e inconstantes usam para alegar alguma coisa, mas analisá-los em relação aos demais textos que tratam do mesmo assunto.

Se houver diferença, não é porque há contradição nos textos, mas é porque há contradição na maneira de interpretá-los, pois o sujeito pensa que o texto fala de uma coisa, e o restante das Escrituras mostram que o sujeito está mais do que equivocado.

Não são os textos que fazem parte da teologia cristã (aliás, ninguém afirmou isto aqui, isto é alucinação de quem diz), mas a teologia cristã é que se utiliza dos textos para ratificar suas doutrinas, elas sim fazem parte da teologia cristã, juntamente com suas interpretações.

Muitos versos das Escrituras dizem muitas coisas, lembremo-nos que hasatan quis usar versos das Escrituras contra o Mashiach, até mesmo os ateus gostam de usar versos sagrados para tentar provar que a Bíblia é falível.
A diferença é que muitos querem ficar com as muitas coisas que os versos dizem, segundo as imaginações, idéias, religião de cada um....mas há uma interpretação que é a correta, e esta, só os que buscam encontrarão: "Toda a Escritura é inspirada por D'us e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de D'us seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra." (2 Timóteo 3:16,17).

Ora, se cada um disser tantas coisas que os versos tanto dizem, como aprenderão corretamente os que ouvem?
Como serão repreendidos?
Como serão corrigidos?
Como serão educados na retidão, habilitados para toda boa obra?

Ah! Segundo a interpretação de cada um que diz tantas coisas, cada um decide seguir o caminho que quiser, a religião que quiser, a doutrina que quiser!

Como já dizia o famoso e saudoso Steve Jobs: "Não caia na armadilha do DOGMA, que é viver com os resultados do pensamento de outra pessoa...
tenha coragem para seguir sua intuição...E PERMANEÇA SEMPRE FAMINTO!"
(Steve Jobs - 1955 - 2011).

avatar
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: A Composição de D'us

Mensagem por Convidad em Qua Out 31, 2012 3:50 pm

para todos!

O apóstolo Kefa já advertia (postarei mais uma vez):

"...e tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor, como também o nosso amado irmão Sha'ul vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada, falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição."

Os versos que sempre são empregados dentro do contexto servem para desmascarar as "sobras", e as idéias contrárias, POR QUE SERÁ???

Porque as "sobras" e as idéias contrárias torcem e distorcem as Escrituras, não importa se é judeu, cristão, pagão, etc...
Nenhum seguimento detém qualquer direito autoral do verdadeiro entendimento das Escrituras, quem diz isto está com "chôrorô", "birra de criança", porque não vê alternativa diante de tantas tentativas inúteis de fazer valer sua doutrina.
E o mais interessante, é que não precisamos estudar teologia alguma para vermos as falhas no cristianismo, basta termos boa vontade, coragem e disposição para buscarmos a Verdade, na própria Bíblia e nos relatos históricos.

Aliás, falando das "sobras", sobrou espaço, imaginação e conveniência para muita gente, por isso existem mais de 5.000 denominações cristãs, sendo assim, como não "sobra" pra ninguém???
E só porque a maioria crê na trindade, eles estão certos???
Só porque a maioria crê que a Torah foi abolida, eles estão certos???
A maioria é que "manda"???

Os espaços que "sobraram" (teológicos, doutrinários, eclesiásticos, denominacionais) estão aí, podem ocupá-los quem quiser....
avatar
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: A Composição de D'us

Mensagem por Convidad em Sex Nov 02, 2012 12:39 am

para todos!

Como já dizia Salomão: "O homem avisado encobre o conhecimento, mas o coração dos tolos proclama a estultícia." (Provérbios 12:23).

Nunca ouvi um ateu falar sobre estas coisas desta forma...só um ignorante e desinformado afirmaria isto.
Alguma vez nós aqui no fórum, que defendemos a Restauração das raízes em Israel e refutamos o legado religioso de Roma, alguma vez dissemos que somos "A ÚNICA NÃO INCLUSA", ou "a única certa e única que deveria existir"???

Ou será que cremos que D'us não deu o livre arbítrio aos seres humanos?
Que D'us nunca permitiu que o homem servisse a quem ele quisesse, ou criasse a sua própria religião?
Que D'us nunca permitiu que pessoas como o "dito cujo", seguissem uma religião atrelada ao paganismo, dizendo-se servir a D'us e ao Messias?

Aí está a estupidez dos ignorantes: quando eles não têm saída, começam a falar o que ninguém afirmou.
O "dito cujo" não tem a mínima idéia do trabalho que realizamos junto à Igreja, de como nós que lutamos pela Restauração, estamos ajudando e apoiando quem realmente quer um retorno às raízes da Fé, antes da influência de Roma.
Este "dito cujo" não sabe que eu ainda frequento uma Igreja evangélica, e que meu irmão é diácono lá e firme comigo na Restauração.
Muitos irmãos nos procuram querendo aprender e sair de Roma, irmãos que abriram os olhos para a realidade da Igreja e de sua doutrina.

Todos aqui do fórum que defendem a Restauração jamais afirmaram que a sua Fé é a única que deveria existir, ou a única certa, nunca tivemos esta pretensão.
Para nós, o que cremos é verdadeiro, assim como é para o "dito cujo" verdadeiro o que ele crê, como é para o ateu, o budista, o muçulmano, etc.
O problema é que estes inconstantes, usam as Escrituras para defender suas crenças e tentam refutar o que anunciamos, tanto é que o "dito cujo" está aqui, num fórum judaico-messiânico pelejando, pelejando, nadando, nadando e morrendo na praia, só dando cabeçadas...

É um direito dele, porém não somos obrigados a tolerar certas falácias, tolices, meninices, calúnias, anti-semitismo, etc.
Quantos artigos e estudos nós postamos aqui, a fim de que pessoas como este "dito cujo" analisassem, tirando suas conclusões e refutando à altura, com sensatez.

Vamos deixar que o "dito cujo" desabafe em suas crises de consciência...só é preciso que ele tome cuidado com as palavras.
avatar
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Composição de D'us

Mensagem por Convidad em Sex Nov 02, 2012 4:16 am

para todos!

Um pouco mais sobre a história do cristianismo:

"Você ja parou para refletir sobre o porquê do Império Romano, dominador de Israel, destruidor de Jerusalém e inimigo ferrenho dos judeus, ter aderido a "fé" em Yeshua, um judeu, e absorvido o que lhes interessava da fé judaica exposta nas Escrituras em geral, adotando-a parcialmente?

Neste resumo apresentaremos alguns fatos que comprovam o porquê do paganismo romano ter aderido facilmente parte da Fé Messiânica em Yeshua, testemunhada pelos discípulos judeus e gentios messiânicos, transformando-a em “catolicismo romano”, uma nova religião baseada em conceitos absorvidos de outros seguimentos religiosos mais antigos.

O deus Mitra

Mitra pertence às mitologias persa, indiana e romana. Na Índia e Pérsia representava a luz (deus solar). Representava também o bem e a libertação da matéria. Chamavam-na de "Sol Vencedor".
Algumas peculiaridades do mitraísmo foram agregadas a outras religiões, como o cristianismo romano.
Por exemplo, desde a antiguidade, o nascimento de Mitra era celebrado em 25 de dezembro, mais tarde o catolicismo substituiu o deus Mitra por Yeshua, porém a data de nascimento continuou sendo celebrada conforme o mitraísmo, com exceção do aniversariante, pois Yeshua nasceu em meados de setembro e outubro, quando é celebrada a Festa de Sucot(Tabernáculos)em Israel até os dias de hoje.
Mitra foi adorado por quase todos os soberanos persas: Ciro o reverenciava; sob Dario houve um breve eclipse, pois este, segundo alguns especialistas, era partidário de Zoroastro; porém a crença em Mitra reaparece com Artaxerxes.
A partir do século II o culto a Mitra era dos mais importantes eventos no Império Romano e numerosos santuários (Mithraea, singular Mithraeum) foram construídos. A maior parte eram câmaras subterrâneas, com bancos em cada lado, raras vezes eram grutas artificiais.
Imagens do culto eram pintadas nas paredes, e numa delas aparecia quase sempre Mithras que matava o touro sacrificial. Mitra retorna ao primeiro plano como deus do sol, dos juramentos e dos contratos, sob a influência dos Magos.
No Panteão dos Deuses avésticos, Mitra seria filho de Anihata ou Anahita, a gênia feminina do fogo, uma espécie de Virgem Imaculada, “Mãe de Deus”.
É a única figura feminina associada a Mitra, pois este permanecerá celibatário por toda a vida, exigindo de seus admiradores a prática do controle de si, a renúncia e a resistência a toda forma de sensualidade.
Curioso é a biografia do rei Mitrídate VI Eupator, rei do Ponto, anterior ao nascimento do Messias Yeshua. Seu nascimento foi anunciado por um cometa, um raio caiu sobre o recém-nascido, deixando-lhe uma cicatriz. A educação deste rei é uma longa série de provas de iniciação. É visto durante sua coroação como uma encarnação de Mitra. A biografia real é muito próxima do Natal cristão.
No mitraísmo,o Mitra é um deus de forma humana e Yeshua é igualmente considerado um deus dentro do cristianismo católico e derivados, mesmo que a mensagem principal dos Evangelhos em conformidade com as profecias dão ênfase a um Messias carnal descendente da linhagem do Rei David gerado milagrosamente pelo poder do Criador, e não um pseudo deus encarnado.
No tocante ao culto e à liturgia, estes se faziam no interior do Mithraeum e na presença dos fiéis.
A liturgia constava de ofícios e orações; manducação de pão e sumpção de água e vinho, acompanhadas de fórmulas sagradas; danças de luzes e fórmulas de êxtase; orações ao nascer do Sol, ao meio-dia e ao ocaso. As festas realizavam-se no sétimo mês do ano, mas todos os meses se festejava uma semana inteira, sendo cada dia destinado a um planeta. Comemorava-se, de modo especial, o dia natalício do deus (NatalisInvicti), a 25 de dezembro.

De Mitraísmo à Catolicismo Romano

O fim do mitraísmo coincide com o seu zênite no século III d.C. e vem acompanhado da entronização do "cristianismo" como religião do Império Romano. O imperador romano Constantino manifestou uma certa simpatia pelo mitraísmo, principalmente na sua versão de “Sol invictus”.
Quando este primeiro imperador "cristão" colocou todas as religiões pagãs na clandestinidade, porém poupou os mitraístas pois estes possuíam muita influência junto aos militares romanos que eram a força e alicerce do Império.
O mitraísmo sobreviveu em Roma até 394 sendo que a Basílica de São Pedro foi construída sobre o local do último culto mitraíco: o Phrygianum.
A partir daí, o cristianismo construiu, boa parte de seus templos, acima de cavernas que continham Mithrae, seja em Roma seja nas províncias do Império. A catedral de Canterbury e a de São Paulo em Londres, o mosteiro do Monte Saint-Michel e algumas catedrais em Paris estão construídas sobre antigos Mithraeum em ruínas.
Os pontos comuns entre o cristianismo romano e derivados e o mitraísmo são inúmeros.
O nascimento do Messias é anunciado por uma estrela assim como o de MitridateEupator.
Ambos são nascidos de uma Virgem Imaculada que toma o nome de “Mãe de Deus”.
Segundo o catolicismo, a caverna e a gruta são os locais de nascimentos tanto de o Messias quanto de Mitra.
A presença de pastores e de seu rebanho também estão presentes em ambos os nascimentos. A gruta de Belém é prenhe de luz e Mitra é um deus solar. Além do mais, o ouro, símbolo do Sol, tem uma importância crucial na liturgia cristã.
D’us é Amor, mas também é Luz. Segundo o catolicismo romano, o nascimento dos dois deuses foi a 25 de dezembro, solstício de Verão no Hemisfério Norte.
Sabe-se que o Messias não teria nascido no dia 25 e que, somente com o fim do mitraísmo, a Igreja Cristã, “cristianizou” o dia como a festa do Natal. Tanto o Messias Yeshua como Mitra eram castos e celibatários.
Todas as duas religiões são fundadas sobre um sacrifício salvador do Mundo, mas com a morte do Messias, o cristianismo tira a sua vantagem e sua superioridade. A morte do Touro encontra um símile na luta de São Jorge com o dragão. A vontade de neutralizar as potências do mal, a guerra entre as duas potências e a vitória do Bem.
A consagração do pão e do vinho estão presentes entre os cristãos e os iniciados de Mitra. No grau de Soldado (Miles), o iniciado é marcado com uma cruz de ferro em brasa sobre a fronte. A imortalidade da alma e a ressurreição final. As igrejas antigas possuem criptas subterrâneas que evocam os templos mitraícos.
A fraternidade e o espírito democrático das primeiras comunidades cristãs se assemelham muito ao mitraísmo. A fonte jorrando da rocha, a utilização de sinos, os livros e as velas, a água santa e a comunhão, a santificação do Domingo (fora da tradição judaica do Sábado em conformidade com a originalidade do Mandamento Divino).
O deus sol presente nas imagens do mitraísmo e catolicismo.
O dia separado pelo paganismo em geral que considerava o sol o deus da luz é o domingo, isto é, o dia do sol, sunday.
Baseado neste fato foi muito simples para o catolicismo romano manipular alguns textos bíblicos e alterar o Evangelho de Marcos, contradizendo os outros evangelhos e profecias que narram o mesmo fato da ressureição de Yeshua e assim o catolicismo invalidou a observância original do 4º Mandamento, mantendo o dia pagão de adoração ao sol."




BIBLIOGRAFIA

BARBAULT, Anne, Introdução à Astrologia, Ed. Nova Fronteira, Rio de Janeiro, 1991.
CHEVALIER, J. eGheerbrant, A. Dicionário de Símbolos, José OlimpioEditôra, Rio de Janeiro, 1988.
COIL, Henry Wilson, Coil’s Masonic Encyclopedia, Macoy Publishing & Masonic Supply Co., Inc., Richmond, Virginia, 1995.
ELIADE, Mircea, História das Crenças e das Idéias Religiosas, IV vols., Zahar Ed., Rio de Janeiro, 1983.
ELIADE, Mircea, Iniciaciones Místicas, Ed. Taurus, Madri, 1975.
EncyclopaediaBritannica, 30 vol., 1982
FARIA, Romildo de (org.), Fundamentos de Astronomia, ed. Papirus, Campinas, 1987.
FRANZ, Cumont, Astrology and Religion among the Greeks and Romans, Kessinger Reprints (1912), Montana, s/d.
FRANZ, Cumont, Mysteries of Mithra, Kessinger Reprints (1910), Montana, s/d.
FRANZ, Cumont, Oriental Religions in Roman Paganism, Kessinger Reprints (1911), Montana, s/d.
FRAU ABRINES, Lorenzo, DiccionarioEnciclopédico de la Masonería, vol. v, Editorial del Valle de Mexico, México, 1976.
FRAZER, James George, O Ramo de Ouro, Círculo do Libro – Zahar, São Paulo, 1986.
GIBBON, Edward, The History of the Decline and Fall of the Roman Empire, III vols., The Penguin Press, England, 1994.
GROUSSET, R. e LÉONARD, E.G. Encyclopedie de la Pléiade - Histoire Universelle, III vols., LibrairieGallimard, Paris, 1957.
HALL, M.P. An Encyclopedic Outline of Masonic, Hermetic, Qabbalistic and Rosicrucian Symbolical Philosophy, Golden Anniversary Edition, The Philosophical
avatar
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: A Composição de D'us

Mensagem por Convidad em Sex Nov 02, 2012 3:29 pm

para todos!

Eu não disse que o "dito cujo", por mais que se prove com o testemunho da história, de que há falsidade e paganismo no cristianismo, ele iria ignorar dizendo ser qualquer coisa?

A bibliografia destas verdades estão no final do relato que postei, é só pesquisar, mas o "dito cujo" segue defendendo o vaticano...parece até um padre fanático!
O "dito cujo" crê segundo Roma instituiu, por séculos, e daí???
Se existe esta falsidade há séculos, quer dizer que ela é a Verdade???

"Imagina os cristãos que creram e receberam Yeshua e já tinham sua fé e morriam por ela e nela - e agora pela ordem dum imperador romano (Constantino) iam eles abandonar sua fé e adulterar o próprio manuscrito por causa do suposto concílio e sua decisão ???" http://www.torahweb.net/t1340-crer-nas-palavras-do-messias
Vimos que "dito cujo" crê que o concílio de Nicéia, um dos grandes concílios do cristianismo, afirmado e confirmado por todos os líderes cristãos no mundo inteiro, todo ele documentado em acervo e à disposição de historiadores e pesquisadores, ele crê que é algo suposto...tamanha é a sua cegueira, o seu fanatismo.

Aqui está um testemunho de um padre, em exercício, do catolicismo:



Se uma liderança do cristianismo admite e declara em público que houve a cristianização do paganismo, como este "dito cujo" não consegue ver a Verdade???
É porque ele não segue a Verdade, e sim a religião, que aprisiona o homem, que o cega.
avatar
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: A Composição de D'us

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum