Últimos assuntos
» Os cinco pastores mais rico do Brasil
Ter Ago 21, 2018 11:45 pm por Leite de Oliveira

» 666
Seg Ago 20, 2018 8:48 pm por Leite de Oliveira

» Pena de morte para bandidos
Seg Jun 19, 2017 6:50 am por Isaque palazon

» Os 7 (sete) Espíritos de YHWH
Qua Fev 22, 2017 12:16 am por azzi

» Apresente-se aqui
Qua Nov 23, 2016 2:40 pm por Paulo Henrique Gasparino

» Viver em Israel - Imigração
Dom Nov 20, 2016 1:43 pm por Oziel rodrigues

» Judeus Messiânicos e suas heresias.
Sex Out 21, 2016 6:59 am por EderTe

» A "Fé Evangélica" é genuinamente bíblica?
Ter Out 18, 2016 9:35 pm por Roberto Gavazza

» 2 samuel 24:1 x 1 cronicas 21:1
Ter Out 18, 2016 7:17 pm por Roberto Gavazza

» Bnei Noach
Ter Out 18, 2016 3:27 pm por Roberto Gavazza

Menu
  Add a Favoritos

  Home Page

  Regras do fórum

  Portal

  Fórum

  Registre-se

  Quem somos

  Normas e Dicas

  Estudos biblico

  Mapa de Israel

  História de Israel

  Aula de Hebraico

  Dicionário biblico

  Biblia em Hebraico


Calendário biblico
Estatísticas
Temos 4255 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de Gibassan

Os nossos membros postaram um total de 16985 mensagens em 1199 assuntos

Judeus Messiânicos e suas heresias.

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por Camilo em Sab Jul 31, 2010 5:37 am

Paz seja com todos.

Xã se vc não crê em uma Divindade Triteista, Parabens!
Tiago disse "Crês tu que D'eus é um só , fazes bem..."
Reafirmo D'eus é visto no Filho, a expressa imagem do D'eus invisivel.
Judas 4 "Negam nosso ÚNICO Soberano e S'enhor, Yeshua Hamashiah."
Xã o versiculo I João 5:7 "São três que dão testemunho no céu..." é um verso apócrifo acrescentado por Yerônimo ao traduzir a Vulgata Latina.
David Flusser provou que Mateus 28:19 também é apócrifo.

Romário ele Yeshua sendo o próprio D'eus não teve por usurpação se considerar igual a D'eus coisa que poderia se aferrar- Filipenses.
Nos reinos antigos os Babilonios ,césares ou faraós sendo homens mortais tinham em seu corações o ser igual a D'eus, já o Mashiah subsistino em forma de D'eus tomou a forma humana de um servo, mas paulo diz que é para toda lingua confessar que Yeshua é YHWH.
Confessa quem quiser! Eu confesso!
Eu disse que em João cap.12 diz que Isaias viu a Glória de Yeshua e dele falou, isso aconteceu no cap.6 de Isaias, diz que no ano em que morreu Uzias, Isaias viu Yeshua assentado sobre um alto e sublime trono, Ezequiel também viu a Glória de Yeshua.
Ezequiel cap.1
26 E sobre o firmamento, que estava por cima das suas cabeças, havia uma semelhança de trono, como a aparência duma safira; e sobre a semelhança do trono havia como que a semelhança dum homem, no alto, sobre ele.
27 E vi como o brilho de âmbar, como o aspecto do fogo pelo interior dele ao redor desde a semelhança dos seus lombos, e daí para cima; e, desde a semelhança dos seus lombos, e daí para baixo, vi como a semelhança de fogo, e havia um resplendor ao redor dele.
28 Como o aspecto do arco que aparece na nuvem no dia da chuva, assim era o aspecto do resplendor em redor. Este era o aspecto da semelhança da glória do Senhor...
Hebreus 1 "Mas do Filho diz , o teu Trono ó D'eus subsiste pelos séculos dos séculos"
Quando D'eus disse que o Filho era YHWH em seu trono?
Está escrito em Salmos 45:6 "O teu Trono ó YHWH..."
O cap.1 de hebreus diz que o Filho é o Próprio YHWH.



Dos dois versículos explicitamente trinitarianos no NT, um é comprovadamente apócrifo (1 Jo 5:7) e outro tem suspeita de ser apócrifo (Mt 28:19).



Conforme o Dr. Bruce Metzger, uma das maiores autoridades atuais sobre os manuscritos gregos do Novo Testamento, todos os manuscritos gregos mais antigos do Novo Testamento (datados dos séculos II e III) omitem as palavras "no céu: o Pai, a Palavra e o Espírito Santo; e estes três são um. E três são os que testificam na terra" em 1Jo 5.7-8. Estas palavras só começaram a aparecer em comentários e sermões sobre o texto de 1João no final do século IV e, muito posteriormente, em um manuscrito latino do século XIII. Segundo o Dr. Metzger, as palavras aqui em questão podem ter sido o comentário que um copista (pessoa encarregada de copiar a Bíblia na Idade Média) fez na margem do pergaminho em que trabalhava; um copista posterior, ao tomar o manuscrito mencionado como texto base para sua cópia, incorporou o comentário marginal do seu outro colega ao texto bíblico, erro que mais recentemente foi descoberto sem grandes dificuldades pela comparação dos manuscritos mais recentes com os mais antigos.



O texto de 1 Jo 5:7 foi adicionado a fórmula trinitariana por descuido daquele que escrevia sua particular interpretação às margens do texto sagrado e o copista posterior ficou inseguro se considerava como texto sagrado ou não. Isto ocorria freqüentemente com os escribas latinos. Esta incorporação ocorreu entre os anos de 250 a 350 d.C. O texto de 1 Jo 5:7 nasceu na Vulgata. Não constava nos antigos textos gregos, na peshitta e no siríaco antigo. 99% dos manuscritos gregos NÃO trazem 1 Jo. 5:7 – portanto, certamente não faz parte do texto original.



“O texto dos vv. 7-8 está acrescido na Vulg. de um outro inciso (aqui embaixo entre parênteses) ausente dos antigos mss gregos, das antigas versões e dos melhores mss da Vulg., o qual parece ser uma glosa marginal introduzida posteriormente no texto: “Porque há três que testemunham (no céu: O Pai, o Verbo e o Espírito Santo, e esses três são um só; e há três que testemunham na terra): o Espírito, a água e o sangue, e esses três são um só.” (A Bíblia de Jerusalém, Edições Paulinas, 9ª edição revista, 6ª impressão, 1993, nota de rodapé: x, p. 2291/2292).



Na NVI não consta esse acréscimo e na Bíblia de Estudo NVI (Editora Vida, 2001), na nota de rodapé de I João 5:7-8 (p. 2155), consta: “Mas esse acréscimo não se acha em nenhum manuscrito ou tradução do NT anterior ao séc. XVI.”



A Bíblia Anotada (Charles Caldwell Ryrie, Editora Mundo crente, 1ª edição brasileira, 1991), traz entre colchetes o acréscimo de I João 5:7-8, e, na nota de rodapé (p. 1580), consta: “O v. 7 deveria terminar na palavra testemunho. O restante do v. 7 e parte do v. 8 não estão em nenhum manuscrito grego antigo, mas apenas em manuscritos latinos posteriores.”



Na Bíblia de estudo Batalha Espiritual e Vitória Financeira (Morris Cerullo, Editora Central Gospel, 2007), na nota de rodapé (p. 1663) consta: “Alguns manuscritos da Vulgata dizem testemunho no céu: o Pai, a Palavra e o Espírito Santo, e estes três são um. E há três que testificam na terra: o Espírito, (isto não consta em nenhum manuscrito grego anterior ao século doze).”



A Bíblia João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada: “Todo conteúdo entre colchetes é matéria da Tradução de Almeida, que não se encontra no texto grego adotado.”



estudo Batalha Espiritual e Vitória Financeira (Morris Cerullo, Editora Central Gospel, 2007), na nota de rodapé (p. 1663) consta: “Alguns manuscritos da Vulgata dizem testemunho no céu: o Pai, a Palavra e o Espírito Santo, e estes três são um. E há três que testificam na terra: o Espírito, (isto não consta em nenhum manuscrito grego anterior ao século doze).”

Segundo o professor de Judaismo do Período do Segundo Templo, da Universidade Hebraica de Jerusalém, David Flusser em seu Livro "Judaismo e Origens do Cristianismo", Vol. 1, pag. 156 a expressão "em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo" não foram mencionadas em todas as citações de Mateus 28:19 nos escritos de Eusébio anteriores ao CONCÍLIO DE NICÉIA (325 d.C), sob a supervisão do Imperador Constantino. O texto de Mateus 28:19 antes do referido Concílio era o seguinte: IDE E TORNAI, TODOS OS GENTIOS DISCÍPULOS EM MEU NOME, ENSINANDO-OS A OBSERVAR TUDO O QUE VOS ORDENEI.



No Compendio da História da Igreja de Autoria do Frei Dagoberto Romag, Vol. 1, intitulado "A Antiguidade Cristã", Editora Vozes pag. 90-93 e 143-145 diz que a ordem do Batismo escrita em Mateus 28:19, saiu da Pena de Tertuliano no ano 197 d.C.



O trabalho de Eusébio nos mostra que, segundo os textos originais, a ordem de Yeshua foi para que batizassem em Seu nome. Escritos deste mesmo autor, posteriores ao concílio de Nicéia, no qual foi tratada a crença em uma trindade, apresentam o texto segundo as versões modernas atuais (batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo). Assim, fica evidente a influência do concílio de Nicéia na mudança intencional de Mateus 28:19, do texto original, para o que temos nas Bíblias de hoje. Não há um relato sequer na Bíblia de um batismo realizado em nome de Pai, Filho e Espírito Santo, conforme apresentado nas traduções modernas de Mateus 28:19. Todos são feitos em nome de Yeshua haMashiach. Vemos, portanto, que o texto de Mat. 28:19, da forma com lemos nas Bíblias modernas, não se harmoniza com o todo das Escrituras. Algumas pessoas, para defender a validade do texto de Mat. 28:19 da forma como se apresenta nas Bíblias modernas, dizem que tudo era feito em nome de Yeshua naquela época porque então o nome de Yeshua era o objeto de discussão entre os judeus e os apóstolos. Todavia, quando analisamos o texto de Atos 19, este argumento cai por terra:



“Paulo, ... chegou a Éfeso e, achando ali alguns discípulos, disse-lhes: Recebestes vós já o Espírito Santo quando crestes? E eles disseram-lhe: Nós nem ainda ouvimos que haja Espírito Santo. Perguntou-lhes, então: Em que sois batizados, então? E eles disseram: No batismo de João. Mas Paulo disse: Certamente João batizou com o batismo do arrependimento, dizendo ao povo que cresse no que após ele havia de vir, isto é, em Yeshua haMashiach. E os que ouviram foram batizados em nome do Senhor Yeshua. E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e falavam línguas e profetizavam.” Atos 19:1-6. (Bíblia Versão Almeida Revista e Atualizada)



A passagem acima relata o caso de alguns crentes em Éfeso que haviam recebido o batismo de João, o batista. Eles disseram a Paulo: “nem ainda ouvimos que haja Espírito Santo”. É evidente, portanto, que não foram batizados em nome do Pai, Filho e Espírito Santo como é ordenado em Mat. 28:19. Se tivessem sido batizados em nome dos três, certamente teriam ouvido falar da existência do Espírito Santo. A passagem ainda relata que foi após estes crentes terem sido “batizados em nome do Senhor Yeshua” que “veio sobre eles o Espírito Santo” e falavam em línguas e profetizavam. Vemos que o próprio céu reconhecia o batismo em nome de Yeshua. Fica claro que os discípulos não batizavam na época em nome de Yeshua por ser este o nome em disputa com os judeus, mas sim o faziam em obediência à ordem de haMashiach.



Os crentes Efésios haviam sido batizados em um batismo diferente (neste caso, o batismo de João), mas foi apenas após serem batizados em nome de Yeshua que receberam o Espírito Santo. O céu não enviaria o Espírito Santo mediante o realizar-se um batismo diferente daquele que fora ordenado por Yeshua. Vemos, portanto, que Yeshua havia ordenado batizar em Seu nome, e o texto de Mat. 28:19, da forma como aparece nas Bíblias modernas, contém um erro de tradução, uma vez que não se harmoniza com diversas passagens das Escrituras contidas no livro de Atos. De fato, por pesquisar as Escrituras, vemos que Eusébio de Cesaréia não somente estava certo ao denunciar que o texto de Mat. 28:19 foi adulterado, como também na quanto a qual é o original desta passagem, que é harmônico com o todo das Escrituras:



“Portanto, ide e fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em Meu nome ...” Mateus 28:19.



Camilo
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 411

Inscrição Inscrição : 06/06/2010


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por Darley Avshalom em Sab Jul 31, 2010 8:09 pm

Eunice escreveu:

Isso é chamado de MONOTEÍSMO que é a crença somente em um único D'us.


Parabéns Eunice, isso é dimaisssssss!
Seria como o antigo aparelho 3 em 1.

Bem, para os judeus 3 é mais que 1. Se é mais que um é IDOLATRIA.

Darley Avshalom
Desativado
Desativado

Mensagens Mensagens : 368

Cidade Cidade : Primavera do Leste

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 13/09/2009


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por Xan Berg em Sab Jul 31, 2010 8:22 pm

Darley

Não é por nada não mas.... se aparecesse um "messias" segundo o perfil judaico ortodoxo, pode ter certeza que a idolatria teria as mesmas proporções.

Por quê será que YHWH não permitiu que soubessemos onde foi sepultado o corpo de Moshê avinu?


avatar
Xan Berg
Administrador
Administrador

Mensagens Mensagens : 2636

Idade Idade : 41

Cidade Cidade : Israel

País País : Israel

Inscrição Inscrição : 18/12/2008

Religião Religião :
  • Judeu messiânico


http://www.torahweb.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por Darley Avshalom em Sab Jul 31, 2010 8:26 pm

Pq com certeza iriam idolatrá-lo, como o caso do Efod de Yerubaal, ou da nachash de Moshê. Porém, o Mashiach não será um milagreiro.

Darley Avshalom
Desativado
Desativado

Mensagens Mensagens : 368

Cidade Cidade : Primavera do Leste

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 13/09/2009


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por Xan Berg em Sab Jul 31, 2010 8:29 pm

Darley Avshalom escreveu:Pq com certeza iriam idolatrá-lo, como o caso do Efod de Yerubaal, ou da nachash de Moshê. Porém, o Mashiach não será um milagreiro.





E se ele for.... qual o problema?

A maioria dos candidatos a mashiach que apareceram aqui em Israel eram milagreiros, inclusive o Rebe e os judeus acreditavam em seus milagres.


avatar
Xan Berg
Administrador
Administrador

Mensagens Mensagens : 2636

Idade Idade : 41

Cidade Cidade : Israel

País País : Israel

Inscrição Inscrição : 18/12/2008

Religião Religião :
  • Judeu messiânico


http://www.torahweb.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por Darley Avshalom em Sab Jul 31, 2010 8:42 pm

Estou falando que Mashiach será um governante, e não um milagreiro. Há diferenças em tudo isso. Moshê foi um governante e não milagreiro. Rebbe Z'L foi um líder e não um milagreiro. Moshê nos deu água e comida pela Yad vaShem. Rebbe curou pela mesma mão. Mesmo assim, suas memórias são de uma vida prática no estudo da TORÁ. Mashiach não deverá ser diferente, porém nossos dias são outros.
O tempo corre para que estas diferenças sejam acertadas, e os pontos colocados em seus devidos lugares.
!

Darley Avshalom
Desativado
Desativado

Mensagens Mensagens : 368

Cidade Cidade : Primavera do Leste

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 13/09/2009


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por Tatiana em Dom Ago 01, 2010 5:32 am

!

"...Porque as coisas que o Pai me deu para fazer - o que realizo agora - testemunham a meu favor, afirmando que o Pai me enviou." Jo 5.36

"Ademais, sua palavra não permanece em vocês, porque não confiam em quem ele enviou.

Vocês continuam a examinar o Tanakh por pensar que nele terão vida eterna. Essas mesmas Escrituras dão testemunho a meu respeito, mas vocês não querem vir a mim para ter vida!

(...) Vim em nome de meu Pai, e não me aceitaram; se outra pessoa vier em seu nome, a aceitarão.

(...)Não pensem que serei o acusador de vocês perante o Pai. sabem quem os acusará? Mosheh, aquele com quem vocês contam!

Se vocês realmente cressem em Mosheh, creriam em mim, porque ele escreveu a meu respeito. Mas se não crêem no que ele escreveu, como poderão crer no que digo?" Jo 5.36-47


avatar
Tatiana
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 546

Idade Idade : 52

Cidade Cidade : Rio de Janeiro

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 12/10/2009

Religião Religião :
  • Judeu messiânico


http://wwwbloggershalomcom.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por Romário N. Cardoso em Dom Ago 01, 2010 11:29 pm

Clap! clap! clap!

Estas foram as palavras de Yeshua...

Parabens Tatiana.
avatar
Romário N. Cardoso
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 81

Idade Idade : 44

Cidade Cidade : Minas Gerais

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 15/07/2010


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por Diego Yo'ets em Seg Ago 02, 2010 4:07 pm

Darley escreveu: Moshê foi um governante e não milagreiro

Que coisa heim.... Tocar nas águas e elas se repartirem, tocar na rocha e ela dar água, fazer um cajado virar serpentes etc e etc e etc...
Isso não é operar milagre ??? Fazer maravilha mediante o poder de D'us??

Só sendo mesmo!!

Agora de fato além de milagreiro Moshê foi um grande lider, e "seus" sinais apenas serviram para fortalecer a fé dos incrédulos, que mesmo vendo não criam.

Um detalizinho importante: O Messias será um Rei eterno, e se esperamos isso somente nessa vida somos os mais miseráveis dos homens.

o Mashiach não será um milagreiro.

Tens razão, Ele não será, ele É eternamente (Mq 5:2).

Infelizmente muitos acreditam que uma vida (máximo 130 anos) de um homem pode resolver os problemas eternos da humanidade, pois é isso que garante as profecias: gozo eterno. Se um reino justo e humano fosse capaz de resolver os problemas do mundo, o reinado de Davi, ou de Asa ou até mesmo de Salomão teriam sido suficientes.

As perguntas sem resposta são: Quando esse messias homem (não milagreiro) morrer a Terra permanecerá a salvo ?? Os homens nunca mais se corromperão, em memória a esse rei ? O cetro real nunca mais passará de Ysrael ?? Nenhuma nação se levantará contra Yerushalayim ?
Será mesmo que um reino humano nesta vida seria capaz de resolver esses "pobremas"???
avatar
Diego Yo'ets
Moderador
Moderador

Mensagens Mensagens : 2106

Idade Idade : 35

Cidade Cidade : Fortaleza-Ce

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 13/08/2009

Religião Religião :
  • Judeu messiânico


http://adonayechad.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por Camilo em Sex Ago 06, 2010 2:11 am

Bendito seja o Rei que vem em Nome de YHWH!
Maranata Yeshua Ha Mashiah.
avatar
Camilo
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 411

Cidade Cidade : Lorena sp

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 06/06/2010


Voltar ao Topo Ir em baixo

Defesa irracional da idolatria

Mensagem por peter cafe em Dom Set 04, 2011 5:02 pm

O PROVENÇAL escreveu:Amigo presbiteriano,

Refreie sua ira contra os judeus messiânicos. Sou católico e lembro que o primeiro rompimento com a doutrina da Igreja se deu em 1535 com Lutero e prosseguiu de forma ainda pior com Calvino, fundandor dos presbiterianos.
A Igreja Católica jamais mudou sua doutrina. Ela é a mesma desde o dia de Pentecostes. Muitos absurdos são arremessados contra o catolicismo. Quando os protestantes, como vc, arremessam pedras contra nós, nem sequer conhecem a nossa doutrina. Nos caluniam dizendo que "criamos" doutrinas em "concílios", quando o concílio acontece para reafirmar uma verdade de fé, quando se vê o perigo da confusão de doutrina, em determinado ponto, espalhado pelos que discordam e protestam, saindo da comunhão com o sucessor de Pedro.
A Doutrina da Igreja é sua alma. Seu corpo são os fiéis. Esses são culpados de usar mal a doutrina e quando fazem isto, apesar de católicos e até padres, estão fora da doutrina. A nefasta união entre Estado e Igreja, felizmente há muito tempo abandonada, como instituição, fez com que muitos desmandos fossem realizados em nome da Igreja, contrariando inteiramente a sua doutrina.
Lutero, um homem obscecado pela sua vontade de "ter certeza da Salvação", pregou o "arbítrio escravo" e a "Salvação somente pela fé", duas heresias absurdas que continuam enganando os irmãos separados. Fez isto porque era o único modo que tinha para ter a sua "certeza".
Ora, a Bíblia está cheia de livre arbítrio, está cheia da necessidade de boas obras para a salvação, mas esses textos os "pastores" não lêem. Não acreditam em "toda a bíblia", mas naquilo que lhes interessa para dar certeza de que são um povo "eleito", ou seja: "Já estamos salvos".
Nada disso é novidade.A Igreja dos primeiros séculos enfrentou as mesmíssimas heresias. Valdenses, pelagianistas, arianistas, monofisistas, anabatistas, donatistas, para citar apenas algumas. Todas essas heresias que grassaram desde o séulo II da era do cristianismo estão, hoje, assentadas de cal e pedra, nas chamadas Igrejas protestantes, evangélicas, neo-pentecostais. O advento dos Cátaros, ou "puros", no século III, foi o "ovo da serpente" para o renascimento da famigerada "Cereteza da Salvação somente pela fé". Os Cátaros queriam se sentir "puros" para terem cereteza de suas próprias salvações...Satanás acredita em Deus e no Messias e não está salvo...Há judeus que nos detestam, mas isto não é ensinamento da Bíblia que eles seguem, que é a Torah, os profetas, etc..Daí não se pode condenar a doutrina do judaísmo em si, como não se pode condenar a doutrina católica em si.Os Judeus vieram primeiro, depois, nós, católicos, e por último, voces, como dissidência nossa. Só que, dentro da crença de que Yeshua é o Messias, nós temos respostas para tudo o que fazemos, porque consideramos a bíblia toda, inclusive o Novo Testamento, e não ficamos a escolher versículos, distorcendo a lógica do ensinamento como verdade inteira. Se tivessemos apenas o Antigo Testamento, certamente acreditaríamos no judaísmo oficial dos dias de hoje.
Para um judeu é muito difícil acreditar na Trindade (Pai, Filho e Espírito Santo) porque Israel recita a Shema através dos milênios. A enfase que se dá no Deus Único foi uma necessidade de época, uma vez que Israel era um povo (e ainda é) de pequeno número, vivendo entre uma esmagadora maioria de pagãos que tinha deuses para tudo e havia o perigo da influência.
Tenho, hoje, um grande amigo judeu. Ele diz que Yeshua foi um impostor. Continua sendo meu amigo. Encontro nele grandes qualidades que não encontro em muitos cristãos. Ele diz o mesmo: Encontro muitas qualidades em vc que não encontro em muitos judeus.
Portanto, amizade é isto: Esse amigo judeu veio a minha casa certa vez e recomendei a minha esposa que não servisse carne, apenas comida que os judeus consideram, de certa forma, Kosher. Eu disse: Há coisas que ele não pode comer. Ponha queijo, patê de alho, suco de uva..
Isto é amar, é ser amigo, é respeitar a crença do próximo.
Não somos "donos da verdade", nem sequer devemos "sair" para outra religião que não seja aquela em que nascemos. A não ser que nossos pais nos tenham criado sem nenhuma e aí teríamos que escolher alguma. Sou contra o proselitismo tão apregoado pelos protestantes, principalmente os "evangélicos e neo-pentecostais". Temos lógica naquilo que pensamos. Há dogmas que temos, mas todos tem fundamento. Exemplo: Para nós, Miriam, a mãe de Yeshua, nasceu sem pecado original (descrito na passagem de Adão e Eva no Gênesis). Daí que chamamos Miriam, de Imaculada, e isto foi afirmado num Concílio, só que todos já acreditavam nisso e só faltava oficializar a fé.Miriam foi concebida sem o pecado original porque Yeshua, que dela nasceu, não poderia ter este pecado, do qual não nos livramos inteiramente, nem mesmo pelo batismo, do contrário, Yeshua não poderia se imolar pelos nossos pecados (A vítima pascal por excelência). Só sendo inteiramente puro, Yeshua poderia arcar com todos os pecados da humanidade: Passados, presentes e futuros.Portanto, Miriam não foi isenta do pecado original por si e sim pela necessidade de fazer Yeshua nascer sem pecado. Mesmo assim, foi único ser humano, na face da terra, que foi concebido sem pecado.Daí deriva a honra que a Igreja Católica dedica a mãe do Senhor.
A Trindade é um mistério: São três pessoas distintas porém inseparáveis num único Deus.É como três palitos de fósforo acessos reunidos em uma única chama, que é Deus. Eles podem estar juntos ou separados, mas a chama, Deus, é única em cada um deles.
A verdade tem o seu tempo. Dar tempo ao tempo e amar é o que devemos fazer.Lembre-se de que não somos judeus e não tivemos que recitar a Shema através dos milênios..
Vc há de perguntar: Por que, só de 1535 para cá houve a separação ? Simples: O advento da imprensa em 1492, colocou a bílbia na mão de todos, inclusive dos albigeneses, cátaros, valdenses, monofisitas, todos os que eu citei, todos de plantão desde a origem do cristianismo, todos professando crenças inteiramente contrárias entre si. Antes, era preciso pagar muito caro para um copista monje, uma vez que o trabalho era exaustivo, daí que havia uma seleção natural do leitor, ou seja, só quem tinha educação tinha o dinheiro para solicitar uma cópia e não estava interessado em escolher entre versículos e criar doutrinas diferentes daquilo que realmente está Nela pregado.Voce imagine o afã de alguém querendo "descobrir a pólvora" numa bíblia editada, nas primeiras vezes, esquecendo-se que aquilo foi estudado milhares de vezes por quinze séculos, e sem nenhum interresse por determinada conclusão !!
Alíás, outro dia teve um comentário sobre a eleição de um ex-soldado da SS de Hitler para Papa (Bento XVI). Bem..Eu prefiria mil vezes o JPII, mas que posso fazer ? Espero que este Papa seja tão transparente quanto o seu antecessor.

Paz e Bem,
O Provençal









Simplesmente fico estarrecido com a soberba de quem se acha na posição acima da Palavra de Deus....como se pode defender uma doutrina onde o culto a imagens é tolerado e onde se adora a mãe como igual ao Pai e ao Filho ?Onde se batizam bebes ?Como é possivel tanta impáfia?
avatar
peter cafe
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 74

Cidade Cidade : crateus

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 23/08/2011


Voltar ao Topo Ir em baixo

A idolatria da doutrina da trindade.

Mensagem por Dudu em Seg Fev 11, 2013 11:53 pm

É muitotriste e lamentável que pessoas que autoproclamam-se teólogos ensinarem doutrinas falsas como se fossem doutrinas verdadeiras.A doutrina da trindade é uma doutrina politeísta,herética,originada pela igreja de Roma e que segmentos protestantes supostamnete evangélicos abraçaram essa falsa doutrina e a defendem com vigor mais do que a própria igreja de Roma.Um certo pastor evangélico da chamada Assembléia de Deus(?) em um comentário sobre o conceito de trindade,ele disse que certo livro estaria errado por dizer que a trindade é a união de três Deuses em Um Só Deus e que o conceito correto de trindade,segundo esse mesmo pastor,é a união de três pessoas em Um Só Deus,ora,se cada pessoa da trindade é alegadamente Deus,então realmente é a confirmação da existência de três Deuses,isso é um dos exemplos de clara contradição daqueles que ensinam essa falsa doutrina.Os chamados evangélicos,vão ao ponto de mentir,ao dizer que negar a trindade é negar a Yeshua o Messias.Fazendo eles esse tipo de terrorismo psicológico com os seus menbros,fica dificil eles aprender a verdade do Deus Único e Todo-poderoso.A doutrina da trindade é uma heresia tomada por Roma de antigas religiões pagãs que não acreditavam na existência de um Único Deus e o testemunho da todas a Bíblia Sagrada é claro:Só existe um Único Deus Todo-poderoso,o Pai.

Dudu
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 4

Cidade Cidade : Itabaiana

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 11/02/2013

Religião Religião :
  • Outros


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por Dudu em Ter Fev 12, 2013 2:11 pm

É muito triste e lamentável que pessoas que autoproclamam-se teólogos ou doutrinadores defendam heresias como se fossem verdades.A doutrina da trindade é contraditória,herética e politeísta tomada pela igreja de Roma das antigas religiões politeístas pagãs que não ensinavam a crença em um Deus Único.Os que ensinam essa doutrina falsa entram em contradição:em um programa de televisão,certo pastor da Assembléia de Deus(igreja protestante) disse que certo livro estaria errado por afirmar que o conceito de trindade é a união de três Deuses em um Só Deus e que o conceito correto seria,segundo esse pastor,que a trindade é a união de três pessoas em Um Só Deus,ora,se cada pessoa da trindade é alegadamente Deus,então a trindade é a união de três Deuses,ou seja,é politeísmo declarado e assumido.
Ao contrário desses pastores que ensinam essa falsa doutrina,a doutrina da trindade,toda a Bíblia Sagrada afirma que só existe Um Deus Único,o Pai(Gênesis 17:1;Deuteronômio 6:4;João 17:3;1 Coríntios 8:6).

Dudu
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 4

Cidade Cidade : Itabaiana

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 11/02/2013

Religião Religião :
  • Outros


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por Dudu em Ter Fev 12, 2013 2:38 pm

Prisca escreveu:A paz Admin,
Existe um movimento chamado testemunhas de jeová
e nós evangélicos combatemos algumas doutrinas deles
eles dizem que o Espirito Santo é uma força ativa e nós dizemos que ele é a terceira pessoa da trindade ,pelo visto o J.M e os T.J tem alguma coisa em comum.
Mas Adimin e quando Yeshua fala sobre o Consolador,sobre a blasfemia contra o Espirito Santo e quando o Espírito Santo desce em forma de pomba...
Parece que a biblia se refere a uma Pessoa.

Vocês,ditos evangélicos ou "evangélicos",pois é até mesmo uma afronta aos evangelhos,chamarem vocês de evangélicos,pois vocês não seguem os evangelhos e muito menos a Bíblia Sagrada,na verdade vocês não combatem as Testemunhas de Jeová,vocês combatem a crença em um Deus Único,pois para os chamados teólogos e doutrinadores dessas "igrejas evangélicas",todo segmento religioso que não professa a doutrina da trindade é classificado por vocês como herético(da mesma como a igreja de Roma fazia para com aqueles que não acreditavam nos falsos ensinos dessa igreja),usando até de mentiras tais como aquele que não crê na trindade,não crê na divindade de Yeshua o Messias e que trindade não são três deuses e sim três pessoas,ora se cada pessoa da trindade é alegadamente Deus,então realmente são três Deuses,politeísmo declarado.Você até mesmo tem duvidas com relação a doutrina da trindade quando disse:"parece que a Bíblia se refere a uma Pessoa",parece não é certeza.Explicando para você de forma clara e incontestável:Deus é espírito,Yeshua o Messias,na Terra,estava em carne e o espírito santo,em forma de pomba e não de pessoa,desceu sobre Yeshua o Messias,o texto mostra apenas duas pessoas e distintas uma da outra:O Pai que estava e está no céu,unge o Filho Yeshua o Messias que estava na Terra,portanto,não existe trindade porque Deus verdadeiramnete é Um Só(Deuteronômio 6:4;João 17:3;1 Coríntios 8:6).

Dudu
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 4

Cidade Cidade : Itabaiana

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 11/02/2013

Religião Religião :
  • Outros


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por Dudu em Ter Fev 12, 2013 3:07 pm

Pessoas que só autoproclamam teólogos e não ensinam a verdade por defenderem uma doutrina herética vinda da igreja de Roma pagã.Pastores que se dizem evangélicos que mentem de forma discarada dizer que negá-se que Yeshua o Messias não é divino por se negar a doutrina de três Deuses,a trindade;pastores que se dizem ungidos mas entram em contradição ao afirmar que a trindade não é a crença em três Deuses em Um Só Deus e sim três pessoas em Um Só Deus,no entanto alegá-se que cada pessoa da trindade é Deus,portanto,as três pessoas são três Deuses.Pastores que se dizem sábios e entram em contradição ao afirmar que Yeshua é Deus mas que Maria não é a mãe de Deus.Pastores que para muitos são considerados grandes doutrinadores(como Silas Malafaia) defenderem festividades pagãs como o Natal que era o dia de Mitra,o deus-sol dos romanos celebrado em 25 de dezembro.Apenas para citar apenas alguns absurdos e contradições de pastores que ensinam doutrinas e práticas pagãs. A Bíblia Sagrada,no entanto,afirma a crença em Um Único Deus Todo-poderoso,o Pai,JHVH dos Exércitos(Gênesis 17:1;Deuteronômio 6:4;João 17:3;1 Coríntios 8:6).

Dudu
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 4

Cidade Cidade : Itabaiana

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 11/02/2013

Religião Religião :
  • Outros


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por EdsonCazão em Sex Mar 01, 2013 5:54 am

DUDU escreveu ... Explicando para você de forma clara e incontestável:Deus é espírito,Yeshua o Messias,na Terra,estava em carne e o espírito santo,em forma de pomba e não de pessoa,desceu sobre Yeshua o Messias,o texto mostra apenas duas pessoas e distintas uma da outra:O Pai que estava e está no céu,unge o Filho Yeshua o Messias que estava na Terra,portanto,não existe trindade porque Deus verdadeiramnete é Um Só(Deuteronômio 6:4;João 17:3;1 Coríntios 8:6).

Duas pessoas distintas??
Isso é dualismo.
Como você mesmo disse; ‘Deus é Espírito’ e não uma pessoa, então o texto não mostra duas pessoas e sim um e único Deu, a Palavra que se fez homem. Emanuel. Dt 6 v.4; João 1 v. 14.

14ª - Assim que a Palavra (gr. Logos = projeto/palavra) se fez Homem. Enquanto palavra/projeto interpelava a Deus e, realizada em Yeshua, manifestou-se aos homens.
14b – acampou (gr. Skênê - tenda) entre nós. Alusão a antiga Tenda de Encontro, morada de Deus entre os israelitas durante sua peregrinação pelo deserto e substituída mais tarde pelo santuário de Jerusalém. Aquela presença de Deus é substituída por esta: a tenda de Deus, o lugar onde ele habita no meio dos homens, é um homem, uma ‘carne’




EdsonCazão
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 3

Cidade Cidade : Santa Rita do Passa Quatro

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 11/02/2013

Religião Religião :
  • Evangélico


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por Convidad em Sex Mar 01, 2013 4:40 pm

para todos!

EdsonCazão escreveu:
Duas pessoas distintas?? Isso é dualismo.
Como você mesmo disse; ‘Deus é Espírito’ e não uma pessoa, então o texto não mostra duas pessoas e sim um e único Deu, a Palavra que se fez homem. Emanuel. Dt 6 v.4; João 1 v. 14.

14ª - Assim que a Palavra (gr. Logos = projeto/palavra) se fez Homem. Enquanto palavra/projeto interpelava a Deus e, realizada em Yeshua, manifestou-se aos homens.
14b – acampou (gr. Skênê - tenda) entre nós. Alusão a antiga Tenda de Encontro, morada de Deus entre os israelitas durante sua peregrinação pelo deserto e substituída mais tarde pelo santuário de Jerusalém. Aquela presença de Deus é substituída por esta: a tenda de Deus, o lugar onde ele habita no meio dos homens, é um homem, uma ‘carne’
Olá Edson!

O dualismo jamais se enquadra no relacionamento entre Yeshua e o Eterno, assim como a trindade.
O Eterno é Ruach (Espírito), e Ele é uma pessoa sim, pois Ele é um ser PESSOAL, porém, o Ruach HaKodesh (Espírito Santo) é que nunca foi uma pessoa, como a tal da doutrina da trindade alega.

A Palavra se fez carne, Yeshua é a Palavra de D'us, e não o "Deus da Palavra", Ele é a Palavra de D'us porque inúmeras das ações de D'us foram e são manifestas através do Filho, que representa ADONAI diante dos homens e dos seres espirituais de forma plena.
avatar
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por jrbps em Sab Abr 13, 2013 5:48 pm



Prisca

A divindade é formada primeiramente pelo Pai, a quem Yeshua se referia, e consequentemente tal divindade abrange todos os escolhidos do Eterno.

A palavra Deus não se resume a um indivíduo, mas a união de YHWH e Yeshua através do Espirito Santo que nos une a ELES, não que o Espirito Santo seja um indivíduo, mas a unidade espiritual entre o Pai e todos os seus escolhidos.


Boa dia meu irmão.
Sou novo no fórum e esta é minha primeira postagem.
Sou evangélico, batista tradicional e gosto muito de estudar e entender cada vez mais da Palavra de Deus, que é "Nun. Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho." Salmos 119.35.

Participo de um fórum (lideranca.org.br) e lá tem um forista que, ao que parece, é judeus messiânico. Desconfiei pelos termos usados (Yeshua) e por ele afirmar que Yeshua não é Deus. Pesquisando mais na net sobre os Judeus Messiânicos, parei aqui..rs

Primeiramente quero expressar meu carinho pelo povo judeu. Nunca tive nada contra vcs. Estamos debaixo da mão do mesmo Deus. Posso dizer a plenos pulmões : "Ouça, ó Israel: O Senhor, o nosso Deus, é o único Senhor." Dt 6.9. Acho que todo cristão deve amar o povo judeus. Essa história que devemos odiar os judeus por causa da morte de o Messias é balela. Coisa de católico, que sempre perseguiu os Judeus e tentou usurpar o lugar de Jerusalém no coração de Deus. Sei que alguns reformistas, como Lutero, também fizeram o mesmo e isso é lamentável. Mas a igreja que eu sigo (não tenho orgulho denominacional não. Mas não deixa de ser uma identidade) tambem foi perseguida no passado por não batizar crianças, por ter um governo congregacional, pelo zelo missionário,etc.
Nunca olharei para os Judeus com desprezo, pois o meu Yeshua era judeu. A salvação vem dos judeus. Paulo diz em Romanos 11. 11-22:

"Pergunto, pois: porventura, tropeçaram para que caíssem? De modo nenhum! Mas, pela sua transgressão, veio a salvação aos gentios, para pô-los em ciúmes.
Ora, se a transgressão deles redundou em riqueza para o mundo, e o seu abatimento, em riqueza para os gentios, quanto mais a sua plenitude!
Dirijo-me a vós outros, que sois gentios! Visto, pois, que eu sou apóstolo dos gentios, glorifico o meu ministério,
para ver se, de algum modo, posso incitar à emulação os do meu povo e salvar alguns deles.
Porque, se o fato de terem sido eles rejeitados trouxe reconciliação ao mundo, que será o seu restabelecimento, senão vida dentre os mortos?
E, se forem santas as primícias da massa, igualmente o será a sua totalidade; se for santa a raiz, também os ramos o serão.
Se, porém, alguns dos ramos foram quebrados, e tu, sendo oliveira brava, foste enxertado em meio deles e te tornaste participante da raiz e da seiva da oliveira,
não te glories contra os ramos; porém, se te gloriares, sabe que não és tu que sustentas a raiz, mas a raiz, a ti.
Dirás, pois: Alguns ramos foram quebrados, para que eu fosse enxertado.
Bem! Pela sua incredulidade, foram quebrados; tu, porém, mediante a fé, estás firme. Não te ensoberbeças, mas teme.
Porque, se Deus não poupou os ramos naturais, também não te poupará.
Considerai, pois, a bondade e a severidade de Deus: para com os que caíram, severidade; mas, para contigo, a bondade de Deus, se nela permaneceres; doutra sorte, também tu serás cortado."

Eu precebi também que alguns JM não aceitam que Yeshua seja Deus. Citam versículos onde Ele diz ser menor que o Pai, etc, se esquecendo que o Messias estava num corpo de carne, limitado.

Temos vários versículos que mostram a divindade de Yeshua. Veja alguns:


João 1.1

"o princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens. E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam"

Hebreus 1. 1-9

"Muitas vezes e de muitas formas, YHWH falou no passado a nossos pais por meio dos profetas. Nesta etapa final nos falou por meio de seu Filho, a quem nomeou herdeiro de tudo, por quem criou o universo. Ele é reflexo de sua glória, expressão do seu ser, e tudo sustenta com a Sua Palavra Poderosa. Realizada a purificação dos pecados, sentou-se no céu à direita da Majestade; tão superior aos anjos, quanto é mais excelente o título que herdou. Pois, a qual dos anjos disse alguma vez: Tu és meu filho, eu hoje te gerei ? E em outro lugar: Eu serei para ele um pai, ele será para mim um filho? Da mesma forma, quando introduz no mundo o primogênito, diz: Que todos os anjos o adorem. Aos anjos diz: Ele faz dos ventos seus anjos, das chamas de fogo seus ministros. Ao Filho, ao contrário, lhe diz: Teu trono, Ó YHWH, permanece para sempre, cetro de retidão é teu cetro real. Amaste a justiça, odiaste a iniqüidade; por isso YHWH, o teu YHWH, te ungiu com perfume de festa entre todos os teus companheiros".

Isaías 9.6, Diz:

"Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, YHWH Forte..."


Percebí que negam também que o Espírito Santo seja uma pessoa da Trindade. Que Ele seja Deus.

Vou colar um estudo bem interessante sobre o ES, tanto no Antigo Testamento como no Novo.

----------------------------------------------------

I. A PESSOA DO ESPÍRITO SANTO NO VELHO TESTAMENTO.

Existem vários referências ao Espírito de Deus distribuídas pelo Velho Testamento. Mesmo a doutrina da Trindade, as vezes, não estando muito clara no Velho Testamento, a personalidade e a divindade do Espirito são reveladas. No primeiro versículo da Bíblia (Gênesis 1:1), a palavra hebraica para "Deus" é usada no plural. Em Gênesis 1:2, o Espírito é expressivamente mencionado. Deus também refere-se a si mesmo no plural (Gênesis 1:26; 11:7) e, pelo menos, em um lugar as três pessoas da Trindade são mencionadas juntas (Isaías 48:16). Muitos dos títulos atribuídos ao Espirito podem ser encontrados no Velho Testamento (Salmos 51:11; Zacarias 12:10; e Jó 33:4).
II. O ESPÍRITO SANTO NA CRIAÇÃO

Muitas das obras divinas são atribuídas às três pessoas da Trindade. Este fato também é verdadeiro na criação. Enquanto o Pai e o Filho são reconhecidos pela obra (Atos 4:24; João 1:3), o Espírito Santo não fica excluído.

A. Ele foi ativo na criação do universo - Gênesis 1:2; Isaías 40:12-13; Jó 26:13
B. Ele foi ativo na criação do homem - Jó 33:4
C. Ele está ativo na preservação da natureza - Salmos 104:10-30; Isaías 40:7.
III. A OBRA DO ESPÍRITO SANTO NA SALVAÇÃO

Desde a queda de Adão, o homem tem permanecido num estado contínuo de depravação. Sem a influência graciosa do Espírito de Deus nunca houve um tempo em que o homem natural pudesse amar, confiar ou vir a Deus. Em todas as épocas o Espírito deve convencer (Gênesis 6:3), vivificar (Salmos 119:25), iluminar (Salmos 119:27) e conduzir a alma a Deus (Salmos 65:3-4). O Espírito Santo tem sido, sempre, o guia e o instrutor do povo de Deus (Neemias 9:20).

A crença que alguns dos crentes do Velho Testamento não tinham o Espírito Santo deve ser rejeitada. Ninguém pode negar que o dia de Pentecostes trouxe uma nova época do Espírito (João 7:37-39; 14:16-17; Atos 1:8), mesmo assim deve ser assegurado que nunca existiu um filho de Deus que fosse destituído do Espírito. A carne nunca pode produzir um Cristão (João 3:3-6; Romanos 8:7,8). Em Provérbios 1:23,2 A sabedoria promete derramar Seu Espírito sobre aqueles que atentam a sua repreensão. Enquanto o Messias estava dando ênfase a futura descida do Espírito Ele foi cauteloso dizendo que o Espírito Santo já estava com os discípulos (João 14:16-17).
2. A sabedoria como é personificada em Provérbios, na sua maneira mais sublime, não parece ser nenhum outro senão Yeshua o Messias. Compare Provérbios 1:23 com João 7:37-39. Estude especialmente a última metade de Provérbios 8. Compare também cuidadosamente Lucas 11:49 com Mateus 23:34.
Outro erro ouvido as vezes é o ensinamento que os crentes do Velho Testamento podiam perder o Espírito. Alguns usaram o caso de Saul (I Samuel 16:14) para provar esse ensinamento, mas estes estão confundindo a obra do Espírito Santo na salvação com a Sua obra ao equipar os homens para o serviço de Deus. O Espírito Santo vem aos homens e sai dos homens de várias maneiras, mas nunca em relação à salvação. Sugerir isso é o mesmo que negar a segurança tida pelo povo de Deus (Salmos 37:24).
IV. A OBRA DO ESPÍRITO NA REVELAÇÃO

Da mesma maneira que o Messias prometeu que o Espírito Santo seria nosso professor, o Espírito Santo ensinou os crentes do Velho Testamento.

A. Ele inspirou os profetas - II Samuel 23:2; Ezequiel 2:1-2; Miquéias 3:8
B. Ele inspirou as Escrituras do Velho Testamento - II Pedro 1:21; Atos 1:16
C. Ele instruiu o povo de Deus - Neemias 9:20
V. OS DONS ESPECIAIS DO ESPÍRITO FORAM MANIFESTADOS NO VELHO TESTAMENTO.

A. Dons Políticos - Gênesis 41:38; Números 11:25; 27:18. Foi o Espírito de Deus quem deu a Israel Seus lideres
B. Dons Morais.
1. Coragem - Juízes 6:34; 11:29
2. Indignação - I Samuel 11:6
C. Dons Físicos.
1. Força - juizes 14:6; 15:14
2. Capacidade mecânica - Êxodo 31:2-5
Tudo isso deve nos ensinar o significado de Zacarias 4:6. Sem o Espírito de Deus não podemos oferecer nenhum serviço a Deus.
VI AS PROFECIAS SOBRE O ESPÍRITO NO VELHO TESTAMENTO

São frequentemente estudadas as profecias que referem-se a o Messias no Velho Testamento, mas não devemos esquecer aquelas que predizem a vinda e a obra do Espírito de Deus.

A. Profecias sobre a obra do Espírito durante o ministério terrestre de o Messias - Isaías 61:1-3.

B. Profecias sobre a obra do Espírito durante o reino de o Messias - Isaías 11:1-9.

C. A profecia da descida do Espírito Santo no Dia de Pentecostes - Joel 2:28. [O autor deve mencionar que ele não considera o Pentecostes uma completa cumulação deste versículo.]

D. Profecias sobre a futura obra do Espírito Santo com os judeus - Isaías 44:2-3; Ezequiel 37:1-14; 39:28-29; Zacarias 12:10.
--------------------------------------------------


E um estudo sobre a divindade do ES:


-----------------------------

A DIVINDADE DO ESPÍRITO SANTO
INTRODUÇÃO

Estudando a divindade do Espírito Santo encontramos uma tendência moderna que procura minimizar a importância das doutrinas. Em nenhum lugar essa apatia em relação as doutrinas é tão perigosa, a não ser quando tem em vista o conhecimento de Deus. Errar em relação à doutrina acerca de qualquer Pessoa de Deus é o mesmo que perverter a doutrina da Trindade, perdendo assim a pureza do real conhecimento que é proveniente do Deus verdadeiro. Não há salvação ou serviço quando não existe um conhecimento puro a respeito da Pessoa de Deus (Jer 9:23,24; João 17:3; Daniel 11:32; Oséias 6:6).

Estudar a pessoa de Deus é a atividade de maior proveito na qual o Seu povo pode se ocupar (Fil 3:8). Nada mais expande a nossa mente enquanto nos humilha. Quando aprendemos de Deus fica fortalecida a nossa comunhão com Ele e nossos corações ficam tranqüilizam-se (Jó 22:21). Sabendo que temos o Espírito Santo habitando em nós recebemos gozo e confiança de Deus. Estas verdades devem animar a nossa fé ( I João 4:4) e provocar repúdio do pecado (I Cor 6:18,19). Que Deus use essa lição para confirmar essa grande verdade da divindade do Espírito Santo.
I A TRINDADE

A Bíblia nos ensina que enquanto há um só Deus (Deuteronômio 6:4), há três personalidades na divindade (Mateus 28:19; I João 5:7). Neste estudo da divindade do Espírito Santo seria ajudador se relembrássemos do relacionamento entre as Pessoas do Deus Trino.

A. Deus, o Espírito Santo - Teologicamente falamos do Espírito Santo como a Terceira Pessoa da Trindade e é Ele quem Procede do Pai e do Filho (João 15:26; Salmos 104:30; Gálatas 4:6; Filipenses 1:19). "Processão Eterna" esta frase é usada para descrever o relacionamento do Espírito Santo com o Pai e o Filho.

B. Deus, o Filho - Yeshua o Messias é o Filho unigênito do Pai. o Messias tem sido sempre o Filho do pai (Gálatas 4:4; João 3:16; Isaías 9:6). "Geração Eterna" esta frase é usada para descrever o relacionamento do Filho entre o pai. Teologicamente falamos de o Messias como a Segunda Pessoa da Trindade.

C. Deus, o Pai - O pai nem "procede" e nem é "gerado" por ninguém e assim falamos dEle como a Primeira Pessoa da Trindade. Devemos lembrar-nos que estes termos nunca podem implicar inferioridade às Pessoas Divinas. Mesmo que estes relacionamentos a nos não sejam compreendidos mentalmente, eles devem ser aceitos ou logo nos afastaremos da doutrina do Trinitarianismo para o Unitarianismo. Talvez fosse bom concluirmos esta parte do estudo com uma citação da velha Confissão da Fé Batista da Filadélfia:

"Neste Ser divino e infinito há três Pessoas, o Pai, a Palavra (Filho), e o Espírito Santo, de uma só substância, poder e eternidade, cada uma tendo toda a essência divina, sem dividir a tal: O pai não é gerado nem procedido de; o Filho é gerado eternamente pelo Pai; o Espírito Santo procede do Pai e do Filho; completamente infinito, sem começo, portanto, só um Deus, Que não é dividido em natureza nem ser, mas distingüido por propriedades peculiares e relativas, e por relações pessoais; qual doutrina senão a da Trindade é o alicerce de toda e qualquer comunhão com Deus, e dependência confortável nEle."
II. A Divindade do Espírito Santo

As provas da divindade do Espírito Santo podem ser divididas em cinco categorias.

A. O Espírito Santo é chamado Deus - (Atos 5:3-4, 9; I Coríntios 3:16; Efésios 2:22; II Coríntios 3:17). O Espírito é chamado Adonai (Compare Atos 28:25 com Isaías 6:8-9). O Espírito é chamado Jeová (Compare Hebreus 10:15-16 com Jeremias 31:31-34).1

B. O Espírito Santo está associado ao Pai e ao Filho num mesmo nível de igualdade - (Mateus 28:19) [Observe que a palavra "nome" está no singular significado assim que o poder, a glória e a autoridade do Pai, do Filho, e do Espírito Santo é uma só] (I João 5:7; II Coríntios 13:14).

C. Os atributos de Deus são dados ao Espírito Santo.
1. Eternidade - Hebreus 9:14.
2. Vida - Romanos 8:2.
3. Onipresença - Salmos 139:7-8.
4. Santidade - Mateus 28:19.
5. Onisciência - I Coríntios 2:10.
6. Soberania - João 3:8; I Coríntios 12:11.
7. Onipotência - Gênesis 1:1-2; João 3:5
D. As obras de Deus são dadas ao Espírito Santo.
1. A criação - Jó 33:4.
2. A incarnação - Mateus 1:18
3. A Regeneração - (Compare João 3:8 com I João 4:7).
4. A Ressurreição - Romanos 8:11
5. A inspiração da Palavra de Deus - (Compare II Pedro 1:21 com II Reis 21:10).
E. A natureza do pecado !sem perdão? revela a dignidade do Espírito Santo - Mateus 12:31-32.
----------------------------

Se vc quiser ler mais sobre o assunto, deixarei um link para o post não ficar mais extenso do que já é...rs

solascriptura-tt.org/Pneumatologia/




Mas lí que há alguns JM que aceitam a Trindade. Pelo visto há JM trinitários e outros não, certo?

Desculpe o tamanho do post.rsrs

A paz do Senhor.
[/quote]


jrbps
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 2

Cidade Cidade : São Gonçalo - RJ

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 13/04/2013

Religião Religião :
  • Evangélico


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por Convidad em Sab Abr 13, 2013 8:43 pm

Shabat para todos!

jrbps escreveu:
Mas lí que há alguns JM que aceitam a Trindade. Pelo visto há JM trinitários e outros não, certo?"
Olá, seja ao fórum!

Veja bem, a trindade é um dogma romano, decretado no Concílio de Nicéia em 325 d.C.
Yeshua é Deus, no sentido de ser Divino, o Unigênito Filho do Eterno, o Seu representante máximo, mas Ele não é ADONAI.

Moisés e os juízes de Israel também foram considerados e chamados de "deuses".

Aqui estão algumas páginas do fórum que tratam deste tema:

http://www.torahweb.net/t1553-divindade-de-yeshua-e-um-dogma-pagao

http://www.torahweb.net/t472-yeshua-e-um-d-us-ou-d-us

http://www.torahweb.net/t377-a-composicao-de-d-us

http://www.torahweb.net/t1330-trindade-vida-no-ceu-e-deus-habitando-na-terra

Eu não sou judeu messiânico, sou um gentio enxertado em Israel e aproximado da Comunidade de Israel = Romanos 11 e Efésios 2.

É um prazer tê-lo conosco!


avatar
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por Convidad em Dom Abr 14, 2013 6:14 am

Shabat JRBPS!

jrbps escreveu:
Mas lí que há alguns JM que aceitam a Trindade. Pelo visto há JM trinitários e outros não, certo?

Para o teu esclarecimento:

Existem Judeus messiânicos e gentios cristãos, ambos monoteístas porem trinitarios. Da mesma forma existem Judeus messiânicos e gentios cristãos, ambos monoteistas porem unitarios. Da mesma forma existem Judeus messiânicos e gentios cristãos, ambos monoteistas porem unicistas.

Como vc ve, meu caro amigo, os mesmos problemas que existem no cristianismo exitem tambem no judaismo messianico

Para maiores informações sobre a crença judaica messianica consulte os sites:

Judeus messiânicos MONOTEÍSTAS TRINITARIOS.
Crêem que o Elohim YHWH [D’us] é uma única unidade, porem pluralista, composta pelo Pai, Palavra [Filho] e Espirito Santo.

Por exemplo visite este site:
http://www.antares.com.br/yaohushua/onome06.htm

Judeus messiânicos MONOTEISTAS UNICISTAS.
Crêem que o Elohim YHWH [D’us] é uma única unidade, porem singular, que ora se manifesta como sendo o Pai, ora se manifesta como sendo a Palavra [Filho] e ora se manifesta como sendo o Espirito Santo, ou seja, um Deus mutavel.

Por exemplo visite este site:
http://www.yeshuachai.org/cremos/

Judeus messiânicos MONOTEISTAS UNITARIOS.
Crêem que o Elohim YHWH [D’us] é uma única unidade, porem singular, que criou filhos tendo como primogenito Yeshua, que é a primeira criatura feita por D’us, o qual foi constituido como sendo apenas um “deus representativo ou por procuração dada pelo Pai” [um deus por tabela]. E o Espirito Santo como sendo uma força ativa ou um poder energético da parte do Pai.

Por exemplo visite este site:
http://ensinandodesiao.org.br/quem-somos/

Que o Eterno te abençoe e te esclareça!



avatar
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por Convidad em Dom Abr 14, 2013 8:34 am

para todos!

azzi escreveu:
Crêem que o Elohim YHWH [D’us] é uma única unidade, porem singular, que criou filhos tendo como primogenito Yeshua, que é a primeira criatura feita por D’us, o qual foi constituido como sendo apenas um “deus representativo ou por procuração dada pelo Pai” [um deus por tabela]. E o Espirito Santo como sendo uma força ativa ou um poder energético da parte do Pai.
Olá jrbps!

Este tal de azzi, infelizmente não sabe o que diz, e não entende corretamente sobre o judaísmo messiânico.

Tanto é que ele não sabe nada sobre o Ministério Ensinando de Sião, veja:

"Cremos na plena divindade (Cl 2:9) de Yeshua haMashiach (Yeshua, o o Messias), o Filho primogênito (Rm 8:29) e unigênito de D’us (Jo 3:16; Hb 11:17) e expressão máxima de Sua presença manifesta em forma plenamente humana (Rm 5:15)."

O sujeito postou algo referente às TJs, pensando que nós aqui do fórum somos "tapados".

Aqui está um estudo, que faz parte do livro "RESTAURANDO DOUTRINAS DA IGREJA DO PRIMEIRO SÉCULO", onde o Rabino Marcelo Miranda Guimarães, presidente e fundador do Ministério Ensinando de Sião - BH, fala a respeito da Divindade de Yeshua.

Leia e veja se condiz com o que o tal do azzi postou:

"Certa vez Yeshua foi questionado por um escriba, sobre qual era o principal dos mandamentos. Ele, sem hesitar, lhe respondeu: “Ouve Israel, ADONAI é nosso D'us, ADONAI é UM” (Mc 12:29 - Dt 6:4). Yeshua citou o mandamento central da fé do povo judeu, o fundamento do monoteísmo, a crença em Um Único D’us. Este é um princípio básico das Escrituras, o fato de que não há espaço para deuses, mas para Um Único D’us, ADONAI.

Porém tradicionalmente, o cristianismo vem compreendendo Yeshua ou J esus dentro do conceito de trindade e comumente ouve-se cristãos afirmando que Yeshua é D’us ou o próprio ADONAI (O PAI) em carne.
Tais afirmações podem ser problemáticas se forem má formuladas, pois colocam em risco a fé monoteísta, produzindo assim uma doutrina que pode soar idólatra ou no mínimo triteísta. Pois afinal, se D’us é um e Seu nome é Adonai, como pode haver outro D’us chamado Yeshua? Esta é uma pergunta lógica, que automaticamente produzirá uma outra: “Yeshua é D’us?”

Antes de responder esta pergunta, deve-se primeiro refletir sobre o quê significa a palavra “D'us”.
Ignorando o fato de que em português ela tem origem pagã, todos tem de alguma forma um conceito do quê esta palavra significa, ou a quem ela se refere. Mas, sabe-se que há diferentes “deuses”, tanto quanto existem diferentes religiões. Porém, ao se tratar do D'us da Bíblia, a que D'us ela está se referindo? Conforme o texto citado, o D'us Único da Bíblia é ADONAI. Para ser mais exato, Seu nome é formado por quatro consoantes hebraicas – Yud, Hei, Vav e Hei, que formaria o correspondente em português YHWH.
Como se pode observar, o nome de D'us não tem vogais, o que o torna conseqüentemente impronunciável. Muitos na tentativa de transliterar este nome criaram expressões como Jeová, Javé, Yavé, Yahweh ou Yahú; todas criações de um nome completamente desconhecido, conforme a lingüística hebraica vem comprovando.

Como vimos, o nome do D'us de Israel é impronunciável, sendo assim, foi criada uma forma alternativa de chamá-lo, neste caso, a expressão ADONAI, que quer dizer simplesmente “SENHOR”. Conclui-se então, que D'US é UM e seu nome é YHWH (ADONAI).
Partindo desta tese, retoma-se a pergunta inicial: “YESHUA (Yeshua) É D'US?”. Se esta pergunta é formulada com o sentido de “YESHUA (Yeshua) É ADONAI?”, a resposta é: NÃO! Por quê? Por um motivo simples, o próprio Yeshua deixou claro em várias citações sua distinção do PAI (ADONAI); veja este exemplo: "Em verdade, em verdade, digo-vos que o Filho por si mesmo não pode fazer coisa alguma, se não vir fazer o Pai; porque tudo o que o Pai faz o Filho faz igualmente. Porque o Pai ama o Filho e lhe mostra tudo o que faz; e Ele lhe mostrará maiores obras do que estas para que vos maravilheis. Porque, assim como o Pai ressuscita os mortos e os vivifica, assim também o Filho vivifica aqueles que quer. E também o Pai a ninguém julga, mas deu ao Filho todo o juízo" (João 5.19-22).
Este texto é muito interessante, pois demonstra claramente que Yeshua e o Pai possuem funções distintas e que o poder dEle depende completamente de Adonai, como diz o trecho: “[...] o Filho por si mesmo não pode fazer coisa alguma [...]”. Além disso, também fica claro que existe uma poderosa unidade entre ambos - unidade não no sentido de serem a mesma 'entidade', mas de parceria, união - [...] porque tudo o que o Pai faz o filho faz igualmente [...]. Por isto em outro trecho, Yeshua dirá “Eu e o Pai somos UM”. O que se percebe é que Yeshua tem uma autoridade divina – o que não o transforma no PAI. Porém, esta depende profundamente de ADONAI, Ele não tem autoridade ou poder divino por si só, ele depende da unidade com Seu Pai.

Outro detalhe importante é perceber a submissão de Yeshua, pois como ele mesmo disse: “[...] vou e volto para junto de vós. Se me amásseis, alegrar-vos-íeis de que eu vá para o Pai, pois O PAI É MAIOR DO QUE EU” (João 14:28). Isto deve ficar claro, pois o problema é que a doutrina da trindade, vem ignorando o fato importante de que Yeshua está submetido à autoridade do Pai (ADONAI), e que o PAI, conseqüentemente é maior do que o Filho. Existe um caráter hierárquico aqui.
Agora, voltando à pergunta, “Yeshua é D'us”? Se esta sentença tiver o mesmo sentido de perguntas como: “Yeshua é divino”? ou “Yeshua possui atributos divinos”? ou ainda “Yeshua tem autoridade divina?”. Se ela for formulada com estes significados, não há problemas em responder que SIM, Yeshua é D’us (divino).
Pois de fato, Yeshua tem atributos e autoridade divinas, mas não porque ele é o PAI, ou ADONAI, mas, porque o PAI lhe concedeu tal poder – como foi visto em texto anteriormente citado.
Vale fazer outra citação antes de prosseguir: “No princípio era o Verbo, o Verbo estava com D'us, e o Verbo era D'us” (João 1:1). Este texto significa que lá em Gênesis (Bereshit em hebraico) a PALAVRA (gr. LOGOS ou hb. DAVAR) estava com D’us, sabe-se que ela é YESHUA (Yeshua), porém o texto ainda diz que Ele O VERBO (A PALAVRA) era D'us. Não seria esta uma refutação a teoria apresentada neste texto? De forma alguma! Basta observar a estrutura deste versículo em grego.
Toda vez que se usa um termo grego para se referir a um substantivo, usa-se um artigo definido antes dele, a ausência deste artigo indefine automaticamente o substantivo. Por exemplo, quando o substantivo masculino ocorre (em grego) e se quer fazer uso de um artigo definido, usa-se a expressão “rô” 1. O estranho é que neste texto João, o final da sentença está: “kai (e) théos (D'us) en (era) ró (o) logos (verbo)”. Observe a ausência do artigo “ró” antes de D'us (théos), já antes da palavra “logos” ele ocorre. Como no grego a ausência de artigo definido, indica automaticamente indefinição, daí que alguns grupos concluíram a tradução do texto como “um D'us” – os Testemunhas de Jeová por exemplo – traduzindo o texto com um artigo indefinido antes de theós. Porém, esta tradução também é errada, uma solução simplista e que fere a idéia de um único D'us.
Pois, ao por D'us no indefinido “um”, supõe-se a existência de outros deuses, e aí cai-se novamente no 'politeísmo'. Finalmente, qual seria a solução para este texto? Qual seria a melhor tradução?

Devemos lembrar que o evangelho de João possui um grego muito pobre, provavelmente escrito por alguém que tinha pouco domínio da língua, conforme esclarece o Dr. Russel Champlim: “O grego ali usado é próprio de um autor que falava o aramaico (sic) [hebraico], e que adquiriu o grego como segundo idioma. Há muitos erros gramaticais no original...” (CHAMPLIM, R.N. Enciclopédia de Bíblia, Teologia e Filosofia. Ed. Candeia, São Paulo: 1995, Pg. 544). O que parece é que João queria usar o substantivo theos (D'us) como um adjetivo, não no sentido do 'verbo ser D'us', mas, que o 'verbo é DIVINO'. O que esclarece definitivamente o texto. Fato é, João não estava dizendo através deste texto que Yeshua é ou era ADONAI. Mas, que Ele é divino, o que muda completamente o sentido do versículo.
Para entender definitivamente a função de Yeshua, deve-se usar o princípio da representatividade. Yeshua REPRESENTA o Pai. Por ser seu representante legal é também possuidor da autoridade dAquele a quem representa, é divino, não no sentido de ser o PAI, mas no sentido de vir do D'US ADONAI. Por isto a Bíblia o chama de “D'US FORTE” (Isaías 9:5) e “D'US CONOSCO – EMANUEL” (Isaías 7:14). Pois, YESHUA 'REPRESENTA' ADONAI ENTRE NÓS, sendo assim, quem honra o Filho, honra o Pai (João 5:23).
Existem vários textos que demonstram este caráter representativo de Yeshua, vejamos: “... o qual (Messias) é a imagem do D’us invisível, o primogênito de toda a criação” (Cl. 1:15). Aqui o Messias é a “imagem do D’us invisível”, ninguém pode ver ao Eterno (YHVH), mas todos podemos vê-lo em Seu Filho o Messias Yeshua. Outro texto interessante é o que está em Hebreus 1:3: “Ele, que é o resplendor da glória e a expressão do Seu Ser”. Vale observar a má tradução feita pelas versões Almeidas (ARC e ARA) que colocam o versículo como: “... a expressão ‘exata’ do Seu ser...” esta palavra – exata – simplesmente não existe no original, a palavra grega aqui é ‘character’ que foi melhor traduzida pela versão americana King James como sendo: “a imagem expressa do Seu ser”. Yeshua é a uma expressão cognoscível, em que é possível conhecer D’us (YHWH).
D’us o Pai, o ETERNO (YHWH) é intenso, é incognoscível, é extenso, transcendente, enorme, é Eterno ou como dizem os cabalistas o EIN-SOF (Sem Fim), nem um homem em seu estado de mortalidade pode conhecê-lo, por isto enviou Ele um mediador (um representante), no qual é possível perceber todos os Seus atributos de uma forma compreensível a mente e as condições espirituais do homem. O D’us incognoscível se torna cognoscível através de Seu Ungido o Messias YESHUA.
Por isto João diz: “Ninguém jamais viu a D’us; o Filho unigênito, que está no seio do Pai, é quem o revelou” (João 1:18) [Observação sobre as versões que põe este verso como: ‘... o D-us o unigênito o revelou...’ estão no final do artigo na nota #2]. Ninguém jamais viu a D’us, por Isto agora podemos vê-lo em Seu filho, é como o próprio Yeshua disse em Mateus 11:27 “... ninguém conhece o Pai, senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar”.
Aí reside o que chamo de “Divindade Representativa” – ninguém pode conhecer o Pai, ninguém pode percebê-lo, Ele é incompreensível se o vermos em nossas limitações intelectuais e espirituais, por isto Ele enviou seu FILHO em quem habita corporalmente (em forma de corpo) sua plenitude, a fim de torna-se compreensível aos olhos humanos. Assim, o D’us único revela seu poder e atributos através de seu Ungido.
Chocante para os que formulam D’us dentro do conceito trinitariano é pensar na possibilidade que Yeshua (Yeshua) tem um D’us, sim, Paulo faz menção a isto quando diz: “Bendito seja o D’US, e PAI de nosso Senhor Yeshua o Messias, o Pai das misericórdias...” (II Co 1:3 e Ef 1:3). Como pode Ele ser o D’us de si mesmo?

Encerra-se dizendo: “Depois virá o fim, quando houver entregado [YESHUA] o Reino a D-us, ao Pai, e quando houver aniquilado todo o império e toda a potestade e força. Porque convém que [YESHUA] reine até que haja posto a todos os inimigos debaixo de seus pés. Porque todas as coisas (o Messias) sujeitou debaixo de seus pés. Mas, quando diz que todas as coisas lhe estão sujeitas, claro está que se excetua Aquele [O PAI] que sujeitou todas as coisas. E, quando todas as coisas lhe estiverem sujeitas [A YESHUA], então também o mesmo Filho se sujeitará Àquele [AO PAI – ADONAI] que todas as coisas lhe sujeitou, para que D-us seja tudo em todos” (I Co.15:24). Este texto significa que D’us (O PAI) deu autoridade máxima a Yeshua nestes tempos, para destruir principados, aniquilar impérios, para subjugar o inimigo e conquistar o Reino, finalmente, quando o Messias cumprir sua missão, Ele devolverá o Reino pronto para PAI, para que ELE (D’US – ADONAI) seja tudo em todos.”.


("A Divindade de Yeshua", do livro "Restaurando Doutrinas da Igreja do Primeiro Século" - Marcelo Miranda Guimarães, com a colaboração de Igor Miguel, lição nº 22, páginas 131 a 135).

Como vc ve, meu caro amigo, os mesmos problemas que existem no cristianismo exitem tambem no judaismo messianico
A grande diferença é que no judaísmo, a influência de Roma não chega nem perto a do cristianismo, e o judaísmo se divide em pelo menos 3 seguimentos, enquanto o cristianismo em mais de 5.000...
avatar
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por Convidad em Dom Abr 14, 2013 5:26 pm

SHALOM JRBPS,

moro em 7 Lagoas/MG a 50 km da sinagoga do Ministerio de Sião em frente ao estádio de futebol Mineirão. Frequentei durante 3 anos a sinagoga participei de festas e conheço o Rabino Marcelo Guimaraes (meu amigo) e tenho alguns livros escritos por ele. Conheço seu filho Mateus e aprendi alguma coisa sobre o edioma hebraico.

Gostei e gosto de freqüentar a sinagoga mesmo com as diferenças teológicas.

Para alguns Yeshua é a primeira criatura criada por D’us, e , desta criatura, D’us criou outras criaturas e coisas.

Então eu pergunto:

Para que D’us criou uma criatura para criar toda criação? Qual era o objetivo? Ele não poderia criar tudo de uma só vez?

Para alguns Yeshua é D’us tal como os juízes de Israel eram (conf. Sl 82:6), porem, se esquecem que Yeshua perdoava pecados e realizava sinais e milagres que somente um verdadeiro D’us pode realizar, tanto é que queriam apedreja-lo, enquanto que os juízes nunca realizaram tais sinais como Yeshua realizou.

Na ocasião em Jo 10:34, Yeshua queria dizer algo como:

Se vcs reconhecem os juizes como sendo deuses sem realizarem sinais algum, muito mais eu que realizo sinais prodigiosos e perdouo pecados vcs devem-me reconhecer como sendo YHWH, pois, só YHWH pode fazer sinais e perdoar pecados.

.
avatar
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por Convidad em Dom Abr 14, 2013 6:11 pm

para todos!

azzi escreveu:
Para que D’us criou uma criatura para criar toda criação? Qual era o objetivo? Ele não poderia criar tudo de uma só vez?
Olá azzi!

Se vc crê que Yeshua não foi gerado por D'us (por isto Ele é chamado de Unigênito de D'us), antes de todas as coisas, é um direito seu e de qualquer um...
Se vc crê na trindade de Roma, é um direito seu também.

Mas, não venha tentar justificar a sua fé, sua crença, seu dogma, etc., fazendo perguntas que não podem ser respondidas!
Se seguirmos seu equívoco, então daremos razão aos ateus, que vivem de perguntas sem respostas em relação ao que D'us faz ou deixa de fazer.
O que sabemos e cremos está naquilo em que D'us aprouve nos revelar, e ponto!

Por que D'us, ao invés de enviar maná, não enviou pão fresquinho?
Por que ao invés de enviar codornizes, não enviou filé?
Por que Yeshua teve que cuspir na terra, e passar o barro nos olhos daquele cego?

Isto é uma manobra já conhecida, e bem frágil...
Para alguns Yeshua é D’us tal como os juízes de Israel eram (conf. Sl 82:6), porem, se esquecem que Yeshua perdoava pecados e realizava sinais e milagres que somente um verdadeiro D’us pode realizar, tanto é que queriam apedreja-lo, enquanto que os juízes nunca realizaram tais sinais como Yeshua realizou.

Na ocasião em Jo 10:34, Yeshua queria dizer algo como:

Se vcs reconhecem os juizes como sendo deuses sem realizarem sinais algum, muito mais eu que realizo sinais prodigiosos e perdouo pecados vcs devem-me reconhecer como sendo YHWH, pois, só YHWH pode fazer sinais e perdoar pecados.
Veja que é vc quem está reduzindo a missão de Yeshua e quem Ele é ao ofício de Representante de ADONAI, sendo que Ele é muito mais do que isso, mas isto não significa que Ele não exerça esta função para nós.

E não somos nós que reconhecemos, é a Bíblia quem reconhece, vai estudar camarada!
Parece que já se esgotou dos argumentos, agora está partindo para a apelação teológica, insinuando algo que ninguém aqui fez, pois ninguém aqui reduziu a Grandeza do Messias a somente um ofício de Representante de D'us, como se Ele fosse só isto para nós!

Toda esta teologia que vc segue acerca da Pessoa do Messias, prejudica o ensino sobre a Sua Missão para com Israel, a Igreja e a humanidade, põe em dúvida a Soberania de D'us, prejudica o ensino da Unidade entre o Pai e o Filho, da submissão e dependência do Filho em relação ao Pai, da autoridade que o Filho recebeu do Pai, prejudica o ensino bíblico monoteísta, confirma a influência pagã no cristianismo, etc.

Infelizmente, com este seu comentário, vc está se incluindo nesta admoestação na Epístola aos Hebreus:

"Do qual muito temos que dizer, de difícil interpretação, porquanto vos fizestes negligentes para ouvir.
Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de D'us; e vos haveis feito tais que necessitais de leite e não de sólido mantimento.
Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino.
Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal.
Pelo que, deixando os rudimentos da doutrina do Messias, prossigamos até a perfeição, não lançando de novo o fundamento do arrependimento de obras mortas e de fé em D'us,
e da doutrina dos batismos, e da imposição das mãos, e da ressurreição dos mortos, e do juízo eterno.
E isso faremos, se D'us o permitir."


Hebreus 5:11-14; 6:1-3.
avatar
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por Xan Berg em Dom Abr 14, 2013 6:20 pm

azzi escreveu:
Para alguns Yeshua é a primeira criatura criada por D’us, e , desta criatura, D’us criou outras criaturas e coisas.

Então eu pergunto:

Para que D’us criou uma criatura para criar toda criação? Qual era o objetivo? Ele não poderia criar tudo de uma só vez?

O que você quer dizer com sua pergunta, que apocalípse 1:5 e 3:14 está errado, Yeshua não é a fiel testemunha e nem o princípio da criação de D'us?

D'us está errado por não ter criado tudo de uma só vez?

azzi escreveu:Para alguns Yeshua é D’us tal como os juízes de Israel eram (conf. Sl 82:6), porem, se esquecem que Yeshua perdoava pecados e realizava sinais e milagres que somente um verdadeiro D’us pode realizar, tanto é que queriam apedreja-lo, enquanto que os juízes nunca realizaram tais sinais como Yeshua realizou.

Yeshua por acaso 'inventou' o perdão de pecados? Antes não havia perdão?

O rei David não foi perdoado por D'us quando cometeu um pecado grave?

Acho que você precisa arrumar seus conceitos meu caro.


azzi escreveu:
Na ocasião em Jo 10:34, Yeshua queria dizer algo como:

Se vcs reconhecem os juizes como sendo deuses sem realizarem sinais algum, muito mais eu que realizo sinais prodigiosos e perdouo pecados vcs devem-me reconhecer como sendo YHWH, pois, só YHWH pode fazer sinais e perdoar pecados.

.


kkkkk.... Yeshua nunca disse que deveria ser reconhecido como o Pai, muito pelo contrário!

Não confunda YHWH com Elohim.
avatar
Xan Berg
Administrador
Administrador

Mensagens Mensagens : 2636

Idade Idade : 41

Cidade Cidade : Israel

País País : Israel

Inscrição Inscrição : 18/12/2008

Religião Religião :
  • Judeu messiânico


http://www.torahweb.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por Convidad em Dom Abr 14, 2013 7:49 pm

para todos!

Xan escreveu:
kkkkk.... Yeshua nunca disse que deveria ser reconhecido como o Pai, muito pelo contrário!

Não confunda YHWH com Elohim.
Muito bem lembrado Xan, aliás, o que Yeshua quis dizer em João 10 é que se a Torah chamou "deuses" = ELOHIM, aos que receberam a Palavra de D'us, isto é, representaram a autoridade de D'us diante de Israel, porque Ele, a quem D'us santificou e enviou ao mundo, foi acusado de blasfêmia ao afirmar ser o Filho de D'us?

Ora, se eles na Torah foram chamados de representantes de D'us, por que o próprio Filho Dele, enviado e santificado por Ele, não poderia representá-Lo diante de Israel?

Realmente, o sujeito precisa mesmo arrumar os conceitos dele...
avatar
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por jrbps em Seg Abr 15, 2013 8:45 pm

Randfal, izzi e outros irmão, obrigado pelo retorno.

Bom ,eu não sou eruduto em grego mas Yeshua nunca disse ser Deus Pai. Até onde sabemos, as cartas e o evangelho foi escrito antes do concílio de Nicéia. Vemos o Messias dizer que o Pai era maior que ele pois ele estava em carne : "vemos, todavia, aquele que, por um pouco, tendo sido feito menor que os anjos, Yeshua, por causa do sofrimento da morte, foi coroado de glória e de honra, para que, pela graça de Deus, provasse a morte por todo homem " (Hb 2.9)

Vou colar um estudo que se assemelha ao que vc me escreveu:

" A Tradução Novo Mundo das Escrituras Sagradas (obs.: das Testemunhas de Jeová), revisãode 1986,verte assim o texto de João 1.1:

"No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com o Deus e a Palavra era [um] deus".
O objetivo deste pequeno trabalho é mostrar que a última parte do versículo ("a Palavra era [um] deus") foi traduzida de forma arbitrária, sem obedecer as regras gramaticais da língua grega dentro do contexto semântico do Novo Testamento. Entendemos que a tradução correta é aquela utilizada pela maioria das versões: "a Palavra era Deus".

Reativando este tema bastante discutido no passado, esperamos contribuir para o fortalecimento das convicções dos que amam e crêem na Palavra de Deus, e para trazer certeza aos que se encontram na dúvida.

Os termos gregos do texto em questão, representados pelos caracteres latinos correspondentes, ficam assim representados:

THEOS EN HO LOGOS. Segue-se a análise gramatical de cada palavra com sua tradução:

THEOS - substantivo, masculino singular, predicativo do sujeito.........[Deus]

EN - 3ª pessoa do singular Imperfeito do Indicativo, do verbo EIMI.......[era]

HO - artigo masculino singular (feminino em português).....[a]

LOGOS - substantivo, masculino singular, sujeito........[Palavra]

Estamos diante de uma oração onde dois substantivos (THEOS e LOGOS) são relacionados através do verbo de ligação (EN). O substantivo THEOS não vem precedido de artigo mas substantivo LOGOS está precedido pelo artigo definido HO. Em construções deste tipo, com o verbo na 3ª pessoa, o sujeito da oração é indicado pela presença do artigo diante do substantivo. Em grego não existe o artigo indefinido como em português ou inglês. Contudo, a ausência de artigo definido não indica necessariamente que a tradução deva ser feita com uso do artigo indefinido, seja em português, seja em inglês.

O professor Jean Humbeit, mestre conferencista da Sorbonne, em seu livro "Sintaxe Grecque", assim se expressa à página 44, quanto ao uso do artigo grego: (a tradução é minha)

"O artigo pode definir o indivíduo que está em questão e o conjunto de indivíduos que formam um grupo ou uma espécie. Inversamente, a ausência de artigo implica uma impossibilidade de definir um indivíduo em particular, ou é um meio de exprimir "a espécie em si mesma", sem considerar as individualidades que a compõem".

A ausência do artigo, portanto, possui duas alternativas: impossibilidade de definir o indivíduo ou um meio de exprimir "a espécie em si mesma". Voltando ao texto em questão e aplicando o critério acima para ausência do artigo, concluímos inicialmente que a tradução poderia ser de duas maneiras:

1. Considerando uma impossibilidade de definir um indivíduo em particular, teríamos a seguinte tradução:

THEOS EN HO LOGOS = A Palavra era um deus. Neste caso, "um deus" estaria indicando a impossibilidade de dizer qual dentre os deuses individualmente considerados "A Palavra" seria. Embora seja uma tradução gramaticalmente possível não é aceitável semanticamente no contexto da Bíblia, onde há um só Deus verdadeiro, isto é, não existe uma quantidade de deuses maior do que um possibilitando criar uma indefinição em torno do vocábulo 'Deus'.

2. Utilizando a alternativa restante que é um meio de exprimir "a espécie em si mesma", sem considerar as individualidades que a compõem, a tradução seria, então: "A Palavra era Deus." Fica assim indicado que "A Palavra" era da espécie de "Deus", que biblicamente é única, sem considerar as individualidades que a compõem. Esta tradução, além de gramaticalmente correta, tem um sentido semântico coerente com o conteúdo bíblico. Nas Escrituras, ora o termo 'Deus' é uma pessoa individualizada, ora é essência ou espécie.

Podemos concluir que a versão correta para o texto em estudo é: "a Palavra era Deus". Não está sendo dito que a Palavra era o Deus Pai, mas que a Palavra era Deus em essência, qualidade ou espécie. O substantivo THEOS (Deus) está numa função adjetiva, qualificando o sujeito da oração HO LOGOS (a Palavra).


Hebreus 1. 1-9 diz:

"Muitas vezes e de muitas formas, YHWH falou no passado a nossos pais por meio dos profetas. Nesta etapa final nos falou por meio de seu Filho, a quem nomeou herdeiro de tudo, por quem criou o universo. Ele é reflexo de sua glória, expressão do seu ser, e tudo sustenta com a Sua Palavra Poderosa. Realizada a purificação dos pecados, sentou-se no céu à direita da Majestade; tão superior aos anjos, quanto é mais excelente o título que herdou. Pois, a qual dos anjos disse alguma vez: Tu és meu filho, eu hoje te gerei ? E em outro lugar: Eu serei para ele um pai, ele será para mim um filho? Da mesma forma, quando introduz no mundo o primogênito, diz: Que todos os anjos o adorem. Aos anjos diz: Ele faz dos ventos seus anjos, das chamas de fogo seus ministros. Ao Filho, ao contrário, lhe diz: Teu trono, Ó YHWH, permanece para sempre, cetro de retidão é teu cetro real. Amaste a justiça, odiaste a iniqüidade; por isso YHWH, o teu YHWH, te ungiu com perfume de festa entre todos os teus companheiros". (negrito meu)

Se formos pensar que a ICAR adulterou a Palavra de Deus, aí fica difícil saber em que acreditar, já que Apocalipse condena quem colocar ou retirar algo. Sabemos da adulteração que a ICAR fez ao colocar os livros apócrifos na Bíblia, se esquecendo que "aos judeus foram confiados os oráculos de Deus" (Romanos 3.2).

E sobre o Espírito Santo? Yeshua afirma que “Portanto, eu vos digo: Todo o pecado e blasfêmia se perdoará aos homens; mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada aos homens” (Mateus 12:31).

Sei que os TJ's chamam o ES de "força ativa". Como uma blasfêmia contra uma força não será perdoada? Uma força perdoa ou condena? Temos outras evidências:

“O Espírito de Deus me fez; e a inspiração do Todo-Poderoso me deu vida” (Jó 33:4)

Os atributos do Espírito Santo nas Sagradas Escrituras demonstram sua verdadeira divindade.

Unidade: “Há um só Espírito” (Efésios 4:4).

Eternidade: “Quanto mais o sangue de o Messias, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará as vossas consciências das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo?” (Hebreus 9:14).

Onisciência:”… porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus” (I Coríntios 2:10).

Onipotência: “Pelo poder dos sinais e prodígios, na virtude do Espírito de Deus…” (Romanos 15:19).

Onipresença: “Para onde me irei do teu Espírito” (Salmo 139:7).

Sabedoria: “E repousará sobre ele o Espírito do SENHOR, o espírito de sabedoria e de entendimento, o espírito de conselho e de fortaleza, o espírito de conhecimento e de temor do SENHOR” (Isaías 11:2).

Verdade: “… aquele Espírito de verdade” (João 15:16).

Santidade: “Declarado Filho de Deus em poder, segundo o Espírito de santificação” (Romanos 1:4).

Bondade: “Guie-me o teu bom Espírito” (Salmo 143:10).


Os nomes dados ao Espírito Santo nas Escrituras indicam sua divindade real.

“E há diversidade de operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos. Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um, para o que for útil” (I Coríntios 12:6-7).
“Disse então Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo, e retivesses parte do preço da herdade?” (Atos 5:3).

Exite uma citação da velha Confissão da Fé Batista da Filadélfia que se estivesse contra, nunca ficaria no lugar da Palavra de Deus, nossa ÚNICA regra de fé e prática, mas como corrobora com ela, é válida:

"Neste Ser divino e infinito há três Pessoas, o Pai, a Palavra (Filho), e o Espírito Santo, de uma só substância, poder e eternidade, cada uma tendo toda a essência divina, sem dividir a tal: O pai não é gerado nem procedido de; o Filho é gerado eternamente pelo Pai; o Espírito Santo procede do Pai e do Filho; completamente infinito, sem começo, portanto, só um Deus, Que não é dividido em natureza nem ser, mas distingüido por propriedades peculiares e relativas, e por relações pessoais; qual doutrina senão a da Trindade é o alicerce de toda e qualquer comunhão com Deus, e dependência confortável nEle."

Talvez seja conveniente explicar que na tradução para o português a palavra "senhor" aplicada a Deus no Velho Testamento pode ser uma tradução de duas palavras Hebraicas diferentes para "Deus". Quando imprimida com todas as letras maiúsculas ("SENHOR") indica o nome Jeová. Quando somente a primeira letra é maiúscula ("Senhor") trata-se do titulo Hebraico para Deus - Adonai.

No primeiro versículo da Bíblia (Gênesis 1:1), a palavra hebraica para "Deus" é usada no plural. Em Gênesis 1:2, o Espírito é expressivamente mencionado. Deus também refere-se a si mesmo no plural (Gênesis 1:26; 11:7) e, pelo menos, em um lugar as três pessoas da Trindade são mencionadas juntas (Isaías 48:16). Muitos dos títulos atribuídos ao Espirito podem ser encontrados no Velho Testamento (Salmos 51:11; Zacarias 12:10; e Jó 33:4).

Da mesma maneira que o Messias prometeu que o Espírito Santo seria nosso professor, o Espírito Santo ensinou os crentes do Velho Testamento.

A. Ele inspirou os profetas - II Samuel 23:2; Ezequiel 2:1-2; Miquéias 3:8
B. Ele inspirou as Escrituras do Velho Testamento - II Pedro 1:21; Atos 1:16
C. Ele instruiu o povo de Deus - Neemias 9:20

A paz do Senhor.



jrbps
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 2

Cidade Cidade : São Gonçalo - RJ

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 13/04/2013

Religião Religião :
  • Evangélico


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Judeus Messiânicos e suas heresias.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum