Últimos assuntos
» Os cinco pastores mais rico do Brasil
Ter Ago 21, 2018 11:45 pm por Leite de Oliveira

» 666
Seg Ago 20, 2018 8:48 pm por Leite de Oliveira

» Pena de morte para bandidos
Seg Jun 19, 2017 6:50 am por Isaque palazon

» Os 7 (sete) Espíritos de YHWH
Qua Fev 22, 2017 12:16 am por azzi

» Apresente-se aqui
Qua Nov 23, 2016 2:40 pm por Paulo Henrique Gasparino

» Viver em Israel - Imigração
Dom Nov 20, 2016 1:43 pm por Oziel rodrigues

» Judeus Messiânicos e suas heresias.
Sex Out 21, 2016 6:59 am por EderTe

» A "Fé Evangélica" é genuinamente bíblica?
Ter Out 18, 2016 9:35 pm por Roberto Gavazza

» 2 samuel 24:1 x 1 cronicas 21:1
Ter Out 18, 2016 7:17 pm por Roberto Gavazza

» Bnei Noach
Ter Out 18, 2016 3:27 pm por Roberto Gavazza

Menu
  Add a Favoritos

  Home Page

  Regras do fórum

  Portal

  Fórum

  Registre-se

  Quem somos

  Normas e Dicas

  Estudos biblico

  Mapa de Israel

  História de Israel

  Aula de Hebraico

  Dicionário biblico

  Biblia em Hebraico


Calendário biblico
Estatísticas
Temos 4255 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de Gibassan

Os nossos membros postaram um total de 16985 mensagens em 1199 assuntos

A nulidade e o ódio esperam a ultima jogada

Ir em baixo

A nulidade e o ódio esperam a ultima jogada

Mensagem por elielsantos em Sab Mar 07, 2015 3:16 am



Enquanto o novo "gabinete" Europeu, conhecido pela alcunha de "Neville Chamberlain", continua dando ouvido ao blá blá iraniano, os iranianos vão rindo e preparando seu arsenal. Seus misseis já tem o alcance, mas não a ogiva para destruir Israel, como sonham a decadas. Com a ajuda passiva da Europa e EUA, certamente eles se preparam para colocar Israel em xeque.

Toda a vizinhança imediata de Israel (Líbano, Cisjordania, Siria e Gaza) são controlados pelo Irâ. Em jogo de Xadrez, essa posição é conhecida como "Xeque". Mas para efetuar a ultima jogada e definitiva, o "xeque mate", os iranianos só precisam de uma ogiva atômica. Com essa ogiva, eles poderiam mover seus peôes (Líbano, Cisjordania e Gaza) à vontade, escudados pela comunidade internacional que são "apaixonados" por seus peôes. Os Ayatolás iranianos sentariam, pegariam um pacote de pipoca e um copo de coca e assistiriam o desespero de Israel, dia e noite acossado pelos "peôes" do Irâ. Enquanto isso, a peça principal do jogo de "xadrez" (ogiva nuclear) seria guardada para quando Israel não tiver mais nenhum amigo (já não tem, a não ser os europeus, que só fingem sê-lo) para finalmente destruírem-no.

Quando isso acontecesse (se Deus o permitisse), os iranianos iriam dormir tranquilos, conscios de que seriam mentores do Islã, por destruírem os judeus. Os Europeus suspirariam aliviados. O Obama compraria champanhe para tomar com a familia. Os católicos ortodoxos comemorariam com o Assad abraçados nas ruas da Siria. E o papa celebraria uma missa.

Que Deus tenha piedade dos justos deste mundo e da nação de Israel, pois a nulidade e o ódio esperam triunfar a qualquer custo.



Churchill, ingles que avisou o mundo sobre a guerra, mas não foi ouvido

elielsantos
Membro
Membro

Mensagens Mensagens : 20

Cidade Cidade : Barra do Garças, MT

País País : Brasil

Inscrição Inscrição : 09/09/2009


http://vivavida.clickforuns.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum